Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

MS e Bolívia assinam acordo para o fornecimento de gás natural e ureia

A assinatura dos termos representa a garantia de diferentes fontes de energia para o estado

20 dezembro 2018 - 12h39Da Redação com Assessoria

O Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS), e a Bolívia assinaram na quarta-feira (19) os termos de acordo para o suprimento de gás natural para o MS e para a Termoelétrica da Fronteira e, ainda, o fornecimento de ureia para o Brasil. A solenidade de assinatura aconteceu em Santa Cruz de La Sierra e contou com a presença do presidente daquele país, Evo Morales.

De acordo com o diretor-presidente da MSGÁS, Rudel Trindade, que participa das negociações com o país vizinho, a assinatura dos termos representa a garantia do fornecimento de diferentes fontes de energia para Mato Grosso do Sul e demonstra a forte ligação com a Bolívia, que se estreitou nos últimos anos. “A presença do presidente Evo Morales por si já mostra o forte elo que temos com a Bolívia e a importância do nosso mercado para eles. Essa boa relação deve-se ao trabalho do Governo nos últimos quatro anos, que pretende executar outros projetos estratégicos com a Bolívia”, explanou.

Com a assinatura dos acordos, a Termofronteira tem garantidos o suprimento de gás natural com a Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), estatal petrolífera boliviana, que também participa do projeto, localizado em Ladário. O acordo prevê o fornecimento de 1,2 milhão de m³/dia, com capacidade de ampliação para 2,5 milhões de m³/dias, por 25 anos, a partir do ano de 2025.

Para o diretor de Novos Negócios da Global Participações em Energia (GPE), Valfredo Ribeiro, o acordo abre um novo cenário de alento para a implantação do projeto, além de garantir a participação no leilão de energia em 2019, em condições bastante competitivas. “Esse memorando de entendimentos sinaliza uma parceria com a YPFB para implantação da térmica UTE Fronteira. A partir dele, a YPFB assume o compromisso de fornecer gás para o projeto e em contrapartida passa a fazer parte dos investimentos, ou seja, deve ser também uma sócia. Tudo isso nos dá um novo cenário e praticamente garante nossa participação no leilão de energia em 2019, que acontecerá no final do primeiro semestre. Daí sim, esse projeto que trará investimentos significativos para a região da fronteira entre Brasil e Bolívia, começará a virar realidade”, pontuou.

Outro acordo realizado entre os dois países foi a exportação de ureia para o Brasil. Com o memorando, fica garantida a compra de ureia de 2019 a 2028, no volume total de 1.150.000 toneladas. Em contrapartida a empresa Hinove Agrociencia irá fornecer tecnologia para melhorar a qualidade da ureia da YPFB. “Com essa parceria iremos garantir um ganho de U$ 10 a mais para as duas empresas”, acrescentou o diretor da Hinove, Renato Benatti.

Garantia para Chamada Pública Coordenada

O encontro também deu continuidade às negociações para o suprimento de gás natural para as distribuidoras da região centro-sul do Brasil – MSGÁS, SCGÁS, SUL, Compagás e Gás Brasiliano – que atualmente realizam uma Chamada Pública Coordenada para o Suprimento de Gás. O acordo estabeleceu um marco geral de cooperação para o desenvolvimento de estudos e o intercâmbio de informações, a fim de que a YPFB participe do processo.

Segundo o presidente da MSGÁS, está previsto para o meio de janeiro uma reunião com os presidentes das concessionárias participantes do processo. “Eles consideram muito o mercado brasileiro e tem todo interesse em participar dessa Chamada Pública, que trata de um consumo de volume gigantesco, de 10 milhões m3/ dia de gás natural”, finalizou.

 

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
STF começa a julgar fornecimento de remédios de alto custo pelo SUS
Brasil
Governo está reavaliando decreto de armas, diz porta-voz
Brasil
Bolsonaro não vai à manifestação de domingo e manda ministros se afastarem
Brasil
Toffoli defende que reformas devem "enxugar" a Constituição
Brasil
Bolsonaro se reúne com ministros no Palácio da Alvorada
Brasil
Ruptura iminente faz Vale paralisar ferrovia
Brasil
“Juízes devem zelar para que pactos sejam cumpridos", diz Toffoli
Brasil
Menores vítimas de violência sexual costumam mostrar sinais
Brasil
Mega acumula e pode pagar R$ 12 mi no próximo sorteio
Brasil
Telma Abrahão volta ao Brasil devido ao grande sucesso de seus workshops

Mais Lidas

Internacional
Peão de MS vence rodeio nos EUA
Polícia
Com quatro tiros na cabeça, adolescente morre em escola
Economia
No “Dia Livre de Impostos”, capital terá cerveja com metade do preço
Polícia
Operação no camelódromo termina com um preso e motos apreendidas