Menu
Busca quinta, 20 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Política

Reinaldo anuncia secretariado e diz que cumpriu 75% das promessas

Com mudanças pontuais a meta é cumprir o plano de governo nos próximos quatro anos

28 dezembro 2018 - 08h46Da redação

Na manhã desta sexta-feira (28), o governador Reinaldo Azambuja, anunciou  o nome de todos os integrantes da nova equipe de governo. Conforme dito pelo próprio Azambuja, as mudanças foram pontuais e algumas já esperadas por aqueles que acompanham a política sul-mato-grossense.

O governador salientou que os cargos de governo não devem ser para barganhas políticas, mas para o resultado das ações. Foram anunciados:

 Roberto Hashioka vai comandar a Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD).

Antônio Carlos Videira comanda a Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Carlos Eduardo Girão de Arruda, Controladoria Geral do Estado (CGE-MS).

Eduardo Correa Riedel permanece na Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov).

Elisa Cléia Rodrigues Pinheiro Nobre, Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast).

Fabíola Marqueti Sanches Rahim, Procuradoria Geral do Estado (PGE-MS).

Felipe Mattos de Lima Ribeiro, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

Geraldo Rezende Pereira, Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Jaime Elias Verruck, Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Maria Cecilia Amendola da Motta, Secretaria de Estado de Educação (SED).

Murilo Zauith para Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

A pasta da Cultura perde o status de secretaria e passará a ser fundação subordinada a Secretaria de Governo.

Depois de divulgar os nomes dos secretários que vão tomar posse para o segundo mandato em seu governo, Azambuja fez um balanço dos quatro anos de trabalho, agradeceu aos secretários e funcionalismo que deixam a gestão, reforçando que foi pelo trabalho deles que o estado avançou.

Para ele, o grande desafio agora é fazer gestão pública com eficiência nas políticas que são prioritárias, não esquecendo do interior e cumprindo o que está no plano de governo.

"O mundo cresceu muito nos últimos quatro anos e o Brasil não cresceu, se o país fizer a reforma estruturante, vai desenvolver bem mais que os outros países”, pontuou o governador.

Sobre a reeleição, o governador disse que tem conversado com a equipe para que haja cumprimento das políticas públicas, principalmente para as pessoas mais sofridas, com desenvolvimento e crescimento econômico.

“Tenho dito a minha equipe que nosso compromisso é muito grande com a sociedade que nos deu confiança para os próximos quatro anos, cumprimos bem mais que 75% do nosso programa de governo de 2014 e vamos cumprir muito mais a partir do dia 1° de janeiro” concluiu.

Prefeitura prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Modelo processual brasileiro impõe parcimônia dos juízes, diz Moro
Política
Relatório da LDO é entregue à Mesa Diretora da Câmara
Política
Nelsinho Trad convoca reunião com Mandetta para tratar de recursos para saúde
Política
Moro fala sobre conversas vazadas com Dallagnol
Política
Câmara quer retomar gratuidade da bagagem
Política
No Parlasul, Nelsinho defende Rota Bioceânica
Política
Valdir Gomes pode concorrer a prefeitura pelo PP em 2020
Política
No brasil 97% das mulheres já sofreram assédio em transporte
Política
Lei impede uso particular de milhas aéreas por políticos e servidores
Política
Senado analisa projeto que derruba decreto sobre armas

Mais Lidas

Cidade
Confira a lista de habilitados para sorteio de unidades habitacionais na capital
Cidade
Campo-grandenses se unem e ajudam família que caiu em golpe da falsa encomenda
Polícia
Pai mata filho de 7 anos após convencê-lo de que brincariam juntos
Polícia
Vídeo: Homem é executado por pistoleiros em oficina