Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Texto da reforma da Previdência já está pronto, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil disse que a última palavra é do presidente

01 fevereiro 2019 - 15h14Da redação com informações da Agência Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse nesta sexta-feira (1º) que o texto da reforma da Previdência já está pronto. "O presidente só vai escolher", disse, ao se referir às diversas propostas em estudo pelo governo.

Segundo Lorenzoni, o presidente Jair Bolsonaro tem uma série de alternativas que vem estudando. “Nós já combinamos, na próxima semana vamos dar continuidade. Quem vai ter a última palavra é o presidente", disse.

Lorezoni disse ainda que a equipe de Paulo Guedes “continua, com muito cuidado, construindo uma proposta que vai consertar a Previdência”. “Vai preparar um novo caminho para os nossos filhos e os nossos netos. Tanto é que a gente tem falado de maneira reiterada, e vamos trazer isso na mensagem [a ser encaminha ao Congresso], a gente fala na nova Previdência, que vai garantir o presente e o futuro do Brasil”, ressaltou.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Ex-estrela do programa Raul Gil comete suicídio
Brasil
Confira o resultado da Dupla de Páscoa
Brasil
Bolsonaro diz que contratos de patrocínio da Petrobras passam por revisão
Brasil
CCJ retoma análise do parecer da reforma da Previdência na terça
Brasil
Bolsonaro condena ataques no Sri Lanka
Brasil
Bolsonaro diz que invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo
Brasil
Recadastramento de clientes de celulares pré-pagos começa nesta quinta
Brasil
Moraes revoga decisão que censurou reportagens
Brasil
Avianca vai devolver oito aeronaves depois da Páscoa
Brasil
Bolsonaro exonera general corumbaense, da secretaria de Esportes

Mais Lidas

Polícia
Casal morre em acidente na MS-164
Polícia
Jovem morre afogado em piscina do Corumbaense Futebol Clube
Saúde
Ibuprofeno e cetoprofeno podem agravar infecções
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira