Menu
Busca quinta, 13 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Saúde

Sesi imunizou 13,4 mil trabalhadores da indústria em 2018

Além de receberem a vacina contra a gripe H1N1, os trabalhadores foram orientados acerca da importâncaia da imunização

12 dezembro 2018 - 09h32Da Redação

Se estar vacinado é a forma mais eficaz de combater diversas doenças, trabalhadores da indústria de Mato Grosso do Sul podem se considerar prevenidos contra a gripe H1N1 graças a campanha de imunização do Sesi, realizada todos os anos desde 2014. Somente neste ano, a campanha iniciada em maio, na Energisa, em Campo Grande (MS), já alcançou 118 industriais do estado e imunizou 13.489 trabalhadores em todos os 79 municípios.

Além de aplicar as vacinas nas dependências das indústrias, o Sesi oferece orientações sobre a importância de imunizar os trabalhadores, considerada pelo Ministério da Saúde como uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves e óbitos por gripe. “As vacinas diminuem a transmissão da doença na população em geral porque, ao me vacinar, deixo de pegar a doença e de ser uma fonte transmissora, especialmente dentro de um ambiente como o da indústria, onde existe uma grande aglomeração de trabalhadores”, explicou a diretora de Saúde e Segurança do Trabalho do Sesi, Adriana Sato.

Ela acrescenta que o ideal é que a maior parcela dos trabalhadores da indústria esteja vacinada. “Desta forma, o vírus não circula e aquela minoria que, por alguma razão, como uma alergia à vacina, não está protegida, acaba não pegando a doença”, reforçou, completando que, anualmente, as indústrias do Estado têm um prazo, que se inicia entre janeiro e fevereiro, para aderir à campanha de vacinação do Sesi e agendar as datas de aplicação das doses.

Em 2018 foram oferecidas as vacinas trivalente, que imuniza contra dois vírus da influenza A e influenza B, e a quadrivalente, que além desses vírus imuniza contra uma segunda cepa do vírus da influenza B. O mês de maio foi escolhido para o início da aplicação das doses porque o período antecede a maior incidência de gripe e outras doenças respiratórias.

Campanha 2019

Para o ano que vem, a expectativa do Sesi é superar o número de trabalhadores vacinados ou, pelo menos, atingir o mesmo número de 2018 e, desta forma, continuar contribuindo com a saúde da sociedade, afirma o gerente do Sesi de Campo Grande, Helton Leal, que coordena a campanha.

“Nosso objetivo maior com a campanha é beneficiar o trabalhador da indústria, proporcionando um ambiente saudável e, consequentemente, melhorando a produtividade e reduzindo os indicadores de absenteísmo. Nossos horários são 100% flexíveis, com a possibilidade de aplicação das doses até mesmo no período da madrugada, sempre para assegurar que não haja nenhum tipo de comprometimento do processo produtivo da indústria”, destacou Helton Leal.

As indústrias interessadas em distribuir as vacinas contra a gripe aos colaboradores em 2019 devem ficar de olho na abertura da etapa de reservas e pré-aquisição das doses, que todos os anos é divulgada no site e redes sociais do Sesi.

Desde a primeira campanha de vacinação do Sesi nas indústrias do Estado, iniciada em 2014, pelo menos 60 mil trabalhadores já foram imunizados contra o vírus influenza. Enquanto em 2018 foram 13.489 doses aplicadas e a expectativa é dobrar o número de imunizações e chegar a 27 mil doses em 2019, espera Helton Leal, que coordena a campanha.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Dengue: MS tem três meses sem mortes, mas é o 2º no Brasil em incidência
Saúde
Aniversário de Campo Grande pode ser complicado, alerta secretária
Saúde
Santa Casa publica novas normas para acompanhantes de pacientes internados
Saúde
Fiéis oram em frente a Hospital por pastor enfermeiro com coronavírus
Saúde
Saiba onde pediatras e clínicos atenderão na manhã na capital
Saúde
MS tem 330 leitos de UTI disponíveis para tratamento da Covid-19
Saúde
Ao vivo: A live da vida - Eles venceram a Covid-19
Saúde
Guia de triagem para doação de sangue libera homossexuais
Saúde
MS está em alerta para tempo seco e baixa umidade do ar
Saúde
Não há solicitação de pesquisa ou registro da vacina russa no Brasil

Mais Lidas

Polícia
Homem sai do serviço, não volta para casa e esposa procura a delegacia
Polícia
Em 7 meses, guarda prende 72 homens por violência à mulheres
Polícia
Mulher é esfaqueada por namorado e socorrida em estado grave
Polícia
Pintor recebe R$ 5,5 mil, se recusa fazer o serviço e ameaça família