Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Civitox orienta sobre cuidados com acidentes com animais peçonhentos

O órgão registrou 367 casos de acidentes domésticos com animais peçonhentos

24 fevereiro 2019 - 17h12Da redação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio do Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (Civitox), informa sobre os cuidados que a população deve tomar para evitar acidentes por animais peçonhentos, como escorpiões, aranhas e cobras.

Este ano, o Civitox registrou 367 casos de acidentes com animais peçonhentos, sendo 186 envolvendo escorpiões, 56 casos com abelhas, 44 com cobras e 25 com aranhas. Em 2018, foram 3.554 casos, com  2.145 registros com escorpiões e 512 com cobras.

Nos meses mais quentes e chuvosos (setembro a março) há um aumento no número de casos em relação aos demais meses do ano, cerca de 40% das ocorrências são registrados. As estratégias de atuação, junto às populações expostas aos riscos de acidentes, devem incluir noções de prevenção e medidas de atuação frente às ocorrências de acidentes.

Entre as principais recomendações estão:

- Não coloque as mãos em tocas ou buracos na terra, ocos de árvores, cupinzeiros, entre espaços situados em montes de lenha ou pedras. Caso seja necessário mexer nestes locais é sugerido o uso de um pedaço de madeira, enxada, etc.;
- Inspecione roupas, calçados, toalhas de banho e de rosto, roupas de cama, panos de chão e tapetes, antes de usá-los;
- Afaste camas e berços das paredes e evite pendurar roupas fora dos armários. Não deixe que lençóis ou cobertores, sobre as camas e berços, encostem-se no chão. Escorpiões e aranhas podem utilizá-los como apoio e se abrigar entre esses tecidos e travesseiros;
- Nivele as frestas das calçadas, pisos, paredes e portas;
- Coloque uma barreira de proteção na parte inferior das portas;
- Mantenha os domicílios e depósitos livres de insetos e roedores;
- Deixe as lixeiras sempre tampadas e com sacos plásticos.

O Civitox é um dos centros pioneiros na área da toxicologia clínica, no Brasil. O Centro faz parte da Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde, da SES, e atua dando orientações, informações, sugestões de conduta para os casos de envenenamentos em humanos e animais, palestras, através do Disque-Intoxicação do Ministério da Saúde, realizando ações de vigilância, assessoria, notificação e investigação toxicológica.

Todo acidente por animal peçonhento deve ter atendimento realizado em uma unidade de saúde. Procure assistência médica emergencial para avaliação clínica do envenenamento.

Ligue para o Civitox para suporte técnico-científico, orientação, conduta, em toxicologia clínica, e notificação, pelos telefones 0800 722 6001, (67) 3386-8655 ou 150.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Mega-Sena pode pagar 7 milhões neste sábado
Geral
Novas medidas deixarão banda larga mais acessível, segundo Anatel
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Geral
Feijoada do FAC terá renda revertida em agasalhos
Geral
Caminhão da Serasa chega a Campo Grande na próxima semana
Geral
UFMS pode paralisar em setembro, diz Marcelo Turine
Geral
Casas Bahia é autuada por publicidade enganosa
Geral
Advogado da capital palestra sobre reforma do Código Penal em Brasília
Geral
Fã da PM, criança recebe visita surpresa em hospital
Geral
Recurso da Uber avisa motoristas quando o passageiro não quer conversar

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Internacional
Por engano, funcionário serve vinho de 5.100 euros a clientes