Menu
Busca terça, 28 de junho de 2022
(67) 99647-9098
TJMS Junho22
Geral

Após agredir procuradora, agressor foi afastado e teve salário cortado

A procuradora disse que temia o colega de trabalho

22 junho 2022 - 13h55Sarah Chaves, com informações do G1

O procurador Demétrius Oliveira Macedo, autor da agressão contra a procuradora-geral de Registro, no interior de São Paulo, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, foi afastado do cargo nesta quarta-feira (22) e teve o salário suspenso, conforme consta no Diário Oficial do Município. 

O processo administrativo aberto contra o agressor deve resultar na exoneração do servidor público. De acordo com o texto, a princípio, o procurador ficará suspenso do cargo por 30 dias, sem receber salário. 

A  prefeitura de Registro informou que a medida faz parte do processo administrativo que deve resultar na exoneração de Demétrius. “É necessário seguir essa etapa e os trâmites legais para que a decisão seja tomada de maneira consistente”, esclareceu.

Depoimento da vítima

Ao G1 a procuradora disse se sentir 'desrespeitada como mulher'. "Foi exposta a minha dignidade. Como mulher, fui desrespeitada, assim como servidora pública. Enfim, foi um desrespeito global da minha personalidade como mulher", afirmou.

A procuradora disse que temia o colega de trabalho. "Eu tinha medo, sim. Tinha medo de que fosse acontecer isso, mas não imaginava que fosse ser uma violência física, achava que fosse um ‘bate boca’, uma discussão", relata a profissional, em entrevista à TV Tribuna, emissora afiliada à Rede Globo.

Ela relatou à polícia que o colega Demetrius Macedo apresentava comportamento suspeito e que já havia sido grosseiro com outra funcionária do setor. A procuradora informou ter enviado um memorando à Secretaria Administrativa com uma proposta de procedimento administrativo. Agora, a procuradora quer que Macedo seja processado em decorrência das agressões e ofensas contra ela.

Caso

Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, é a procuradora-chefe do agressor Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos, também procurador. A situação aconteceu na tarde da última segunda-feira (20), por volta das 16h50, na Prefeitura de Registro (SP).

A ação foi filmada por outra funcionária e mostra que o procurador desferindo socos e chutando a colega 

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Porto Murtinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Mais de 40 corpos são encontrados dentro de caminhão
Geral
Estado investe R$ 99,6 milhões em infraestrutura da Costa Leste
Geral
Governo lança durante evento novo modelo de passaporte
Geral
Campo Grande ocupa 2º lugar no ranking das capitais que melhor atende a infância
Geral
Cimi envia denúncia a ONU contra conflitos com indígenas em Amambaí
Geral
Oito indígenas que passaram a noite na cadeia são liberados nesta segunda-feira
Geral
Jovem que se acidentou após desobedecer abordagem no Leblon morre na Santa Casa
Geral
Xangai passa a ter novas regras contra a covid-19
Geral
Em Lisboa, Gilmar Mendes é diagnosticado com covid-19
Geral
Vereador de Porto Alegre morre após participar de prova de natação

Mais Lidas

Polícia
Motociclista desobedece abordagem e se 'arrebenta' em curva no Leblon; assista
Polícia
Morre em Corumbá homem acusado de torturar e assassinar ex-esposa
Geral
Jovem que se acidentou após desobedecer abordagem no Leblon morre na Santa Casa
Polícia
Mulher é esfaqueada no pescoço ao tentar separar briga nas Moreninhas