Menu
Busca sexta, 15 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo Futebol
Esportes

Morre o médico que mudou a F1. Pilotos prestam tributo

13 setembro 2012 - 10h13Anton Want / Allsport / Getty Images

Médico-chefe da Fórmula 1 por 26 anos, o neurocirurgião britânico Sid Watkins morreu na quarta-feira aos 84 anos. A causa da morte não foi divulgada pela família. Responsável pelo aperfeiçoamento do atendimento médico na categoria, Watkins foi o primeiro a atender Ayrton Senna no acidente fatal ocorrido no GP de San Marino em 1994. O britânico, que era amigo de Senna, comandou o grupo de médicos da F1 entre 1978 e 2004, e também se envolveu na promoção de medidas para tornar a categoria mais segura.

No mesmo ano em que Senna morreu, 1994, Watkins assumiu o cargo de presidente do Comitê de Segurança, através do qual estimulou a modernização de todos os aspectos da segurança da Fórmula 1, dos equipamentos aos autódromos. Também contribuiu para prevenir acidentes e melhorar os procedimentos de resgate. Por conta de sua atuação decisiva no automobilismo, Watkins recebeu o Prêmio Mario Andretti por Excelência Médica, em 1996, e a Excelentíssima Ordem do Império Britânico (OBE, na sigla em inglês), em 2002.

Suas contribuições salvaram diversos pilotos na categoria, como os brasileiros Nelson Piquet, Luciano Burti e Rubens Barrichello. Atualmente na Fórmula Indy, Rubinho lamentou a morte do britânico pelo Twitter. "Devo minha vida ao Professor Sid Watkins. Foi ele quem me salvou em Imola 94. Uma pessoa alegre, competente... Lembrarei sempre de ti, amigo. Vá com Deus", escreveu. Barrichello foi auxiliado por Watkins na mesma etapa em que Senna morreu. Ele sofrera grave acidente durante os treinos para o GP de San Marino.

Senna acabou morrendo na corrida realizada logo na sequência. Antes do episódio fatal, Watkins diz ter aconselhado Senna a deixar a categoria por causa dos acidentes envolvendo Rubinho e o austríaco Roland Ratzenberger, que morrera no mesmo treino. No documentário Senna, sobre a trajetória do piloto brasileiro, Sid Watkins aparece contando como foi socorrer o amigo depois da batida no GP de San Marino: "Ele suspirou por um instante e seu corpo relaxou", relembra na entrevista.

Via Veja com Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Após nova condenação, Santos planeja rescisão de contrato com Robinho
Esportes
Palmeiras e Grêmio abrem hoje a 30ª rodada do Brasileirão
Esportes
O jogador Marcel Sabitzer tem contratação disputada por Arsenal e Tottenham
Esportes
Palmeiras decide a Copa do Brasil contra o Grêmio em casa
Esportes
Santos encara o Boca por 'final brasileira' na Libertadores
Esportes
Neymar volta a treinar quase um mês após lesão no tornozelo
Esportes
Lakers não passam pelo Spurs em casa e perdem a liderança do Oeste
Esportes
Jogador brasileiro morre depois de quatro dias internado ao sofrer parada cardiorespiratória
Esportes
Projeto Movimenta CG retorna com exercícios presenciais e online
Esportes
Fortaleza cancela jogos após confirmar 12 casos de coronavírus na equipe

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio