Menu
Busca terça, 25 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Na estrada, bolsa de grávida rompe e bebê nasce em ambulância

A ambulância teve que parar a caminho do hospital para os médicos realizarem o parto

26 janeiro 2019 - 14h17Da redação com G1

Um bebê nasceu a bordo de uma ambulância da CCR MSVia - concessionária que administra a BR-163, em Mato Grosso do Sul - na noite dessa sexta-feira (25), em Dourados. A mãe do bebê uma mulher de 31 anos, estava sendo levada para o hospital, quando a bolsa se rompeu e a família parou na base do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) e pediu socorro.

De acordo com o G1, a equipe ainda tentou levá-la para o hospital, porém, teve que parar no caminho para auxiliar no trabalho de parto. O menino nasceu às 21h02, na altura do km 283. Em seguida, ambos foram encaminhados para o Hospital Universitário da cidade.

Conforme a equipe de Atendimento Pré-hospitalar (APH), que atua em regime de plantão 24 horas, já foram feitos 12 partos, desde o início dos trabalhos, em outubro de 2014.

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Homem morre após sofrer acidente em rodovia
Geral
Oposição vence eleição à prefeitura em Istambul
Geral
Licenciamento de placas com finais 4 e 5 devem ser pagos nesta semana
Geral
EUA buscam coalizão global contra Irã
Geral
Arraiá saudável
Veja dicas de como participar das festanças e não sair com a saúde prejudicada
Geral
Jovem pesquisador quer ouvir professores de MS sobre gênero e sexualidade
Geral
Influenciadores digitais se reúnem para discutir educação financeira
Geral
Condutas globais no varejo da construção civil será tema do Café com Negócios
Geral
Junho Vermelho: sábado é boa oportunidade para doar sangue
Geral
Vídeo - Local onde funcionava a Wood's será igreja após exorcismo

Mais Lidas

Polícia
Vídeo- Ao voltar de festa junina, jovens morrem em acidente de moto
Brasil
Pai encontra corpo da filha desaparecida na casa do ex-namorado
Polícia
Ex-namorado mata mulher a golpes de canivete
Polícia
Pai atira em filho por causa de cobrança de dívida e foge