Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Saúde

“Nenhuma cidade ficará sem atendimento”, diz Marcelo Mello sobre "Mais Médicos"

Segundo secretário do Ministério da Saúde, até segunda-feira, 2.476 candidatos ainda não tinham se apresentado nos municípios

19 dezembro 2018 - 10h35Da redação


O Ministério da Saúde deve divulgar, nesta quarta-feira (19), um balanço das vagas oferecidas pelo programa Mais Médicos. A data final para se apresentar nos locais era terça-feira (18) e até a segunda dos 8.411 candidatos inscritos no programa, 2.476 ainda não haviam se apresentado.

De acordo com o secretário do Ministério da Saúde, Marcelo Henrique de Mello, as 8.517 vagas deixadas pelos médicos cubanos serão preenchidas. “Na primeira fase, 5.972 médicos se apresentaram, sendo que 1164 vagas não foram preenchidas inicialmente e essas deverão ser por médicos brasileiros formados no exterior, e caso não haja a ocupação por médicos estrangeiros”, disse.

O secretário explicou que as vagas em aberto são devido a questões pessoais dos médicos, incompatibilidade de horários e inicialmente 13% deles declinaram da escolha feita no ato da inscrição.
Mello explicou que em 2013 quando o programa foi criado, cerca de 11 mil médicos ser formavam no país e atualmente são 22 mil, o que contribui para uma mudança de quadro na ocupação das vagas. Para ele, o eixo do Mais Médicos, além de colocar um profissional onde não existe, contribui para infraestrutura podendo exigir a construção de mais unidades de saúde. Em relação a educação,  os médicos se preparam com especializações e cursos na carreira.

Quando questionado se alguma cidade ficará sem médico, Mello foi categórico “nenhuma cidade vai ficar sem atendimento, nós faremos um balanço, e abriremos novamente, teremos médicos em todos os municípios do Brasil” concluiu.

A ideia do Ministério da Saúde é que os médicos possam voltar a escolher os postos de trabalho não preenchidos em janeiro de 2019. Na primeira fase o edital foi aberto dia 20 de novembro e dava o prazo até 14 de dezembro para apresentação no local de trabalho.

Até domingo, dia 16 (último dia de inscrição), 10.205 profissionais entre brasileiros formados no exterior e estrangeiros se inscreveram para a 2° fase de seleção.

Agora os profissionais terão de 20 a 22 de dezembro para participar de um novo processo de escolha no caso vagas remanescentes. De 27 a 28 de dezembro, médicos brasileiros formados no exterior também poderão se inscrever para as vagas que sobrarem. Por fim, de três a quatro de janeiro, estrangeiros formados fora do Brasil irão poder disputar os postos disponíveis.

Cronograma da segunda fase de seleção do Mais Médicos:
• Até 16/12: Inscrição dos médicos brasileiros e estrangeiros formados no exterior. Com o fim do prazo, foram mais de 10 mil inscritos;
• Até 18/12: Apresentação dos médicos com CRM brasileiro nos municípios;
• 19/12: Ministério faz balanço das vagas disponíveis, somando as desistências com as que não tiveram procura;
• De 20/12 a 21/12: Médicos com CRM no Brasil escolhem municípios com vagas disponíveis;
• De 27/12 a 28/12: Médicos brasileiros formados no exterior escolhem municípios com vagas disponíveis;
• De 3/1 a 4/1/19: Médicos estrangeiros formados no exterior escolhem municípios com vagas disponíveis.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Brasil tem 23.473 mortes pelo novo coronavírus, diz ministério
Saúde
URGENTE - MS passa de mil casos de coronavírus
Saúde
Semana começa com 17 pediatras atendendo nesta manhã na capital
Saúde
Secretário de vigilância pede demissão do Ministério da Saúde
Saúde
Ministro do STF, Toffoli, tem sinais de infecção do coronavírus
Saúde
Em dia recorde com 66 novos casos, MS totaliza 924 com coronavírus
Saúde
Confira onde 23 pediatras atenderão nesta manhã de sábado
Saúde
Vacina chinesa para a Covid-19 tem resultados iniciais seguros e induz a resposta imunológica em humanos
Saúde
Governo divulga lista dos 42 hospitais de MS que receberão R$ 3 milhões para combate ao coronavírus
Saúde
Coronavírus: saiba quais os estados mais e menos afetados

Mais Lidas

Saúde
Brasil tem 23.473 mortes pelo novo coronavírus, diz ministério
Entrevista
Alexandre Magno, a nova voz do MP, ao vivo nesta terça
Política
Moro defende apuração de 'circunstâncias anormais' da exoneração de Valeixo
Brasil
Aeronáutica confirma 195 casos de coronavírus em escola da FAB