Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Cidade

“Olho no olho”, na obra da Bandeirantes, Marquinhos ouve elogios, sugestões e críticas

O prefeito visitou a obra iniciada nesta terça-feira

16 abril 2019 - 13h36Joilson Francelino

O prefeito Marquinhos Trad visitou na manhã desta terça-feira (16) a obra de recapeamento da avenida Bandeirantes, esperada há anos pelos comerciantes e moradores da região e elencada como de “extrema importância para a cidade”, pelo gestor.

A obra que teve início hoje é resultado de reuniões e pesquisas com a população, segundo Marquinhos. “Uma via importante, que atende, no mínimo, dez mil motoristas e recebe ônibus que transportam quase trinta mil usuários todos os dias”, disse.

Durante a visita técnica, Marquinhos foi abordado por dois garagistas que chegaram de carro, atrapalhando o trânsito. Identificados apenas como Felício e Eliezer, os dois começaram a discutir com o prefeito sobre a obra.

Questionados pela equipe do JD1 Notícias sobre as melhorias que a obra traz para a avenida, Felício acrescentou que a obra tem que existir. “O que não pode é o corredor de transporte coletivo que vai matar todo o estacionamento da Bandeirantes”, disse ao sugerir que o corredor passe pela Norte e Sul.

Os comerciantes pediram revisão do projeto e Marquinhos os convidou para reunião na prefeitura, na quarta-feira (17). O prefeito explicou que o projeto foi aprovado em reunião com comerciantes, na qual eles não estavam presentes. “O pai de um deles esteve na reunião e aprovou o projeto”, lembrou.

“Vejo a preocupação deles e estamos tentando atenuar o maior número possível, acontece que eles estão em um lugar estratégico para a cidade”, disse o prefeito. Marquinhos ainda lembrou que eles reclamam das vagas de estacionamento. “Eles mesmo ocupam a vaga para expor seus carros que estão à venda”, disse.

A redação andou pela região e constatou que a maioria dos garagistas ocupa as vagas como pode ser visto na imagem abaixo, impedindo que os consumidores estacionem.

A comerciante Maria de Fátima, 57 anos, reclama da ousadia dos garagistas que chegam a colocar os veículos em frente a sua loja, ocupando a vaga de estacionamento que é dos clientes dela. “Quando vamos reclamar eles falam pra mandar o guincho ir pegar”, disse.

Desde 1984, Maria tem uma loja de roupas na região e enfrenta os problemas da Bandeirantes. “Só não quero que essa obra seja igual a da [rua] Brilhante que nunca acaba”, citou.

A obra

A obra tem prazo de um ano para ser concluída e investimento de R$ 8.762.915,67, sendo R$ 6.464.936,73,  financiamento do PAC Mobilidade e R$ 2.297.378,94 de contrapartida, viabilizada em parceria com o Governo do Estado.

O trabalho será executado no contra-fluxo, ou seja, no sentido centro/bairro, a partir da avenida Afonso Pena,  quadra a quadra, mantendo pelo menos uma pista liberada para o trânsito de veículos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Sistemas informatizados dão mais segurança ao monitoramento do coronavírus
Cidade
Servidores da prefeitura retomam jornada de trabalho com mudanças
Cidade
Saídas de Campo Grande terão barreiras sanitárias na próxima semana
Cidade
Etapa final da 14 de Julho deve ser recapeada em uma semana
Cidade
Governo analisa antecipação de nove feriados em MS
Cidade
Fumacê passará por quatro bairros da capital nessa quinta
Cidade
Estado garante 1,7 mil moradias em 2020, na capital
Cidade
MPT alerta sobre avanço do coronavírus em frigoríficos de MS
Cidade
MS isenta imposto sobre herança de imóveis do Minha Casa, Minha Vida
Cidade
Curso de prevenção ao coronavírus será oferecido em Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Passageira trans diz ter sido puxada pelos cabelos e chama motorista de covarde
Polícia
Homem é preso com quase 400 kg de maconha que iriam para São Paulo
Polícia
Assessor de Trump diz que EUA devem barrar voos do Brasil
Saúde
Secretário de vigilância pede demissão do Ministério da Saúde