Menu
Busca sexta, 05 de março de 2021
(67) 99647-9098
Geral

Capital quer vacinar 95% das crianças contra pólio e sarampo

16 agosto 2011 - 09h38Arquivo

A imunização contra a paralisia infantil e o sarampo prossegue até o dia 16 de setembro nas unidades básicas de saúde do município. A Campanha nacional de vacinação contra a poliomielite foi aberta no sábado (13/08), no Ceinf Maria Carlota Tibaú de Vasconcelos, no bairro Paulo Coelho Machado. Em Campo Grande foram montados 130 postos de vacinação na abertura da campanha, abrangendo as 78 unidades municipais de saúde.

De acordo com a secretária-adjunta da Sesau, Ana Lúcia de Oliveira, a meta de vacinação para a pólio e o sarampo é atingir 95% das crianças na faixa etária de zero a cinco anos incompletos (paralisia infantil) e de um a sete anos incompletos (sarampo). Para a Capital, o Ministério da Saúde disponibilizou 61 mil doses da vacina contra a pólio e 72 mil doses da vacina contra o sarampo.

O prefeito Nelson Trad imunizou algumas crianças no Ceinf Maria Carlota e aproveitou a ocasião para falar da importância da campanha. "É dessa forma que a gente promove a saúde da população, a medicina preventiva evita as doenças". Ele informou, ainda, que a cidade terá treze novas Unidades Básicas de Saúde da Família e três UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

As mães presentes na abertura da campanha demonstraram estar conscientes do objetivo da imunização. "É muito importante vacinar para evitar as doenças", disse a auxiliar de dentista Iris dos Santos Paes. A dona de casa Vanessa dos Santos mostrou a carteira de vacinação do filho e garantiu que "as vacinas dele estão em dia".

2ª Etapa da campanha de imunização contra a poliomielite – O slogan desse ano definido pelo Ministério da Saúde é "Siga o Zé Gotinha mais uma vez". Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que 26 países ainda registram casos de poliomielite. Em quatro deles – Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão – a doença é endêmica. Em 2010 ocorreram 1.286 casos no mundo.

Com as campanhas anuais, o Ministério da Saúde quer manter o Brasil na condição de país certificado internacionalmente para a erradicação da paralisia infantil.

Sarampo

A vacinação contra a doença é chamada de "campanha de seguimento" e costuma ocorrer em intervalos de três a cinco anos (a última foi realizada em 2004). O objetivo é reforçar a proteção das crianças e manter o Brasil sem transmissão disseminada do vírus.

A OMS confirmou mais de 11,5 mil casos de sarampo em todo o mundo, mais de sete mil deles só na França, configurando um quadro de surto da doença na Europa.

APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Sorteio da Mega pode pagar prêmio de R$ 22 milhões amanhã
Geral
Projeto sobre cartórios, ainda não está "no forno"
Geral
Comitê incentivará a participação feminina na justiça de MS
Geral
STF nega ação de governos estaduais sobre piso nacional do magistério da educação básica
Geral
Procon deve abrir investigação contra aplicativos de viagem
Geral
Secretarias iniciam gravação de cursos online para quem quer garantir renda extra
Geral
COVID: Médico apresenta melhora e pode sair do CTI nos próximos dias
Geral
COVID: Paulo Sérgio, da dupla com Santhiago, está na UTI
Geral
Ao vivo: Categoria de motoristas falam do resultado da reunião por ajuste do ICMS
Geral
Motoristas de app pedem redução do ICMS do combustível em MS

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio