Menu
Busca sábado, 20 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Duas barragens de Corumbá apresentam anormalidades

Vistorias foram realizadas nas barragens de minério de ferro e manganês

15 fevereiro 2019 - 09h16Da redação com informação assessoria

A força-tarefa que realizou nos dias 29 e 30 de janeiro a vistoria nas barragens de resíduos de minério de ferro e manganês em Corumbá, com a coordenação do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), apresentou na tarde desta quinta-feira (14) um relatório onde aponta anormalidades constatadas na parte operacional, de segurança e de manutenção dos referidos depósitos, que necessitam serem sanados com urgência. O Imasul é vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Uma das principais preocupações dos órgãos que fizeram a inspeção – Imasul, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil do Estado, Crea, Defesa Civil de Corumbá , Polícia Militar Ambiental (PMA) e Ministério Público do Trabalho (MPT) – relaciona-se a infiltrações no setor do extravasador (drenos) da barragem Lais e manutenção precária e sulcos erosivos da barragem Monjolinho, ambas da Mineração Vetorial, problemas que podem acarretar em instabilidade das unidades.

O diretor-presidente do Imasul, Ricardo Eboli, fez uma detalhada explanação da vistoria à imprensa, no auditório da Associação Comercial de Corumbá, e adiantou que o relatório será encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF), que investiga as mineradoras desde 2016, e também ao Ibama e Agência Nacional de Mineração, órgãos responsáveis pela fiscalização destas atividades. Também disse que o Estado poderá tomar medidas administrativas.

Planos de emergência

Segundo Eboli, no caso da barragem Lais (Morro Urucum), o extravasamento à jusante poderá implicar na interrupção do processo de ampliação de sua capacidade – de 800 mil m³ para 1,09 milhão de m³ – até a correção do problema. As duas barragens da Vetorial também não atendem aos quesitos obrigatórios do plano de emergência, em caso de algum colapso, para garantir segurança das pessoas que residem na rota da mancha de inundação.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Sete em cada dez internautas pretendem comprar chocolate na Páscoa
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária
Geral
Unesul, São Luiz e Eucatur são autuadas por não concederem gratuidade a idosos
Geral
Ministério divulga regras para policiamento comunitário
Geral
PRF inicia a "Operação Semana Santa" nas rodovias federais de MS
Geral
Siqueira contesta financiamento para beneficiar caminhoneiros
Geral
Fiems apresenta projeto e firma parceria com Prefeitura de Ponta Porã
Geral
Guarda Metropolitana atua em esquema especial para evitar "massacres"
Geral
“Ponto de equilíbrio da democracia brasileira”, diz Reinaldo sobre o Exército
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas