Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Ciptran registra mais de 24 mil infrações de trânsito em CG

15 setembro 2011 - 09h47Arquivo

De janeiro a agosto de 2011 a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) registrou 24.165 infrações no trânsito. Só em agosto foram registradas 3.486 autos, a maioria das infrações cometidas estão relacionadas à questão cultural. "Os campo-grandenses têm a cultura de não respeitar a sinalização, principalmente o sinal vermelho, não obedecem o limite de velocidade das vias -aqui na Capital o limite máximo permitido é 60 quilômetros por hora- e dirigem sem carteira de habilitação", comenta o comandante da Ciptran tenente coronel Alírio Villasanti. Os dados fazem parte balanço parcial divulgado mensalmente pela Companhia.

O comandante alerta que ao desrespeitar as regras de trânsito, o condutor está desrespeitando a vida. "O motorista deve levar em consideração o bem maior. Ao cometer infrações está desacatando a própria vida. Deve-se agir de forma preventiva e, desta maneira conservar a vida", enfatiza Villasanti.

O balanço mostra também que foram removidos 718 veículos no mês de agosto, totalizando até agora 4.303 veículos -2.573 motos, 1.684 carros e 46 bicicletas-. Em 90% dos casos, a remoção se deve ao fato dos veículos estarem irregulares. "A grande parte está em má conservação, impróprios para trafegar, podendo provocar acidentes graves", explica o coronel.

As operações realizadas em todo o mês resultaram na apreensão de 129 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 615 certificados de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Em todo o ano a Ciptran recolheu 4.721 documentos.

O comandante explica que devido ao aumento da frota e de novos condutores -principalmente os inabilitados- o número de infrações aumentou e por isso a fiscalização esta mais intensa. "Por causa do aumento da frota nós reforçamos as fiscalizações para poder proporcionar à sociedade mais segurança no trânsito".

Respeito e trânsito: combinação que dá certo

Prevenção é a palavra chave deste novo perfil do trânsito da Capital. Com o fluxo maior de veículos as pessoas devem redobrar a atenção e o respeito ao próximo, principalmente no horário de pico. "Tanto motorista quanto pedestre deve se preocupar com a segurança dele e dos outros usuários na via, principalmente nos horários mais conturbados. É necessário exercitar a solidariedade constantemente, ser cordial com próximo. E por mais que haja pressa lembre-se: É melhor chegar atrasado do que não chegar", argumenta Alírio Villasanti.

E na Semana Nacional do Trânsito a Ciptran convida os condutores a fazer uma reflexão de suas atitudes e dá algumas dicas de como ser um condutor responsável. "Respeite o limite de velocidade e as sinalizações; não pare em fila dupla em frente às escolas, não dirija embriagado; utilize corretamente os equipamentos de segurança; respeite ao próximo e a si mesmo", finaliza o comandante.

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Governo da início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo
Geral
Vídeo: Fogo no Nabileque consome até ponte
Geral
Motorista morre ao cair em barranco próximo a ponte do grego
Geral
Empresário morre após perder controle do carro na MS-276 e colidir contra uma árvore
Geral
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 60 milhões
Geral
Está de volta a castração de felinos pelo CCZ
Geral
Denunciado por som alto, rapaz coloca fogo na casa do vizinho
Geral
Carlos Iglesias causa confusão em restaurante de São Paulo
Geral
"A grande culpa é de Sheiza", diz esteticista denunciada pela morte de estudante brasileira
Geral
Motociclista morre ao perder controle em curva e bater em árvore na praça do Preto Velho

Mais Lidas

Polícia
Operação manda mais 580 pessoas pra casa após toque de recolher
Educação
Audiência pública aponta que não há condições para volta às aulas na Capital
Polícia
Idoso é encontrado morto em valeta
Geral
Governo da início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo