Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Geral

PMA fecha carvoaria ilegal em MS

Atividade funcionava sem a licença ambiental; A pena para esse crime pode chegar a seis meses de detenção

13 dezembro 2018 - 14h11Da redação com assessoria

Policiais Militares Ambientais (PMA) de Cassilândia realizavam fiscalização ambiental no município de Paranaíba e localizaram na última quarta-feira (12) uma carvoaria que funcionava de forma ilegal, em uma fazenda.

A madeira retirada da propriedade, que seria transformada em carvão era nativa da região e o proprietário também não possuía documentação do produto florestal. Foram apreendidos 10m³ de madeira e as atividades foram paralisadas.

O infrator de 36 anos, residente em Paranaíba, foi autuado administrativamente e multado em R$ 3 mil por funcionar atividade potencialmente poluidora sem a autorização ambiental. A pena para esse crime é de um a seis meses de detenção.

Ele também responderá pelo crime ambiental de armazenamento de madeira nativa sem licença, cuja pena é de seis meses a um no de detenção.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mega-Sena pode pagar 7 milhões neste sábado
Geral
Novas medidas deixarão banda larga mais acessível, segundo Anatel
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Geral
Feijoada do FAC terá renda revertida em agasalhos
Geral
Caminhão da Serasa chega a Campo Grande na próxima semana
Geral
UFMS pode paralisar em setembro, diz Marcelo Turine
Geral
Casas Bahia é autuada por publicidade enganosa
Geral
Advogado da capital palestra sobre reforma do Código Penal em Brasília
Geral
Fã da PM, criança recebe visita surpresa em hospital
Geral
Recurso da Uber avisa motoristas quando o passageiro não quer conversar

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Internacional
Por engano, funcionário serve vinho de 5.100 euros a clientes