Menu
Busca domingo, 16 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Brasil

Vídeo mostra momento em que sequestrador é executado pelo BOPE

Willian fez 37 reféns dentro de um ônibus na ponte Rio-Niterói, nesta manhã

20 agosto 2019 - 14h00Joilson Francelino

Imagens mostram o momento em que o sequestrador Willian Augusto da Silva, de 20 anos, foi baleado e morto nesta terça-feira (20), por um atirador de elite do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope).

Nas imagens é possível ver o criminoso descendo do ônibus, jogando uma roupa para cima e fazendo um sinal para os policiais. Neste momento, ele é atingido e cai no chão. A ação aconteceu por volta das 9h (horário de Brasília). Por motivo de sigilo no inquérito, não foi revelado quantos atiradores participaram da ação nem quantos tiros foram disparados. Assista:

O sequestrador foi levado para o Hospital Souza Aguiar, no centro do Rio, mas não há informações se ele chegou com vida ou já morto à unidade de saúde. A Polícia Civil assumiu a ocorrência e a Delegacia de Homicídios da capital será a responsável por conduzir o inquérito, que está em sigilo.

Willian fez 37 reféns dentro de um ônibus na ponte Rio-Niterói, no Rio de Janeiro. Segundo o comandante do Bope, tenente-coronel Maurílio Nunes, que foi o responsável pela ação, as negociações por telefone não avançaram e a psicóloga presente no local identificou em William um perfil psicótico, o que, segundo ele, levou a polícia a iniciar a “negociação tática” que culminou nos disparos fatais. “No contato, ele alegou que queria se matar, iria se atirar da ponte, estava difícil manter a negociação, ele saiu do ônibus e apontou a arma para uma vítima. Sempre tomamos por princípio que a arma era real. O ônibus estava engatilhado, com garrafas PET com gasolina penduradas e ele tinha um isqueiro, então a ameaça era real. A negociação passou para tática, comandada por mim."

O governador do estado, Wilson Witzel, considerou um sucesso a operação. “Tivemos que usar atiradores de elite para neutralizar um homem que ameaçada dezenas de vidas. Eu estive no local, subi no ônibus e vi que havia um cheiro forte de gasolina. Ele pendurou no teto do ônibus garrafas PET cortadas com gasolina e tinha um isqueiro na mão quando foi abatido. Durante a negociação ele demonstrou uma perturbação mental e disse que queria parar o estado. Vamos ouvir os reféns e familiares para entender o que levou ele a praticar este ato."

O presidente Jair Bolsonaro parabenizou a ação em publicação nas redes sociais. “Parabéns aos policiais do Rio de Janeiro pela ação bem sucedida que pôs fim ao seqüestro do ônibus na ponte Rio-Niterói nesta manhã. Criminoso neutralizado e nenhum refém ferido. Hoje não chora a família de um inocente.”, escreveu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Defesa de Rose diz que suposto namorado de Gugu quer tumultuar
Brasil
MS configura lista de Estados com diminuição na taxa de desemprego
Brasil
Eleitores têm até maio para regularizar títulos cancelados
Brasil
CCJ aprova proibição de venda de veículos movidos a combustíveis fósseis
Brasil
Paulo Guedes minimiza fala de Bolsonaro sobre queda de ICMS dos combustíveis
Brasil
Brasil está fora da lista de países em desenvolvimento
Brasil
Bolsonaro assina repasse de R$ 11,2 mi para combate ao Coronavírus
Brasil
Chuvas intensas deixam São Paulo submersa
Brasil
22 de abril, “Dia D” para Mato Grosso do Sul
Brasil
Jornalista revela fotos de Gugu com possível companheiro

Mais Lidas

Geral
Sem acertos, Mega-sena acumula para R$ 170 mi
Polícia
Homem com ciúmes corta pescoço da namorada com machete
Educação
Último dia para fazer a carteirinha de estudante digital
Polícia
Família procura por adolescente desaparecida há cinco dias