Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Cheia no rio Paraguai preocupa porto-murtinhenses

04 maio 2011 - 08h20Toninho Muniz

O rio Paraguai em Porto Murtinho chegou ontem a 6.12 metros, nível medido pela Agência Fluvial unidade da Marinha do Brasil no município. Com a subida do nível começa a preocupar os moradores ribeirinhos, alguns lugares mais baixos as águas do rio já inundou as residências e algumas famílias se mudaram para região mais alta.

De acordo com comandante da Agencia Fluvial, capitão tenente Noel Calandrine Leal, a causa da cheia já é visível na Isla Margarita, uma ilha localizada em frente à cidade de Murtinho que pertence ao Paraguai.

A ilha está localizada no lugar mais baixo do Pantanal e reside aproximadamente 150 famílias. Quando o nível do rio chega a seis e meio metros inunda quase toda a região, por esse motivo os moradores constroem suas casas sobre lajes e madeiras.

O capitão explica que em relação aos últimos dois anos, em que o nível era de 5.50 m está um pouco acima, mas que mesmo assim é considerado normal. “Para o período está regular. A partir de 7.20 m que é considerado regime de alerta".

Porto Murtinho na década de 80 sofreu as piores enchentes provocadas pelas águas do rio Paraguai, em 1979, 80 e 82, as águas desalojaram toda a população urbana e deu prejuízo incalculável aos moradores e ao setor público.

Depois dessas três cheias se cogitou mudar a cidade para o lugar mais alto, a sete quilômetros do atual perímetro urbano, a população na sua maioria absoluta rejeitou essa idéia através de plebiscito e a partir daí se elaborou projeto de construir uma barragem para conter as cheias.

Após a construção do dique de proteção contra as cheias do rio, Murtinho já registrou a maior cheia do século passado, em 1988, nesse ano o rio teve o pico máximo de 9.89 m, bem acima do registrado em 1979, 80 e 82, as águas ficou um metro e meio acima da barranca e o dique suportou com tranqüilidade e segurança, quer dizer o dique já foi testado por uma grande cheia, agora só falta cuidar da manutenção para que não ofereça nenhum risco à população.

Conforme o Serviço de Meteorologia controlada pela Agencia Fluvial em Murtinho a causa da subida do nível do rio nesses últimos dias foi provocada pela precipitação que desaguou na região, segundo a Marinha, choveu 100 milímetros em dois dias em toda a região pantaneira, desde a região da Baía Negra, região norte do Paraguai até a região de Concepcion, também no país vizinho.

O comandante diz que o nível máximo que deve ser registrada em Murtinho é de sete metros. Com essa altura a cidade de Murtinho e sua população podem ficar tranquilas, mesmo porque com essa medida o rio não sai da sua calha.

A previsão de cheia para este ano era maior em toda extensão do rio, por conta do alto índice pluviométrico registrado nos afluentes. Em Corumbá, a Embrapa Pantanal divulgou que o rio Paraguai pode ter em 2011 a maior cheia desde 1995.

Com informações do Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Dois locais de votação sofrem alteração na capital; confira
Geral
Reinaldo retoma atividades presenciais após quarentena
Geral
Presidente do Comercial, Valter Mangini, morre de coronavírus
Geral
Bombeiros intensificam combate as chamas em reservas do MS
Geral
Motociclista pula da moto em chamas após bater em caminhão
Geral
Leilão do Detran-MS tem mais de 1 mil motocicletas e 157 carros disponíveis
Geral
Governo da início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo
Geral
Vídeo: Fogo no Nabileque consome até ponte
Geral
Motorista morre ao cair em barranco próximo a ponte do grego
Geral
Empresário morre após perder controle do carro na MS-276 e colidir contra uma árvore

Mais Lidas

Polícia
Mega busca nas margens da BR-163 para encontrar assaltantes
Saúde
“Rastrear” é aposta para barrar o avanço do coronavírus em MS
Polícia
Corpo de criança de 2 anos é encontrado no Rio Paraguai
Cidade
Quarta-feira prazo final para quitação de licenciamento para placas final 9