Menu
Busca sexta, 17 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Geral

Caixa libera saques do FGTS para população de Brumadinho

O banco dará uma pausa especial de 90 dias, para quem têm empréstimos, crédito consignado pessoal, direto e financiamento imobiliário

29 janeiro 2019 - 07h55Da redação com informações da Agência Brasil

Trabalhadores que tiveram residências atingidos pela tragédia em Brumadinho (MG), poderão solicitar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A decisão foi anunciada na tarde de ontem (29), pela Caixa Econômica Federal, que atende a lei federal 10.878/2004.

O valor da retirada deve ser no máximo de R$ 6.220,00, por cada contribuinte. O banco anunciou também a abertura de uma conta poupança, com o nome “Juntos por Brumadinho”, que receberá valores doados para vitimas da tragédia. Os dados para realizar depósitos e transferências é Agência 2808, Operação 013, Conta 3-5.

A caixa completou que prestará todo apoio a população de Brumadinho. Para os cliente da cidade, será concedida uma pausa especial no pagamento de até 90 dias em empréstimos, crédito pessoal, direto e financiamento imobiliário. Para as empresas a regra segue a mesma,  mas para aqueles que adquiriram novos contratos, o prazo é uma pausa de 60 dia para pagar.

Brumadinho

Na última atualização, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais divulgou um levantamento de aproximadamente 60 mortos em decorrência do rompimento da barragem na última sexta-feira (25), na Mina Feijão. Ainda são 292 pessoas desaparecidas e não foram contabilizados números de desalojados.

FGTS

A Lei Federal 10.878/2004 assegura o direito ao saque de parcela do FGTS em caso de "necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorra de desastre natural". Em novembro de 2015, a então presidente Dilma Rousseff editou o Decreto 8.572/2015, incluindo entre as situações passíveis de retirada dos valores os casos de "rompimento ou colapso de barragens que ocasione movimento de massa, com danos a unidades residenciais". A mudança foi instituída oito dias após a tragédia de Mariana (MG). Na ocasião, sua publicação se deu em benefício dos atingidos pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco, que devastou comunidades inteiras.

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Denatran passa a ser Secretária Nacional de Transição a partir de hoje
Geral
AJUDA: Funcionário da Assembleia Legislativa precisa de doação de sangue
Geral
Esacheu perde eleição para Jary Castro na Santa Casa
Geral
A Fazenda 13: Segura, peão! Vaca sobe em Nego do Borel
Geral
Livro com a vida do ‘Seu Thomaz das esfihas’ será lançado hoje
Geral
Vídeo: "Onda onda, olha a onda", Brasil pode ser atingido por tsunami
Geral
Vídeo: Adolescente é atacado por tubarão durante surfe
Cidade
"Esse é o novo normal", diz Marquinhos Trad sobre flexibilizações
Geral
Desempenho de MS na Paralimpíada faz governo ampliar bolsa a atletas do estado
Geral
Estudo aponta que queimadas no Pantanal mataram 17 milhões de animais em 2020

Mais Lidas

Polícia
Corpo é encontrado esquartejado em sacos de lixo
Geral
Ao vivo: Bebê transmite mãe tomando banho no Facebook
Polícia
Jovem é presa por morder enfermeira na UPA do Coronel Antonino
Polícia
Mulher agredida com barra de ferro em espetinho no Aero Rancho contesta versão dada pelo dono