Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
(67) 99647-9098
TJMS abril21
Geral

Ciptran registra mais de 24 mil infrações de trânsito em CG

15 setembro 2011 - 09h47Arquivo

De janeiro a agosto de 2011 a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) registrou 24.165 infrações no trânsito. Só em agosto foram registradas 3.486 autos, a maioria das infrações cometidas estão relacionadas à questão cultural. "Os campo-grandenses têm a cultura de não respeitar a sinalização, principalmente o sinal vermelho, não obedecem o limite de velocidade das vias -aqui na Capital o limite máximo permitido é 60 quilômetros por hora- e dirigem sem carteira de habilitação", comenta o comandante da Ciptran tenente coronel Alírio Villasanti. Os dados fazem parte balanço parcial divulgado mensalmente pela Companhia.

O comandante alerta que ao desrespeitar as regras de trânsito, o condutor está desrespeitando a vida. "O motorista deve levar em consideração o bem maior. Ao cometer infrações está desacatando a própria vida. Deve-se agir de forma preventiva e, desta maneira conservar a vida", enfatiza Villasanti.

O balanço mostra também que foram removidos 718 veículos no mês de agosto, totalizando até agora 4.303 veículos -2.573 motos, 1.684 carros e 46 bicicletas-. Em 90% dos casos, a remoção se deve ao fato dos veículos estarem irregulares. "A grande parte está em má conservação, impróprios para trafegar, podendo provocar acidentes graves", explica o coronel.

As operações realizadas em todo o mês resultaram na apreensão de 129 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 615 certificados de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Em todo o ano a Ciptran recolheu 4.721 documentos.

O comandante explica que devido ao aumento da frota e de novos condutores -principalmente os inabilitados- o número de infrações aumentou e por isso a fiscalização esta mais intensa. "Por causa do aumento da frota nós reforçamos as fiscalizações para poder proporcionar à sociedade mais segurança no trânsito".

Respeito e trânsito: combinação que dá certo

Prevenção é a palavra chave deste novo perfil do trânsito da Capital. Com o fluxo maior de veículos as pessoas devem redobrar a atenção e o respeito ao próximo, principalmente no horário de pico. "Tanto motorista quanto pedestre deve se preocupar com a segurança dele e dos outros usuários na via, principalmente nos horários mais conturbados. É necessário exercitar a solidariedade constantemente, ser cordial com próximo. E por mais que haja pressa lembre-se: É melhor chegar atrasado do que não chegar", argumenta Alírio Villasanti.

E na Semana Nacional do Trânsito a Ciptran convida os condutores a fazer uma reflexão de suas atitudes e dá algumas dicas de como ser um condutor responsável. "Respeite o limite de velocidade e as sinalizações; não pare em fila dupla em frente às escolas, não dirija embriagado; utilize corretamente os equipamentos de segurança; respeite ao próximo e a si mesmo", finaliza o comandante.

APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em março
Geral
Sem usar máscara, Ratinho é vacinado contra a Covid-19
Geral
Familiares de Paulinho do Rádio, dizem que ele não morreu e aguardam exames
Geral
Ninguém acerta e Mega-Sena deve pagar R$ 33 milhões no próximo concurso
Geral
Jovem tenta ultrapassagem e morre ao bater moto em pneu de caminhão
Geral
Pandemia diminuiu dois anos na expectativa de vida do brasileiro; diz estudo
Geral
"Em busca da liberdade de culto", marcha da Família Cristã acontece neste domingo
Geral
Semana terá votação sobre auxílio a bares e debate sobre preços de remédios
Geral
Motociclista atingido por carro que 'roletou' tem suspeita de fratura nas pernas
Geral
Quase 12 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio