Menu
Busca sábado, 21 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo Segurança
Brasil

STF decide continuar julgamento sobre criminalização da homofobia

A pauta foi retomada depois de aprovada na CCJ, do Senado

23 maio 2019 - 16h51Joilson Francelino, com informações da Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira  (23) continuar o julgamento sobre a criminalização da homofobia. O julgamento estava previsto anteriormente na pauta e foi retomado nesta tarde após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal ter aprovado a mesma matéria, tipificando condutas preconceituosas contra pessoas LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis).

No início da sessão, os ministros passaram a discutir a continuidade do julgamento diante da deliberação do Senado. A discussão foi provocada pelo relator, ministro Celso de Mello, que recebeu na manhã desta quinta-feira um ofício encaminhado pela advocacia do Senado. O órgão afirmou que a questão foi aprovada ontem (22) pela CCJ da Casa e não há inércia do Legislativo no caso. 

Ao votar sobre a questão, Mello afirmou que o Congresso está em estado permanente de inércia e não está cumprindo o papel institucional de aprovar a matéria. Para o ministro, mesmo com aprovação da matéria na CCJ, a situação não justifica a suspensão do julgamento. "O fato de existirem em tramitação no Congresso Nacional algumas proposições acerca do tema, não é suficiente para afastar a inércia legislativa", disse. 

O entendimento foi acompanhado pelos ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Cármen Lúcia. O presidente, Dias Toffoli, e Marco Aurélio votaram pela suspensão. 

Até o momento, há quatro votos a favor do enquadramento da homofobia, que é caracterizada por condutas de preconceito contra o público LGBT , como crime de racismo. 

O caso é discutido na Ação a Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº 26 e no Mandado de Injunção nº 4.733, ações protocoladas pelo PPS e pela Associação Brasileiras de Gays, Lesbicas e Transgêneros (ABGLT). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
PM é baleado com tiro de fuzil na cabeça
Brasil
Governo prorroga ação das Forças Armadas na Amazônia Legal
Brasil
Bolsonaro participará da Assembleia Geral da ONU em Nova York
Brasil
Tasso apresenta relatório final da reforma da Previdência
Brasil
Votação da reforma Tributária será no dia 2 de outubro, prevê Simone
Brasil
Correios suspendem paralisação em todo o país
Brasil
Vídeo – Torcedor do Athletico tem a mão dilacerada ao manusear rojão
Brasil
Prazo para inscrição no Prouni vai até dia 30 de setembro
Brasil
Governo zera imposto de importação de equipamentos médicos
Brasil
Relatório da reforma Tributária será apresentado na quarta-feira

Mais Lidas

Polícia
Para fazer ex-mulher sofrer, pai mata filho de 2 anos afogado em bacia
Política
"Devem investigar" diz Reinaldo sobre filho
Polícia
Motorista de aplicativo é encontrado morto 15 dias após desaparecer
Clima
Vídeo - Chuva surpreende campo-grandenses na tarde desta sexta