Menu
Busca sexta, 19 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Agronegócio

Programa de Regularização Ambiental tem prazo prorrogado

Os produtos terão até dia 31 de dezembro de 2019 para realizarem a adesão

27 dezembro 2018 - 09h20Da Redação com Assessoria

Nesta quinta-feira (27), foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), a prorrogação por mais um ano do prazo de adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA), que venceria em 31 de dezembro de 2018.

De acordo com a Medida Provisória nº 867, o novo prazo é válido até 31 de dezembro de 2019. Para a presidente da FPA, deputada Tereza Cristina (DEM/MS), a prorrogação é necessária, pois o Programa de Regularização Ambiental (PRA) ainda não está implementado em muitos estados do país e, por conta disso, os produtores não conseguem fazer a adesão.

“Os produtores rurais querem se regularizar, mas os estados ainda não conseguiram implementar o Programa. A prorrogação vem para garantir essa regularidade, além de segurança jurídica”, destaca a presidente.

Tereza Cristina complementa ainda que sem essa regularização, os donos das propriedades não têm acesso a crédito rural. “Temos que ter a segurança das propriedades e dos produtores rurais estarem inseridos no Programa para darmos regularidade ambiental, bem como o cumprimento da legislação vigente, no caso o novo Código Florestal”, afirma a parlamentar.

O coordenador de Meio Ambiente da FPA, deputado Valdir Colatto (MDB/SC), lembra que os produtores rurais entregaram ao poder público todas as informações pertinentes à sua propriedade. “A prorrogação colabora para que esse levantamento se qualifique ainda mais e ajude o país na preservação ambiental”, defende Colatto.

Para a presidente da FPA, os resultados do novo Código Florestal, após cinco anos de regulamentação, são expressivos em estudos realizados pela Embrapa e pela Nasa, onde é possível identificar o aumento da recuperação ambiental no Brasil. “A legislação de 2012 trouxe um cenário de clareza e transparência das relações produtivas com a defesa do patrimônio ambiental brasileiro”, destaca Tereza Cristina.

Entenda – O que é o PRA?

O Programa de Regularização Ambiental (PRA) consiste na adequação das Áreas de Proteção Permanente (APPs) e de Reserva Legal (RL) de propriedades rurais por meio de recuperação ou compensação, firmando um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

A adesão ao programa vai converter as multas em serviços ambientais para reparar o dano causado antes de 22 de julho de 2008. Esse marco foi usado na aprovação do novo Código Florestal (Lei 12.651/2012), porque corresponde à edição do decreto do mesmo ano que definiu o que são infrações administrativas ambientais.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Mulheres terão um dia dedicado a elas durante a Campo Grande Expo
Agronegócio
Meta de Tereza para os próximos cem dias é reestruturar a Conab
Agronegócio
Preço do boi gordo avança 5,8% no primeiro trimestre em MS
Agronegócio
Tereza Cristina, a primeira mulher homenageada com selo comemorativo da Expogrande
Agronegócio
Economista apresenta cenário econômico do Brasil, em palestra na Expogrande
Agronegócio
Agronegócio de MS desperta atenção no exterior, afirma Reinaldo
Agronegócio
Expogrande começa nesta quinta com homenagem à Tereza Cristina
Agronegócio
Pecuaristas, confiram as mudanças na vacinação contra a febre aftosa
Agronegócio
Agricultura Digital marca futuro do agronegócio e é tema de palestra na capital
Agronegócio
Tereza Cristina será palestrante em encontro de tecnologias, na capital

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas
Justiça
Ação penal contra Puccinelli é suspensa pelo TRF3