Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS nov21
Cidade

Equipes de manutenção da prefeitura refazem pavimento de rotatória

Rotatória danificada pela chuva começou a ser pavimentada e outros trechos também estão no cronograma

03 março 2019 - 10h50Da redação com assessoria

Equipes da   Prefeitura de Campo Grande estão trabalhando desde o início da manhã deste sábado (2) na rotatória das avenidas Ernesto Geisel e  Rachid Neder, onde o asfalto foi praticamente arrancado pela enxurrada. Na última terça-feira (26) choveu na cidade mais de 106 milímetros, índice pluviométrico previsto para um mês inteiro.

Serão aplicadas 48 toneladas de massa asfáltica para recompor o pavimento na circunferência da rotatória e nos acessos.  Esta quantidade de material corresponde a 15% da massa utilizada num dia de serviço das equipes de tapa buraco nas sete regiões urbanas da cidade, que normalmente usam 190 toneladas de massa.

Além de refazer o pavimento, segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos,  Rudi Fioresi, que supervisionou o serviço no sábado, será feita a concretagem de uma travessia de aproximadamente cinco metros, por onde a enxurrada pode estar passando e contribuinte para o alagamento nesta rotatória.

O secretário reconhece que sem a construção de um piscinão mais acima,  às margens da avenida Rachid Neder, numa área próxima ao Clube Campestre Ypê, o problema de  alagamento tende a se repetir, quando houver um  temporal como o da semana passada. A estrutura de drenagem existente na região não é suficiente para escoar um volume de chuva tão grande, num curto espaço de tempo. O mesmo problema ocorreu em outubro do ano passado , quando o córrego Segredo transbordou neste trecho e também danificou o pavimento no entorno da rotatória.

A prefeitura já protocolou projeto no Ministério da Integração  para construção de barragens e bacias de contenção nos rios que cortam o perímetro urbano. Uma destas intervenções é uma bacia de detenção  às margens da avenida Rachid Neder, com capacidade para 15 milhões de litro.

A tubulação de 1,2 metro de diâmetro, com o processo de urbanização do entorno,  não consegue mais absorver toda a enxurrada que acaba vindo pela superfície em alta velocidade, desembocando no Segredo, que acaba transbordando, onde recebe as águas do Cascudo.

Em outros locais onde  a enxurrada também destruiu o pavimento, como no Jardim Paradiso e na rua Dolor de Andrade, além de trechos da Rachid Neder, os reparos serão feitos após o carnaval. Nestes pontos será preciso reforçar a drenagem e em alguns casos, refazer toda a base do pavimento.

Asa - anestesistas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Estado reduzirá taxas do Detran em até 20%
Cidade
13º é ponto de partida para recuperação do comércio na Capital, diz Adelaido
Cidade
Festival Delivery segue até o dia 15 de dezembro na Capital
Cidade
Procon autua lojas virtuais por irregularidades durante a Black Friday
Cidade
Prefeitura irá criar barreiras sanitárias no Aeroporto e Rodoviária
Cidade
Prefeitura inicia obra de revitalização na Avenida Calógeras
Cidade
Mais de 60 mil pessoas não retornaram para receber segunda dose da vacina em Campo Grande
Cidade
Guarda Civil Metropolitana aumenta efetivo para segurança no final de ano
Cidade
JD1TV: Prefeitura exigirá passaporte sanitário em eventos, avisa Marquinhos
Cidade
Campo Grande vai investir no empreendedorismo feminino

Mais Lidas

Brasil
Carteiro é baleado ao fazer entrega em condomínio; assista
Vídeos
Homem se masturba na frente de crianças em condomínio; assista
Polícia
Mulher encontra corpo de bebê escondido em sacola ao descongelar geladeira
Internacional
Perereca suicida? Modelo atira na própria vagina ao gravar vídeo erótico