Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Prefeitura Refiz junho21
Esportes

Satisfeito, Mano diz: 'time do Flamengo está ficando como eu gosto'

12 agosto 2013 - 11h17Via Terra
Embora não tenha um time com muitas estrelas, o Flamengo conseguiu vencer o Fluminense por 3 a 2, no último domingo, no Estádio Maracanã. O triunfo dá moral para a equipe e mesmo o técnico Mano Menezes, normalmente mais comedido, mostra satisfação e otimismo com o futuro do clube, que conquistou sete dos últimos nove pontos disputados no Campeonato Brasileiro.

"Futebol não é só sistema tático, precisa de qualidade dos atletas para executar o sistema. É uma sequência de fatores e fundamentos de jogo que faz uma equipe crescer e ficar confiável. Esta ficando como eu gosto”, afirmou o treinador.

Mano acredita que a vitória no primeiro Fla-Flu do Maracanã depois da reforma para a Copa do Mundo vai mexer com os brios dos jogadores de forma positiva.

"Vitórias como essa, sem dúvida nenhuma, são emblemáticas, ainda mais acompanhadas de uma boa atuação da equipe. Merecemos tudo o que conquistamos nos 90 minutos, sofremos um pouco com bola parada, mas a vitória indiscutível que dá aquela confiança para você pensar que pode construi-las de forma sequencial", acrescentou.

O resultado colocou o Flamengo na 11ª posição, a melhor até o momento no Brasileiro. "É a primeira vez que passamos para a primeira página da classificação. Estou muito satisfeito com a forma como estão trabalhando, a filosofia de produzir volume de jogo. Agora temos que continuar repetindo".

O técnico minimizou os problemas que o time por vezes enfrenta com a torcida por não conseguir vencer adversários menores com a frequência que os rubro-negros desejam.

"Não tem jeito, construir uma equipe durante o Campeonato Brasileiro da primeira divisão traz um grau de dificuldade que às vezes te breca a evolução. O caminho é esse mesmo. Por isso a gente precisa ter experiência na condução. Estou muito contente com a dedicação dos atletas. Nossa juventude nos dá muita condição física e em outros momentos tira alguma coisa. Com a chegada de jogadores mais experientes, vamos ter o que queremos ter".

O próximo passo da equipe é apresentar variações de formação para enfrentar as diferentes proposições que os adversários podem fazer, avalia o treinador. "É diferente jogar um jogo deste porte, em que a responsabilidade é compartilhada, há espaços para construir jogadas ofensivas. Como não podemos escolher e o adversário tem o direito de jogar como quer, precisamos ir evoluindo. Este tipo de jogo a gente sabe que estamos prontos para jogar. Com menos espaços ainda precisamos evoluir", explicou Mano.
Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Covid: 5 Jogadores da Venezuela escalados para Copa América testam positivo
Esportes
"Somos contra a organização da Copa América", criticam jogadores da Seleção em texto
Geral
STF pode barrar realização da Copa América no Brasil
Esportes
Copa América: jogadores farão testes de covid-19 a cada 48 horas
Esportes
Bolsonaro quer Renato Gaúcho e articula para a demissão de Tite
Esportes
Brasileirão: Águia Negra estreia hoje na Série D
Esportes
Seleção brasileira entra em campo contra o Equador nesta sexta
Esportes
Dória recua e veta Copa América em São Paulo
Esportes
Atleta sul-mato-grossense ganha medalha de ouro no Brasileiro de Jiu-Jitsu
Esportes
Conmebol anuncia suspensão da Copa América na Argentina, e torneio fica sem sede

Mais Lidas

Geral
Ex-chiquitita ganha Porsche no 1º Dia dos Namorados
Geral
Vídeo: cadeiradas e vassouradas rolam soltas em 'quebra pau' no MC Donald's
Internacional
Em 40 segundos, pescador é engolido e cuspido vivo por baleia jubarte
Geral
Sérgio Murilo deve deixar secretaria