Menu
Busca domingo, 24 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Cidade

Revitalização já dá "cara nova" ao rio Anhandui

Trechos da avenida Ernesto Geisel ainda receberão ciclovias

25 abril 2019 - 13h16Joilson Francelino, com informações da assessoria

Iniciada há um ano, a revitalização do Anhandui já incorporou à paisagem urbana, de um trecho de quase dois quilômetros da avenida Ernesto Geisel, os  paredões de gabião com até nove metros de altura, que já protegem as margens   da erosão e evitam o transbordamento do rio.

O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese,  acredita que  mantido o  ritmo atual dos serviços, ainda neste ano, provavelmente no último quadrimestre de 2019,  53% do projeto estará  executado,  com a revitalização de uma extensão de  917 metros do Anhandui,  ou 1,8 km somando as duas margens.

Dois trechos da avenida Ernesto Geisel, entre os lotes um (da Santa Adélia até a Rua Abolição) e três (da rua Bonsucesso até a Rua do Aquário),  receberão nova urbanização, com ciclovia e recapeamento das pistas marginais.

Até setembro, deve ficar pronto o lote 1, numa  extensão de 551,6 metros. Já começou a construção de uma parede de concreto armado, com 1,8 metro de altura, ladeando todo o traçado da ciclovia, que será isolada da avenida por guard-rail.

O lote dois, que é o mais extenso, com  860 metros, fica pronto em setembro de 2020, mas segundo os engenheiros da SISEP (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos), ainda em 2019 o trecho interditado, alguns metros depois da Rua Abolição, da pista centro-bairro, será reaberto.

As características do solo (antes da abertura da Ernesto Geisel era um brejo, com várias nascentes)  forçaram adequações ao projeto, com maior movimentação de terras, obrigando a interdição da pista centro-bairro, que será refeita integralmente.

Segundo o engenheiro Pedro Marcondes, que fiscaliza este trecho da obra, o trabalho tem que ser feito com muito cuidado, porque acompanhando a margem esquerda do rio, foi instalado o principal emissário de esgoto da cidade.

Balanço

Se no lote um, a previsão é que em dois meses as duas margens estejam protegidas por até nove degraus de gabião, nos outros dois lotes, 44% do “paredão” projetado já está pronto. Dos 12.015 m³ programados, estão prontos 5.363 metros m³, na margem direita. No lote dois, foram concluídos os 2.723 m³ previstos para a margem direta e falta fazer 6.193 m³ da outra margem. No lote três, o lado direito já recebeu gabião em toda sua extensão – 2.640 m³– e falta concluir a outra margem – 5.822 m³.

Dos 4.492,50 metros de manta geotêxtil que revestirão os barrancos, mais de 3.500 metros já foram instalados. Este material, feito com poliéster, é colocado atrás das paredes de gabião, reforçando ainda mais a proteção das margens do aparecimento de novos processos erosivos. Dos 20.929 muros de contenção em concreto armado programados, mais de 8 mil metros já foram colocados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Sistemas informatizados dão mais segurança ao monitoramento do coronavírus
Cidade
Servidores da prefeitura retomam jornada de trabalho com mudanças
Cidade
Saídas de Campo Grande terão barreiras sanitárias na próxima semana
Cidade
Etapa final da 14 de Julho deve ser recapeada em uma semana
Cidade
Governo analisa antecipação de nove feriados em MS
Cidade
Fumacê passará por quatro bairros da capital nessa quinta
Cidade
Estado garante 1,7 mil moradias em 2020, na capital
Cidade
MPT alerta sobre avanço do coronavírus em frigoríficos de MS
Cidade
MS isenta imposto sobre herança de imóveis do Minha Casa, Minha Vida
Cidade
Curso de prevenção ao coronavírus será oferecido em Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Passageira trans diz ter sido puxada pelos cabelos e chama motorista de covarde
Polícia
Homem é preso com quase 400 kg de maconha que iriam para São Paulo
Polícia
Assessor de Trump diz que EUA devem barrar voos do Brasil
Saúde
Secretário de vigilância pede demissão do Ministério da Saúde