Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Geral

Ciptran registra mais de 24 mil infrações de trânsito em CG

15 setembro 2011 - 09h47Arquivo

De janeiro a agosto de 2011 a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) registrou 24.165 infrações no trânsito. Só em agosto foram registradas 3.486 autos, a maioria das infrações cometidas estão relacionadas à questão cultural. "Os campo-grandenses têm a cultura de não respeitar a sinalização, principalmente o sinal vermelho, não obedecem o limite de velocidade das vias -aqui na Capital o limite máximo permitido é 60 quilômetros por hora- e dirigem sem carteira de habilitação", comenta o comandante da Ciptran tenente coronel Alírio Villasanti. Os dados fazem parte balanço parcial divulgado mensalmente pela Companhia.

O comandante alerta que ao desrespeitar as regras de trânsito, o condutor está desrespeitando a vida. "O motorista deve levar em consideração o bem maior. Ao cometer infrações está desacatando a própria vida. Deve-se agir de forma preventiva e, desta maneira conservar a vida", enfatiza Villasanti.

O balanço mostra também que foram removidos 718 veículos no mês de agosto, totalizando até agora 4.303 veículos -2.573 motos, 1.684 carros e 46 bicicletas-. Em 90% dos casos, a remoção se deve ao fato dos veículos estarem irregulares. "A grande parte está em má conservação, impróprios para trafegar, podendo provocar acidentes graves", explica o coronel.

As operações realizadas em todo o mês resultaram na apreensão de 129 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 615 certificados de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Em todo o ano a Ciptran recolheu 4.721 documentos.

O comandante explica que devido ao aumento da frota e de novos condutores -principalmente os inabilitados- o número de infrações aumentou e por isso a fiscalização esta mais intensa. "Por causa do aumento da frota nós reforçamos as fiscalizações para poder proporcionar à sociedade mais segurança no trânsito".

Respeito e trânsito: combinação que dá certo

Prevenção é a palavra chave deste novo perfil do trânsito da Capital. Com o fluxo maior de veículos as pessoas devem redobrar a atenção e o respeito ao próximo, principalmente no horário de pico. "Tanto motorista quanto pedestre deve se preocupar com a segurança dele e dos outros usuários na via, principalmente nos horários mais conturbados. É necessário exercitar a solidariedade constantemente, ser cordial com próximo. E por mais que haja pressa lembre-se: É melhor chegar atrasado do que não chegar", argumenta Alírio Villasanti.

E na Semana Nacional do Trânsito a Ciptran convida os condutores a fazer uma reflexão de suas atitudes e dá algumas dicas de como ser um condutor responsável. "Respeite o limite de velocidade e as sinalizações; não pare em fila dupla em frente às escolas, não dirija embriagado; utilize corretamente os equipamentos de segurança; respeite ao próximo e a si mesmo", finaliza o comandante.

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Vídeo - Energisa terá até helicóptero para possível vendaval
Geral
Vídeo - "Seremos eficientes", garante Marquinhos sobre vendaval
Geral
Ministro do TSE fala sobre confiabilidade de urnas eletrônicas ao JD1 Notícias
Geral
Pfizer tem alta eficácia contra Covid em crianças, diz estudo
Geral
Depois da capital, Estado também decreta ponto facultativo dia 1° de novembro
Geral
Ao vivo: Corpo de Bombeiros fala sobre plano de prevenção para tempestade prevista no fim de semana
Geral
Você tem alguma história de terror real legal para contar? Mande para o JD1 Notícias
Geral
Trecho da Rui Barbosa será interditado durante uma semana
Geral
Shoppings da Capital se unem à CDL para ajudar famílias afetadas pelo temporal
Geral
Para custear exame de filho com DMD, mãe faz barras de chocolate para vender

Mais Lidas

Polícia
Homem pula o muro e flagra a ex-mulher com outro e transtornado agride ela e tranca os dois
Brasil
Vídeo: Homem se desespera ao ver que racha com os amigos acabou em morte
Geral
Com oito filhos, mãe anuncia gravidez de gêmeos e dispara: 'queremos mais'
Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge