Menu
Menu
Busca domingo, 14 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Geral

Caixa libera saques do FGTS para população de Brumadinho

O banco dará uma pausa especial de 90 dias, para quem têm empréstimos, crédito consignado pessoal, direto e financiamento imobiliário

29 janeiro 2019 - 07h55Da redação com informações da Agência Brasil    atualizado em 29/01/2019 às 10h08

Trabalhadores que tiveram residências atingidos pela tragédia em Brumadinho (MG), poderão solicitar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A decisão foi anunciada na tarde de ontem (29), pela Caixa Econômica Federal, que atende a lei federal 10.878/2004.

O valor da retirada deve ser no máximo de R$ 6.220,00, por cada contribuinte. O banco anunciou também a abertura de uma conta poupança, com o nome “Juntos por Brumadinho”, que receberá valores doados para vitimas da tragédia. Os dados para realizar depósitos e transferências é Agência 2808, Operação 013, Conta 3-5.

A caixa completou que prestará todo apoio a população de Brumadinho. Para os cliente da cidade, será concedida uma pausa especial no pagamento de até 90 dias em empréstimos, crédito pessoal, direto e financiamento imobiliário. Para as empresas a regra segue a mesma,  mas para aqueles que adquiriram novos contratos, o prazo é uma pausa de 60 dia para pagar.

Brumadinho

Na última atualização, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais divulgou um levantamento de aproximadamente 60 mortos em decorrência do rompimento da barragem na última sexta-feira (25), na Mina Feijão. Ainda são 292 pessoas desaparecidas e não foram contabilizados números de desalojados.

FGTS

A Lei Federal 10.878/2004 assegura o direito ao saque de parcela do FGTS em caso de "necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorra de desastre natural". Em novembro de 2015, a então presidente Dilma Rousseff editou o Decreto 8.572/2015, incluindo entre as situações passíveis de retirada dos valores os casos de "rompimento ou colapso de barragens que ocasione movimento de massa, com danos a unidades residenciais". A mudança foi instituída oito dias após a tragédia de Mariana (MG). Na ocasião, sua publicação se deu em benefício dos atingidos pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco, que devastou comunidades inteiras.

Reportar Erro
Digix - Julho24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ninguém acerta, de novo, e Mega-Sena acumula
Geral
Ninguém acerta, de novo, e Mega-Sena acumula
Renato Câmara lamenta a morte de ex-secretário de obras de Ivinhema
Geral
Renato Câmara lamenta a morte de ex-secretário de obras de Ivinhema
Águas Guariroba oferta curso gratuito de fundamentos básicos para encanador hidráulico
Geral
Águas Guariroba oferta curso gratuito de fundamentos básicos para encanador hidráulico
UCI
Geral
Cinema sem pipoca: Pesquisa mostra variação de 96,15% no valor dos ingressos na Capital
Silas e Aysla foram mortos por engano
Justiça
MP defende continuidade de ação contra réus acusados de matar Aysla e Silas
Juíza 'recebe voz de prisão'; advogado explica legalidade de caso que viralizou em SP
Geral
Juíza 'recebe voz de prisão'; advogado explica legalidade de caso que viralizou em SP
Apesar da gravidade do acidente, Dunga e esposa sofreram apenas ferimentos leves e estavam conscientes ao serem socorridos
Geral
Dunga e esposa ficam feridos em acidente no Paraná
Influencer e policial 'mais sexy do México', gravam vídeo pornô em metrô
Geral
Influencer e policial 'mais sexy do México', gravam vídeo pornô em metrô
Ex-ministro Ricardo Salles, chefe do Ministério do Meio Ambiente durante o governo Jair Bolsonaro
Geral
Ministério do Meio Ambiente sofreu "apagão" durante gestão de Bolsonaro
Com presença do governador, Coxim celebra 129ª edição da Festa do Divino Espírito Santo
Geral
Com presença do governador, Coxim celebra 129ª edição da Festa do Divino Espírito Santo

Mais Lidas

Tempo amanheceu nublado e característico de frio
Clima
Nova frente fria desembarca em MS trazendo ainda mais instabilidade
Maria Eloir Flores Vilante -
Interior
Cargo fantasma rende condenação de vereadora em Mato Grosso do Sul
O fim de uma era: Primeiras notas de real vão parar de circular
Geral
O fim de uma era: Primeiras notas de real vão parar de circular
E o frio persiste em Mato Grosso do Sul
Clima
Frente fria ganha 'sobrevida' e impõe mínima de 8°C nesta sexta-feira em MS