Menu
Busca segunda, 20 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

'Boom imobiliário' no Paraguai atrai corretores de MS

O país vizinho cresceu na última década mais de 5% ao ano

05 agosto 2019 - 14h14Mauro Silva, com informações da assessoria

O 1º Congresso de Inversionistas de Frontera (Congresso dos Investidores de Fronteira), realizado na sexta-feira (02), em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã (MS), reuniu mais de 250 empresários, comerciantes e autoridades.

A diretoria do Sindimóveis-MS prestigiou o evento a fim de conhecer os benefícios e as facilidades que o Paraguai oferece aos empresários para a instalação de empresas no país. Com o programa "Indústria Sem Fronteiras" 87 empresas dos Estados de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina já se instalaram na fronteira.

Na última década, o Paraguai alcançou um verdadeiro milagre econômico: o país cresceu mais de 5% ao ano, a inflação média do período não chegou a 4% e a taxa de desemprego permaneceu em admiráveis 6%. O presidente do Sindimóveis-MS, João Araújo Filho, acredita que o mercado imobiliário no Paraguai tem se mostrado promissor para quem pretende vender também imóveis. "O aquecimento do mercado também atinge os brasileiros. Construtoras do Brasil e profissionais liberais são cada vez mais requisitados no país vizinho. É um novo nicho para os corretores de imóveis", frisou.

Segundo dados do governo local, sete em cada dez indústrias que se instalaram no Paraguai nos últimos cinco anos, são de brasileiros e muito se deve a lei que isenta empresas de impostos e estimula diretamente o crescimento.

No primeiro quadrimestre deste ano, a oferta de crédito para construção aumentou 81%. O empréstimo para imóvel pronto, cujos juros variam de 8% a 12% ao ano, pode ser pago em até 25 anos. Para construção, os financiamentos variam de 20 a 25 anos. O presidente do Sindimóveis-MS, João Araújo Filho, cita que "o valor do metro quadrado para construir varia de R$ 800 a R$ 2,5 mil".

Evento

O 1º Congresso de Investidores de Fronteira Pedro Juan Caballero-Ponta Porã contou com a presença do Governador de Amambay, Ronald Acevedo, do prefeito de Pedro Juan Caballero, Jose Carlos Acevedo, do vice-ministro de Indústrias, Luís Llamosas, representando o governo do Paraguai, do presidente da FIEMS (Federação de Industria e Comercio do Mato Grosso do Sul) Sergio Longen, do vice-ministro da Semagro (Secretaria de Industria e Comercio do Mato Grosso do Sul), Bruno Gouveia Bastos, que este acompanhado do presidente do Sebrae, Cláudio Mendonça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Ninguém acerta e Mega-Sena acumula para R$ 32 milhões
Geral
Vídeo - Hélices de helicóptero colidem com caminhão na BR
Geral
Morador se assusta com a visita noturna de um jacaré
Geral
Detran-MS fará leilão de 403 veículos no primeiro certame de 2020
Geral
Ajude: Enzo tem leucemia e 21 dias para comprar remédio de R$ 160 mil
Geral
Detran inicia primeiro leilão de 2020
Geral
Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório
Geral
Reinaldo lançará "pacotão de obras", resultado do Governo Presente
Geral
Dona de Alf quer justiça depois de sacrifício no CCZ, “sem autorização”
Geral
Valor de renovação de vistoria será reduzido em até 5 vezes

Mais Lidas

Brasil
Vídeo - Eleição para síndico de condomínio termina em pancadaria
Polícia
Lista com nomes de fugitivos da prisão na fronteira é divulgada
Economia
Mato Grosso do Sul é o maior exportador de tilápia do Brasil
Justiça
Brasil fecha fronteira com Paraguai após fuga de presos neste domingo