Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Esportes

Morre o médico que mudou a F1. Pilotos prestam tributo

13 setembro 2012 - 10h13Anton Want / Allsport / Getty Images

Médico-chefe da Fórmula 1 por 26 anos, o neurocirurgião britânico Sid Watkins morreu na quarta-feira aos 84 anos. A causa da morte não foi divulgada pela família. Responsável pelo aperfeiçoamento do atendimento médico na categoria, Watkins foi o primeiro a atender Ayrton Senna no acidente fatal ocorrido no GP de San Marino em 1994. O britânico, que era amigo de Senna, comandou o grupo de médicos da F1 entre 1978 e 2004, e também se envolveu na promoção de medidas para tornar a categoria mais segura.

No mesmo ano em que Senna morreu, 1994, Watkins assumiu o cargo de presidente do Comitê de Segurança, através do qual estimulou a modernização de todos os aspectos da segurança da Fórmula 1, dos equipamentos aos autódromos. Também contribuiu para prevenir acidentes e melhorar os procedimentos de resgate. Por conta de sua atuação decisiva no automobilismo, Watkins recebeu o Prêmio Mario Andretti por Excelência Médica, em 1996, e a Excelentíssima Ordem do Império Britânico (OBE, na sigla em inglês), em 2002.

Suas contribuições salvaram diversos pilotos na categoria, como os brasileiros Nelson Piquet, Luciano Burti e Rubens Barrichello. Atualmente na Fórmula Indy, Rubinho lamentou a morte do britânico pelo Twitter. "Devo minha vida ao Professor Sid Watkins. Foi ele quem me salvou em Imola 94. Uma pessoa alegre, competente... Lembrarei sempre de ti, amigo. Vá com Deus", escreveu. Barrichello foi auxiliado por Watkins na mesma etapa em que Senna morreu. Ele sofrera grave acidente durante os treinos para o GP de San Marino.

Senna acabou morrendo na corrida realizada logo na sequência. Antes do episódio fatal, Watkins diz ter aconselhado Senna a deixar a categoria por causa dos acidentes envolvendo Rubinho e o austríaco Roland Ratzenberger, que morrera no mesmo treino. No documentário Senna, sobre a trajetória do piloto brasileiro, Sid Watkins aparece contando como foi socorrer o amigo depois da batida no GP de San Marino: "Ele suspirou por um instante e seu corpo relaxou", relembra na entrevista.

Via Veja com Agência Estado

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Dardistas de MS são convocados para os Sul-Americanos Sub-18 e Sub-23 de Atletismo
Esportes
Marta passa Pelé na artilharia da Seleção
Esportes
Atletas da capital vão representar MS em Campeonato Jiu-Jitsu
Esportes
Yeltsin Jaques "fez história na Paralimpíadas de Tóquio", diz Rose Modesto
Esportes
Yeltsin Jacques é recepcionado pelo Corpo de Bombeiros no Aeroporto nesta terça-feira
Esportes
Tóquio 2020: Cerimônia de encerramento encanta com a beleza da diversidade
Esportes
Anvisa paralisa jogo Brasil x Argentina e jogadores poderão ser deportados
Esportes
Campeonato Brasileiro de Handebol acontece de 03 a 07 de setembro em MS
Esportes
MS recebe Campeonato Brasileiro de Handebol neste fim de semana e feriado
Esportes
Primeiro ouro de parataekwondo da história vai para brasileiro

Mais Lidas

Polícia
Delegada de polícia negra é impedida de entrar em loja da Zara
Polícia
Vizinhos sentem mau cheiro e encontram idoso morto dentro de casa
Geral
Ciclista é atropelada por caminhão e arrastada por cinco metros na Enersto Geisel
Entrevista
Ex-governador André Puccinelli fala ao JD1