Menu
Busca sábado, 03 de junho de 2023
(67) 99647-9098
Geral

Ciptran registra mais de 24 mil infrações de trânsito em CG

15 setembro 2011 - 09h47Arquivo

De janeiro a agosto de 2011 a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) registrou 24.165 infrações no trânsito. Só em agosto foram registradas 3.486 autos, a maioria das infrações cometidas estão relacionadas à questão cultural. "Os campo-grandenses têm a cultura de não respeitar a sinalização, principalmente o sinal vermelho, não obedecem o limite de velocidade das vias -aqui na Capital o limite máximo permitido é 60 quilômetros por hora- e dirigem sem carteira de habilitação", comenta o comandante da Ciptran tenente coronel Alírio Villasanti. Os dados fazem parte balanço parcial divulgado mensalmente pela Companhia.

O comandante alerta que ao desrespeitar as regras de trânsito, o condutor está desrespeitando a vida. "O motorista deve levar em consideração o bem maior. Ao cometer infrações está desacatando a própria vida. Deve-se agir de forma preventiva e, desta maneira conservar a vida", enfatiza Villasanti.

O balanço mostra também que foram removidos 718 veículos no mês de agosto, totalizando até agora 4.303 veículos -2.573 motos, 1.684 carros e 46 bicicletas-. Em 90% dos casos, a remoção se deve ao fato dos veículos estarem irregulares. "A grande parte está em má conservação, impróprios para trafegar, podendo provocar acidentes graves", explica o coronel.

As operações realizadas em todo o mês resultaram na apreensão de 129 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 615 certificados de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Em todo o ano a Ciptran recolheu 4.721 documentos.

O comandante explica que devido ao aumento da frota e de novos condutores -principalmente os inabilitados- o número de infrações aumentou e por isso a fiscalização esta mais intensa. "Por causa do aumento da frota nós reforçamos as fiscalizações para poder proporcionar à sociedade mais segurança no trânsito".

Respeito e trânsito: combinação que dá certo

Prevenção é a palavra chave deste novo perfil do trânsito da Capital. Com o fluxo maior de veículos as pessoas devem redobrar a atenção e o respeito ao próximo, principalmente no horário de pico. "Tanto motorista quanto pedestre deve se preocupar com a segurança dele e dos outros usuários na via, principalmente nos horários mais conturbados. É necessário exercitar a solidariedade constantemente, ser cordial com próximo. E por mais que haja pressa lembre-se: É melhor chegar atrasado do que não chegar", argumenta Alírio Villasanti.

E na Semana Nacional do Trânsito a Ciptran convida os condutores a fazer uma reflexão de suas atitudes e dá algumas dicas de como ser um condutor responsável. "Respeite o limite de velocidade e as sinalizações; não pare em fila dupla em frente às escolas, não dirija embriagado; utilize corretamente os equipamentos de segurança; respeite ao próximo e a si mesmo", finaliza o comandante.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Netflix é notificada novamente pelo Procon por novas regras de compartilhamento
Geral
Julião Gaúna assume Associação Brasileira da Indústria Gráfica
Geral
Salário dos servidores municipais estará disponível na próxima terça-feira
Geral
Manoel Gomes, o "Caneta Azul", ao vivo no JD1, domingo às 10h
Geral
Energisa conquista 1º lugar em premiação regional do Centro-Oeste
Geral
Oito pessoas ficam feridas após ataque de casal de pit-bulls
Geral
Brechós agregam vintage e podem substituir alta-costura com looks de inverno
Geral
Tiktokers "presenteiam" crianças negras com bananas e macacos de pelúcia; vídeo
Geral
Hospital Regional terá horário de visitas ampliado a partir de 1º de junho
Geral
Divulgada pontuação dos candidatos em processo seletivo para monitor de alunos

Mais Lidas

Polícia
JD1TV: Motociclista tenta desviar de cachorro e morre atropelado na Capital
Economia
Nota MS Premiada: Campo-grandenses levam R$ 75 mil para casa; confira os sortudos
Polícia
JD1TV: Menina de 9 anos é esfaqueada após tentativa de estupro na Capital
Justiça
59 magistrados disputarão STJ