Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Governo vitimas
Brasil

Ministro diz que o Congresso se omitiu ao não criminalizar a homofobia

Voto de Celso de Mello durou cerca de três horas e o julgamento precisou ser adiado

15 fevereiro 2019 - 13h34Da redação com informações da Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, reconheceu nesta sexta-feira (14) a omissão do Congresso Nacional ao não criminalizar a homofobia, caracterizada pelo preconceito contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis). A possibilidade de criminalização da homofobia é debatida no julgamento na Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº 26, protocolada pelo PPS no STF em 2013.

Mello é relator do caso e começou a votar na sessão de quinta-feira. Devido ao extenso voto do ministro, que durou cerca de três horas, o julgamento foi suspenso e será retomado na próxima quarta-feira (20), quando o relator deve terminar sua manifestação e os demais integrantes da Corte devem votar.

Até o momento, Celso de Mello entendeu que há inércia do Congresso ao não aprovar uma lei para proteger a comunidade LGBT contra agressões e preconceitos. Dessa forma, a Corte poderá conceder um prazo para o Congresso aprovar uma lei sobre a matéria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Maior roda-gigante da América Latina será inaugurada em novembro
Brasil
Bombeiros encontram mais um corpo de vítima da tragédia em Brumadinho
Brasil
Três militares do Corpo de Bombeiros morreram enquanto tentavam combater incêndio
Brasil
Bombeiros confirmam sétima morte em Fortaleza
Brasil
Vídeo - Incêndio atinge whiskeria no centro do Rio de Janeiro
Brasil
Vídeo - Câmeras mostram funcionário quebrando coluna de prédio antes de desabar
Brasil
Em seis anos, setembro tem a maior criação de empregos para o mês
Brasil
Maurício Sherman, um dos ícones da TV brasileira, morre aos 88 anos
Brasil
Aumentou para quatro número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza
Brasil
Força Nacional ficará mais 180 dias no combate ao desmatamento

Mais Lidas

Justiça
Name já driblou a Justiça alegando problemas de saúde
Internacional
Mulher mata e esquarteja amigo que teria matado seu gato
Brasil
Vídeo - Câmeras mostram funcionário quebrando coluna de prédio antes de desabar
Geral
Prefeitura abre processo seletivo para entrevistador social