Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

“Olho no olho”, na obra da Bandeirantes, Marquinhos ouve elogios, sugestões e críticas

O prefeito visitou a obra iniciada nesta terça-feira

16 abril 2019 - 13h36Joilson Francelino

O prefeito Marquinhos Trad visitou na manhã desta terça-feira (16) a obra de recapeamento da avenida Bandeirantes, esperada há anos pelos comerciantes e moradores da região e elencada como de “extrema importância para a cidade”, pelo gestor.

A obra que teve início hoje é resultado de reuniões e pesquisas com a população, segundo Marquinhos. “Uma via importante, que atende, no mínimo, dez mil motoristas e recebe ônibus que transportam quase trinta mil usuários todos os dias”, disse.

Durante a visita técnica, Marquinhos foi abordado por dois garagistas que chegaram de carro, atrapalhando o trânsito. Identificados apenas como Felício e Eliezer, os dois começaram a discutir com o prefeito sobre a obra.

Questionados pela equipe do JD1 Notícias sobre as melhorias que a obra traz para a avenida, Felício acrescentou que a obra tem que existir. “O que não pode é o corredor de transporte coletivo que vai matar todo o estacionamento da Bandeirantes”, disse ao sugerir que o corredor passe pela Norte e Sul.

Os comerciantes pediram revisão do projeto e Marquinhos os convidou para reunião na prefeitura, na quarta-feira (17). O prefeito explicou que o projeto foi aprovado em reunião com comerciantes, na qual eles não estavam presentes. “O pai de um deles esteve na reunião e aprovou o projeto”, lembrou.

“Vejo a preocupação deles e estamos tentando atenuar o maior número possível, acontece que eles estão em um lugar estratégico para a cidade”, disse o prefeito. Marquinhos ainda lembrou que eles reclamam das vagas de estacionamento. “Eles mesmo ocupam a vaga para expor seus carros que estão à venda”, disse.

A redação andou pela região e constatou que a maioria dos garagistas ocupa as vagas como pode ser visto na imagem abaixo, impedindo que os consumidores estacionem.

A comerciante Maria de Fátima, 57 anos, reclama da ousadia dos garagistas que chegam a colocar os veículos em frente a sua loja, ocupando a vaga de estacionamento que é dos clientes dela. “Quando vamos reclamar eles falam pra mandar o guincho ir pegar”, disse.

Desde 1984, Maria tem uma loja de roupas na região e enfrenta os problemas da Bandeirantes. “Só não quero que essa obra seja igual a da [rua] Brilhante que nunca acaba”, citou.

A obra

A obra tem prazo de um ano para ser concluída e investimento de R$ 8.762.915,67, sendo R$ 6.464.936,73,  financiamento do PAC Mobilidade e R$ 2.297.378,94 de contrapartida, viabilizada em parceria com o Governo do Estado.

O trabalho será executado no contra-fluxo, ou seja, no sentido centro/bairro, a partir da avenida Afonso Pena,  quadra a quadra, mantendo pelo menos uma pista liberada para o trânsito de veículos.

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Energisa inicia retirada de postes da 14 neste sábado
Cidade
Espaço abandonado no Horto será reformado para abrigar a SAS
Cidade
Dívidas do IPVA chegam a R$ 47,2 mi, diz Sefaz
Cidade
Andorinha é autuada por desrespeitar estatuto do idoso
Cidade
Cruzamento perigoso na rua da Divisão recebe semáforo
Cidade
Procon encontra alimentos vencidos em conveniência da capital
Cidade
Desassoreamento: 20 mil m³ de areia já foram retirados do lago maior
Cidade
Obra no aeroporto dará a capital um terminal a altura da cidade, afirma Marun
Cidade
Prefeitura inicia recapeamento da Euler de Azevedo
Cidade
Prefeitura quer iniciar obras de estações de pré-embarque ainda este ano

Mais Lidas

Geral
Quatro capivaras amanhecem mortas próximo ao shopping
Justiça
Rigo entra com recurso baseado em decisão de Toffoli
Geral
Jovem perde perna em acidente e pede ajuda em "Vaquinha Solidária"
Polícia
Incêndio criminoso deixa pelo menos 16 mortos