Menu
Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2024
Secovi
Geral

Ex-Manchester Roy Keane critica dança de Tite e é massacrado pela internet

Internautas relembraram carreira violenta do europeu após ele reclamar de suposta "falta de educação" dos brasileiros

06 dezembro 2022 - 16h46Pedro Molina     atualizado em 06/12/2022 às 17h07

O ex-jogador do Manchester United, o irlândes Roy Keane, que atualmente trabalha como comentarista na TV britânica, criticou as dancinhas dos jogadores da Seleção Brasileira durante a vitória do Brasil contra a Coreia do Sul por 4 a 1 nesta segunda-feira (5).

Keane não poupou as críticas, e até mesmo reclamou da participação do técnico brasileiro, Tite, que fez a famosa “dança do pombo” após Richarlison marcar um gol.

“Eu não consigo acreditar no que vejo. Nunca vi tanta dança. É como assistir ao Strictly [Come Dancing, espécie de Dança dos Famosos]. (...) Eu sei que tem o ponto da cultura, mas acho realmente desrespeitoso com o adversário. São quatro (gols) e eles fazem toda vez. A primeira dancinha ou seja lá o que façam, tudo bem. E então o técnico se envolve. Não fico feliz com isso. Não acho isso nada bom”, disse o ex-jogador e atualmente comentarista.

Logo após as críticas de Kane à Seleção Brasileira, vários internautas reviveram as polêmicas envolvendo o ex-jogador, destacando nas redes sociais o “recorde” do irlandês como o jogador com mais cartões vermelhos na história do futebol inglês, acumulando 13 ao longo de sua carreira.

 

 

 

 

Conhecido também por sua violência em campo, um dos episódios mais emblemáticos de sua carreira aconteceu em 2001, quando seu time jogava contra Manchester City, e envolve Alf-Inge Haaland.

O jogador do time adversário foi atingido com chute de Kane, que acertou com as travas da chuteira o joelho de Haaland, que teve os ligamentos de seu joelho rompidos e logo após o incidente teve que se aposentar de maneira antecipada, em 2003.

“O joelho ainda dói, isso nunca vai passar. Só tenho que aceitar. Se aquela entrada terminou minha carreira? Bem, eu nunca mais joguei uma partida inteira, não é? Parece uma grande coincidência, não acha? Talvez ele tenha algo a ver com isso”, comentou o ex-jogador.

Confira o vídeo da jogada violenta:

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campanha do Agasalho
Geral
Areias da Esperança promove 'Campanha do Agasalho' para arrecadar roupas de frio
Mutirão para emissão de RG de PCDs
Geral
Prefeitura de Campo Grande realiza mutirão para emissão do novo RG de PCDs
Bilhete de aposta da Mega-Sena
Geral
Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 47 milhões neste sábado
Vai pagar? Netflix aumenta preços de assinaturas no Brasil; confira os valores
Geral
Vai pagar? Netflix aumenta preços de assinaturas no Brasil; confira os valores
Atendentes na nova sede do Procon-MS
Geral
Após suspensão, Procon-MS retoma atendimentos por telefone e adota tecnologia VoIP
Tony Ramos deixa o hospital após passar por duas cirurgias cerebrais
Geral
Tony Ramos deixa o hospital após passar por duas cirurgias cerebrais
Sérgio Longen, presidente da FIEMS
Geral
Dia da Indústria: Longen destaca avanço do setor em Mato Grosso do Sul
Energisa abre turmas exclusiva para mulheres em curso de eletricista
Geral
Energisa abre turmas exclusiva para mulheres em curso de eletricista
Mega-Sena promoveu mais um sorteio
Geral
Mega-Sena acumula e prêmio salta para R$ 47 milhões
Corregedoria deve verificar in loco o funcionamento do TJMS
Justiça
Juiz do Amapá é investigado e afastado cautelarmente por ligações com facções

Mais Lidas

Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Polícia
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Amalha era corretora de imóveis
Polícia
AGORA: Choque prende um dos autores do assassinato da corretora Amalha Mariano
O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Polícia
Mulher é ameaçada de morte por agiota na Capital: 'vai pagar por bem ou por mal'