Menu
Busca domingo, 25 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Geral

Entrada no seguro desemprego pode ser feito na Funtrab

20 janeiro 2011 - 10h51
A Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) disponibiliza para os trabalhadores o serviço de entrada no seguro-desemprego. Para que o atendimento seja ágil a Funtrab trabalha com agendamento prévio. Diariamente são atendidas cerca de 120 pessoas. Se esse número for ultrapassado, os requerentes são agendados para o dia seguinte. Segundo o diretor geral, Cícero Ávila, “a Funtrab trabalha para garantir o respeito e a dignidade ao trabalhador. Não admitimos filas, trabalhamos com agendamento prévio,” ressalta. Foram atendidas dezenas de pessoas, não sendo registradas filas nesta quarta-feira. O requerente do Seguro, Eliene de Lara, técnico contábil, referindo-se ao atendimento, afirmou: “cheguei na Funtrab e, em menos de 30 minutos, fui atendido, estou desempregado e pretendo conseguir um emprego o mais rápido possível”. Pode receber o benefício o empregado que foi dispensado sem justa causa. O trabalhador deverá, então, dirigir-se à Funtrab ou a um dos Centros Integrados de Atendimentos a Trabalhadores (Ciats) no Estado, ou ligar no 08006470013. Documentos necessários Ao ser dispensado sem justa causa, o trabalhador receberá do empregador o formulário próprio “Requerimento do Seguro-Desemprego”, em duas vias, devidamente preenchido e após sete dias da data de demissão, deverá se dirigir a um posto credenciado. Para tanto, deverá ter consigo o requerimento do seguro desemprego SD/CD 02 (duas) vias - verde e marrom); cartão do PIS-Pasep, extrato atualizado ou cartão do cidadão; Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS (verificar todas que o requerente possuir); Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho (TRCT) devidamente quitado; documento de identificação - carteira de identidade ou certidão de nascimento/ certidão de casamento com o protocolo de requerimento da identidade (somente para recepção) ou carteira nacional de habilitação (modelo novo) ou carteira de trabalho (modelo novo) ou passaporte ou certificado de reservista; CPF; três últimos contracheques; documento de levantamento dos depósitos do FGTS (CPFGTS) ou extrato comprobatório.O seguro-desemprego pode ser concedido em até cinco parcelas, que são pagas pela Caixa Econômica Federal. Quem tem direito? O trabalhador que comprovar vínculos empregatícios, com os dois últimos contracheques e o último salário constante no TRCT, campo "Maior Remuneração"; documento de levantamento dos depósitos do FGTS (CPFGTS) ou extrato comprobatório dos depósitos. Recebimento de três parcelas: se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo seis meses e no máximo 11 meses, nos 36 meses que antecederam à data de dispensa que deu origem ao requerimento do seguro desemprego. Em quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 12 meses e no máximo 23 meses, nos 36 meses que antecederam à data de dispensa que deu origem ao requerimento do seguro-desemprego. Cinco parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 24 meses, nos 36 meses que antecederam à data de dispensa que deu origem ao requerimento do seguro-desemprego. Fonte: Capital NewsReportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Quer aprender a tocar instrumentos musicais? Projeto está com inscrições abertas
Geral
Condenado pela morte da filha, Alexandre Nardoni pode sair da cadeia em abril
Geral
Gente, vamos apostar? Mega-Sena sorteia R$ 110 milhões hoje
Política
Rose Modesto abre série com pré-candidatos a prefeito
Geral
STF discute vínculo trabalhista entre motoristas e aplicativos de uber
Geral
Irmão de foragido da Penitenciária de Mossoró é preso no Acre
Geral
Em defesa do uso de bicicletas, coletivo agenda reunião aberta
Polícia
Passageira de ônibus é presa com cocaína colada ao corpo em Campo Grande
Justiça
Condenados por matar jovem em lava a jato continuam 'soltos' em Campo Grande
Geral
Ex-esposa de Daniel Alves critica feministas em pronunciamento sobre o caso

Mais Lidas

Polícia
Corpo é encontrado em pesqueiro no Jardim Pênfigo
Educação
Professores temem perder vaga em processo seletivo por método de convocação
Polícia
AGORA: Casal morre após carro bater em carreta na BR-163, em Campo Grande
Polícia
Homem estupra e engravida a própria sobrinha em MS