Menu
Busca sábado, 14 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
Perkal
Educação

Desligamento de professores da educação especial preocupa pais

As mudanças ocorrem nas escolas de ensino fundamental da Reme

16 julho 2019 - 16h51Joilson Francelino

Mudanças ocorridas nesta semana nas escolas de ensino fundamental da Rede Municipal de Ensino (REME) de Campo Grande está preocupando os pais de alunos da educação especial. Isso porque a Secretaria Municipal de Educação (Semed) pretende desligar alguns profissionais especializados para atender os alunos especiais.

A servidora pública estadual e mãe de uma aluna do 1º ano da Escola Múcio Teixeira Júnior, Rafaela Flores, 36 anos, relatou ao JD1 Notícias sua preocupação em relação à mudança.  “Não estamos entendendo o porquê desta medida, isso vai trazer prejuízo, tanto para o aprendizado, quanto para toda comunidade escolar, porque o profissional de apoio pedagógico é capacitado para ensinar a criança com deficiência. Sem ele, vai ocorrer uma sobrecarga do professor regente, um profissional não especializado não está apto para fazer as adaptações de materiais, para entender o que cada aluno necessita, então será uma perda para todos”, considerou.

Rafaela representa a Associação de Pais e Mestres (APM) da unidade escolar e acrescentou que não vai se calar por considerar a medida "imoral e ilegal". “As crianças têm direito a profissionais especializados porque elas não estão na escola apenas para socializar e sim para aprender, minha filha não precisa de uma babá, ela precisa de uma professora, ela tem os mesmos direitos dos outros alunos”, disse.

O administrador Pablo Celso Biazzi, 33 anos, pai de aluno especial, disse que foi pego de surpresa. “Confiamos nossos filhos a profissionais que dedicam boa parte da vida à estudos, especializações e atualizações”, disse. Pablo destacou ainda o elo que as crianças criam com o profissional. “Os alunos criam elos de confiança com essas pessoas tão importante em suas vidas. Meu filho por exemplo adora o professor dele, até no domingo ele quer ir pra escola”, relatou.

Alguns pais foram ao Fórum da capital nesta tarde em manifestação contra a medida. A secretaria não informou a quantidade dos profissionais que serão desligados. As aulas no ensino fundamental que começariam nesta terça foram adiadas e retornarão na próxima segunda-feira (22).

O prefeito Marquinhos Trad recebeu aproximadamente dez pais de alunos no gabinete logo após a manifestação e deu 20 dias como prazo para adaptação. Segundo uma mãe que esteve na reunião, Sueli Rodrigues Ferraz, 41 anos, o prefeito destacou que até o momento ninguém foi desligado ainda e a notícia de que os profissionais estão sendo avisados do desligamentos por telefone é boato.

Esclarecimento

Em resposta à reportagem, a Semed garantiu que os alunos não ficarão sem assistência, pois continuarão recebendo atendimento especializado, o qual se dará por profissionais acompanhados e capacitados pela equipe técnica da Divisão de Educação Especial da Reme.

“A equipe também irá oferecer a estes profissionais, selecionados em processo seletivo, cursos, formações continuadas, além de recursos pedagógicos de acordo com a especificidade de cada aluno”, informou em nota.

A Semed destaca que as mudanças ocorridas são de caráter técnico-administrativo, previstas na organização de qualquer órgão público de acordo com as necessidades. “A Semed reitera e afirma o compromisso de oferecer educação com qualidade e responsabilidade”, concluiu.

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Inep divulga resultado da prova de proficiência em português
Educação
Alunos que não ficaram de recuperação entram de férias dia 13
Educação
Ano letivo é antecipado e tem número de sábados letivos reduzido
Educação
Confira os aprovados no concurso para Professor da Educação Básica
Educação
Consulta aos locais de reaplicação do Enem já está disponível
Educação
Inscrições para Sisu começam dia 21 de janeiro
Educação
Pré-matrículas para novos alunos em escolas municipais inicia hoje
Educação
Decreto que institui Programa Ciência na Escola é publicado
Educação
Alunos brasileiros têm nota máxima em avaliação do Pisa
Educação
Na Câmara, secretária de Educação justifica fechamento de escolas

Mais Lidas

Geral
Bolsonaro afirma incluir policiais condenados em indulto natalino
Polícia
Homem foge após tenta matar ex-esposa e ex-cunhada
Esportes
Al Hilal vence e encara Flamengo nas semifinais
Cidade
Prefeitura entregou cartões com crédito imobiliário e CRFs neste sábado