Menu
Busca sábado, 20 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Equipes de manutenção da prefeitura refazem pavimento de rotatória

Rotatória danificada pela chuva começou a ser pavimentada e outros trechos também estão no cronograma

03 março 2019 - 10h50Da redação com assessoria

Equipes da   Prefeitura de Campo Grande estão trabalhando desde o início da manhã deste sábado (2) na rotatória das avenidas Ernesto Geisel e  Rachid Neder, onde o asfalto foi praticamente arrancado pela enxurrada. Na última terça-feira (26) choveu na cidade mais de 106 milímetros, índice pluviométrico previsto para um mês inteiro.

Serão aplicadas 48 toneladas de massa asfáltica para recompor o pavimento na circunferência da rotatória e nos acessos.  Esta quantidade de material corresponde a 15% da massa utilizada num dia de serviço das equipes de tapa buraco nas sete regiões urbanas da cidade, que normalmente usam 190 toneladas de massa.

Além de refazer o pavimento, segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos,  Rudi Fioresi, que supervisionou o serviço no sábado, será feita a concretagem de uma travessia de aproximadamente cinco metros, por onde a enxurrada pode estar passando e contribuinte para o alagamento nesta rotatória.

O secretário reconhece que sem a construção de um piscinão mais acima,  às margens da avenida Rachid Neder, numa área próxima ao Clube Campestre Ypê, o problema de  alagamento tende a se repetir, quando houver um  temporal como o da semana passada. A estrutura de drenagem existente na região não é suficiente para escoar um volume de chuva tão grande, num curto espaço de tempo. O mesmo problema ocorreu em outubro do ano passado , quando o córrego Segredo transbordou neste trecho e também danificou o pavimento no entorno da rotatória.

A prefeitura já protocolou projeto no Ministério da Integração  para construção de barragens e bacias de contenção nos rios que cortam o perímetro urbano. Uma destas intervenções é uma bacia de detenção  às margens da avenida Rachid Neder, com capacidade para 15 milhões de litro.

A tubulação de 1,2 metro de diâmetro, com o processo de urbanização do entorno,  não consegue mais absorver toda a enxurrada que acaba vindo pela superfície em alta velocidade, desembocando no Segredo, que acaba transbordando, onde recebe as águas do Cascudo.

Em outros locais onde  a enxurrada também destruiu o pavimento, como no Jardim Paradiso e na rua Dolor de Andrade, além de trechos da Rachid Neder, os reparos serão feitos após o carnaval. Nestes pontos será preciso reforçar a drenagem e em alguns casos, refazer toda a base do pavimento.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Morre no Rio, aos 40 anos, MC Sapão
Cidade
Inscrições para "Corrida do Trabalhador" seguem abertas
Cidade
Obra na Bandeirantes fica pronta em até doze meses
Cidade
Empresa garante que água distribuída é saudável e de qualidade
Cidade
No feriadão, mais de 180 mil veículos devem trafegar na BR-163
Cidade
CCR MSVia inicia "Operação Páscoa" na BR-163
Cidade
Comerciantes da Bandeirantes se reúnem com prefeito e deputado
Cidade
Reviva é inspirado em modelo mundial de grandes centros
Cidade
Confira o que abre e o que fecha no feriado de Páscoa, na capital
Cidade
Enem divulga resultado do pedido de isenção da taxa de inscrição

Mais Lidas

Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária
Cidade
Morre no Rio, aos 40 anos, MC Sapão
Polícia
Jovem tem bicicleta furtada em estacionamento de supermercado