Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Esportes

Morre o médico que mudou a F1. Pilotos prestam tributo

13 setembro 2012 - 10h13Anton Want / Allsport / Getty Images

Médico-chefe da Fórmula 1 por 26 anos, o neurocirurgião britânico Sid Watkins morreu na quarta-feira aos 84 anos. A causa da morte não foi divulgada pela família. Responsável pelo aperfeiçoamento do atendimento médico na categoria, Watkins foi o primeiro a atender Ayrton Senna no acidente fatal ocorrido no GP de San Marino em 1994. O britânico, que era amigo de Senna, comandou o grupo de médicos da F1 entre 1978 e 2004, e também se envolveu na promoção de medidas para tornar a categoria mais segura.

No mesmo ano em que Senna morreu, 1994, Watkins assumiu o cargo de presidente do Comitê de Segurança, através do qual estimulou a modernização de todos os aspectos da segurança da Fórmula 1, dos equipamentos aos autódromos. Também contribuiu para prevenir acidentes e melhorar os procedimentos de resgate. Por conta de sua atuação decisiva no automobilismo, Watkins recebeu o Prêmio Mario Andretti por Excelência Médica, em 1996, e a Excelentíssima Ordem do Império Britânico (OBE, na sigla em inglês), em 2002.

Suas contribuições salvaram diversos pilotos na categoria, como os brasileiros Nelson Piquet, Luciano Burti e Rubens Barrichello. Atualmente na Fórmula Indy, Rubinho lamentou a morte do britânico pelo Twitter. "Devo minha vida ao Professor Sid Watkins. Foi ele quem me salvou em Imola 94. Uma pessoa alegre, competente... Lembrarei sempre de ti, amigo. Vá com Deus", escreveu. Barrichello foi auxiliado por Watkins na mesma etapa em que Senna morreu. Ele sofrera grave acidente durante os treinos para o GP de San Marino.

Senna acabou morrendo na corrida realizada logo na sequência. Antes do episódio fatal, Watkins diz ter aconselhado Senna a deixar a categoria por causa dos acidentes envolvendo Rubinho e o austríaco Roland Ratzenberger, que morrera no mesmo treino. No documentário Senna, sobre a trajetória do piloto brasileiro, Sid Watkins aparece contando como foi socorrer o amigo depois da batida no GP de San Marino: "Ele suspirou por um instante e seu corpo relaxou", relembra na entrevista.

Via Veja com Agência Estado

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Jorge Jesus será anunciado oficialmente no Benfica nesta segunda
Esportes
Comentarista de futebol emite comentário racista contra jogador do Santos
Esportes
Clube perde único patrocinador após contratar Bruno
Esportes
Jogos entre quarta e quinta definem semifinalistas do Paulistão
Esportes
F1 cancela GP Brasil no Autódromo de Interlagos devido ao coronavírus
Esportes
“Jesus foi o homem certo no momento certo no Flamengo”, diz ex-jogador Rivaldo
Esportes
CBF divulga tabela completa do Brasileirão 2020; confira
Esportes
Timão x Palmeiras? Quem leva a melhor no duelo sem público hoje
Esportes
Coronavírus: Bola de Ouro é cancelado pela primeira vez desde 1956
Esportes
Copa do Mundo do Catar: Fifa anuncia o calendário para 2022

Mais Lidas

Oportunidade
Funtrab tem 181 vagas de emprego para atuar em Campo Grande
Polícia
Governador posta vídeo de cachorrinha presa entre muro e parede
Polícia
Durante assalto, homem que dormia em lanchonete é espancado
Geral
Coronavírus: "bagulho doido", diz Nego do Borel ao revelar já ter pego a doença