Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Esportes

Brasil e Holanda empatam no Serra Dourada

04 junho 2011 - 21h29Agência O Globo

Mesmo diante de 36 mil torcedores no Serra Dourada, e com uma boa atuação de Neymar, a seleção brasileira não passou do 0 a 0 com a Holanda no primeiro amistoso preparatório para a Copa América. E o técnico Mano Menezes continua sem vencer um adversário de tradição no cenário mundial, após as derrotas para Argentina, ano passado, e França, em fevereiro. O confronto deste sábado, o 11º entre os rivais, foi o primeiro a terminar com o placar inalterado. E o time brasileiro, que teve o apoio da arquibancada no primeiro tempo, saiu de campo sob vaias após o apito final.

- Acredito que nós, jogadores, poderíamos ter rendido um pouco mais. O primeiro tempo foi um pouco mais difícil, mas no segundo partimos para cima, e perdemos algumas oportunidades. Se tivéssemos aberto o placar, seguramente o jogo seria diferente - comentou o zagueiro Thiago Silva.

- A torcida quer ver gol, a gente sabe como é. Mas é o início de um trabalho, e no começo é sempre mais difícil - disse o goleiro Júlio César após o jogo.

Terça-feira, o Brasil volta a campo para enfrentar a Romênia, no Pacaembu, no jogo que marcará a despedida oficial do atacante Ronaldo, que deverá jogar cerca de 15 minutos apenas. Depois da partida, Mano anunciará os jogadores que irão para a Copa América na Argentina, em julho.

Holanda

A seleção começou jogando como a torcida goiana queria: buscando o ataque. Mas apesar da presença de um trio ofensivo formado por Neymar, Robinho e Fred, faltava concluir as jogadas. No único lance realmente objetivo, aos 12 minutos, Robinho recebeu de Neymar e cruzou para o gol de Ramires, mas o lance foi mal anulado por impedimento de Robinho, que estava na mesma linha do defensor holandês.

Neymar, que arrancava gritos das torcedoras cada vez que pegava na bola, era o mais perigoso do Brasil, mas quando teve sua melhor chance, demorou para concluir. Aos 16, ele aproveitou bobeada de Van der Wiel, dominou na área mas permitiu a recuperação do lateral. Veloz nos contra-ataques, a Holanda teve as chances mais perigosas do primeiro tempo. Aos 20, Van Persie, de cabeça, deixou Afelay livre diante de Júlio César, mas o goleiro brasileiro salvou com o pé esquerdo. Logo depois, Júlio César fez outra boa defesa em chute de longe de Van Persie.

Mano manteve a escalação na volta do intervalo, mas a seleção voltou com uma postura mais objetiva. Logo no primeiro minuto, Neymar foi lançado na área e tentou encobriu Krull, que esticou o braço e evitou o gol. Aos quatro, o atacante santista parou novamente no goleiro, em chute cruzado. A seleção começou uma blitz na área holandesa. Fred teve duas boas chances aos nove, mas na primeira não acompanhou Ramires e viu o cruzamento passar à sua frente, e na segunda furou de pé esquerdo.

Ramires é expulso na etapa final

Numa inversão de papéis, o zagueiro Thiago Silva viu sua conclusão a gol desviada pelo atacante Van Persie, aos dez. Dois minutos depois, Krull cortou parcialmente o chute de Robinho e Pieters tirou quase em cima da linha, antecipando-se a Fred. Aos 16, os dos técnicos começaram as substituições. No Brasil, saíram o volante Lucas Leiva e o meia Elano para as entradas de Sandro e do jovem Lucas, muito pedido pela torcida desde o primeiro tempo. Em seu primeiro lance, o atacante do São Paulo se jogou para cavar uma falta e recebeu cartão amarelo do juiz paraguaio Carlos Amarilla.

Ainda mais ofensiva, a seleção brasileira continou cercando com perigo a área holandesa. Neymar, o melhor em campo, recebeu cruzamento da direita e bateu de primeira, mas Krull voltou a impedir o gol do craque do Santos. A formação voltou a ser mais cautelosa com as trocas de Fred e Robinho por Leandro Damião e Elias. Aos 32, o Brasil ficou com um a menos, como na Copa da África do Sul: Ramires, que já tinha amarelo, fez falta violenta em Robben e foi expulso aos 32. A pressão brasileira diminuiu, e Krull só voltou a trabalhar em chute de longe de Sandro, aos 38. No fim, os jogadores deixaram o campo sob vaias.

BRASIL 0 X 0 HOLANDA

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Data-Hora: 4/6/2011 - 16h10 (de Brasília)

Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)

Auxiliares: Rodney Aquino (PAR) e Cesar Franco (PAR)

Renda e público: R$ 3.120.625,00 / 31.019 pagantes

Cartões amarelos: Ramires, Daniel Alves, Lucas, Lúcio e Neymar (BRA); Van der Wiel (HOL)

Cartões vermelhos: Ramires 33'/2ºT (BRA)

BRASIL: Julio Cesar, Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos (Adriano 38'2T); Lucas Leiva (Sandro 18'2T) , Ramires, Elano (Lucas 18'2T) e Robinho (Elias 28'2T); Neymar, Fred (Leandro Damião 28'2T). Técnico: Mano Menezes

HOLANDA: Krul, Van der Wiel (Boulahrous 39'2T), Heitinga, Mathijsen e Pieters; De Jong (Maduro 18'2T) , Afellay, Robben e Van Persie (Huntelaar 18'2T); Kuyt (Elia 18'2T) e Strootman (Schaars 28'2T). Técnico: Bert van Marwjik

Com informações da Agência O Globo.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
SBT transmitirá final do Carioca entre Flamengo e Fluminense
Esportes
Eliminatórias sul-americanas para Copa de 2022 é adiada para outubro
Esportes
Conmebol anuncia retorno da Libertadores para 15 de setembro
Esportes
Botafogo de Ribeirão vê ilegalidade na volta do Campeonato Paulista
Esportes
Live: Rodeio sem público começa nesta quinta em Chapadão do Sul
Esportes
Fluminense supera Flamengo e conquista Taça Rio
Esportes
Governo de SP autoriza volta do jogos de futebol em 22 de julho
Esportes
Veja onde assistir Fluminense x Flamengo de graça
Esportes
Campo Grande sediará a Liga das Nações que foi adiada para 2021
Esportes
Fluminense perde para o Volta Redonda na reestreia de Fred

Mais Lidas

Política
Capital: Câmara testa plataforma de sessão remoto nesta quarta
Saúde
Justiça derruba liminar que obriga convênios a cobrirem o teste da Covid-19
Cidade
Com lockdown descartado, Abrasel quer restaurantes como atividade essencial
Internacional
Trump cita Brasil com grande problema na pandemia: “Não testa como nós”