Menu
Busca segunda, 17 de janeiro de 2022
(67) 99647-9098
Unica - fim de ferias
Brasil

Cafézinho pode ser 'mais amargo' em 2022 com aumento histórico do preço

Previsão é que o produto tenha o maior preço dos últimos 25 anos

02 dezembro 2021 - 12h51Sarah Chaves com informações da CNN

Após alta de 110% neste ano, preço do café deve continuar subindo em 2022, podendo chegar ao valor mais alto em 25 anos segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic).

A alta nos preços está ligada a uma série de fatores. Há, primeiro, os danos climáticos na safra 2021-2022, mas também uma produção pequena em 2020-2021, uma demanda que cresceu na pandemia e custos de produção maiores com a alta do dólar.

O cenário não é exclusivo do Brasil, e problemas de produção em outros grandes produtores, como Colômbia e Vietnã, também impactam nos preços. Criou-se, com isso, o que Celírio Inácio, diretor-executivo da Abic, considera ser um cenário raro, de grande especulação em torno dos preços do produto.

Segundo Inácio, o café é uma planta perene, que não costuma passar por grandes alterações de produções que levem a altas nos preços. Com isso, as crises ligadas ao produto são mais raras, e espaçadas temporalmente. Mas existe um fator em comum a elas: a causa é climática.

A última grande crise do café foi em 1994, quando uma geada atingiu os estados de Paraná e São Paulo, que na época ainda eram os maiores produtores. A saca do café ultrapassou US$ 200 à época com a queda na produção.

A análise dos preços do café leva em conta, primeiro, o fato dele ser um produto de cultura bianual. Ou seja, uma produção ruim em 2021 tende a impactar a de 2022, e a recuperação é vista apenas em 2023.

André Rolha, analista da Venice Investimentos, afirma que a falta de chuvas e as geadas no Brasil afetaram quase 589 mil toneladas de café, em especial em São Paulo e Minas Gerais, estado que concentra cerca de 50% da produção do grão.

A perspectiva ruim para a safra 2021-2022 se soma a uma produção baixa na safra de março de 2020 a setembro de 2021.

A produção baixa e a perspectiva de números também reduzidos em 2022 criam um cenário especulativo, com os preços da safra 2021-2022 já sendo afetados. “Dependendo de como impacta o solo, a raiz, o produtor pode antecipar a produção e estocar prevendo uma alta de preços, e isso já tem sido repassado ao consumidor”, afirma Rolha.

Além das geadas, outro aspecto que tem afetado os preços do café é a alta do dólar. Por um lado, o real desvalorizado estimula os produtores a exportar o café, já que a lucratividade é maior, mas a baixa oferta no mercado interno faz os preços subirem.

A expectativa, para ele, é que o mundo “consuma mais café brasileiro” em 2022 para compensar essas baixas, mas isso ocorre em detrimento da oferta no mercado interno.

Segundo o diretor-executivo da Abic, a perspectiva ainda é de alta nos preços. “Tivemos até uma boa notícia com a florada do café nas últimas semanas com boa chuva, e sem isso o café estaria ainda mais caro. É um bom indício, mas não é certeza”.

Levando em conta esse cenário, André Rolha da Venice Investimentos afirma que 2022 deve ter a máxima em 25 anos do preço do café no Brasil. “Se considerar que vimos no ano uma saca até R$ 600 o quilo, o vencimento em dezembro já está a R$ 1.300 a saca do café arábico. O preço tem espaço para subir ainda mais”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Combustíveis registram aumento antes do impacto do reajuste da Petrobras
Brasil
Pergunta mais frequente dos brasileiros no Google é 'Pode beber depois da vacina?'
Brasil
Assalto provoca gritaria e pânico em shopping; assista
Brasil
Após casos de covid-19, Observatório Nacional suspende atividades
Brasil
Indígena de 8 anos é a 1ª criança vacinada contra a covid-19 no país
Brasil
Polícia salva cadela que estava quase morrendo dentro de carro de luxo fechado
Brasil
Presidente da Caixa anuncia inclusão de novas famílias no Auxílio Brasil
Brasil
Menino de 2 anos morre engasgado com tampa de garrafa pet
Brasil
JD1TV: Desmoronamento de morro destrói casarão em Ouro Preto
Brasil
Covid: entenda o direito do consumidor que teve voo cancelado

Mais Lidas

Geral
Procura por Tânia entra no oitavo dia; militares seguem sem encontrar pistas da idosa
Polícia
Corpo de idosa é encontrado nua e com ferimentos na cabeça próximo a cemitério
Polícia
Motociclista morre após bater na traseira de caminhão parado na Vila Popular
Polícia
Idosa morre após ser arremessada de carro em acidente na BR-060