Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 99647-9098
IPVA Grande
Geral

Gerente se matou com a mesma arma que assassinou a ex-mulher, aponta laudo

13 junho 2018 - 16h58Da redação

Renato Otoni Bastos, 62 anos, atirou no próprio peito com a mesma arma que usou para assassinar a ex-mulher Haley Coimbra, 30 anos, em 14 de janeiro deste ano, em Três Lagoas.

O laudo necroscópico que apontou a causa da morte de Otoni estava a cargo do instituto Médico Legal (IML) do município de Castilho – SP, cidade onde foi encontrado morto dois dias após a morte da ex. De acordo com o site JP News, o documento foi encaminhado para Três Lagoas, no início da semana passada.

Segundo a titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), delegada Letícia Mobis, com a confirmação do suicídio, o caso será finalizado e o pedido de arquivamento do processo já foi encaminhado. “Vamos arquivar devido à extinção da punibilidade pela morte do agressor”, explicou.

Relembre

Otoni, que era gerente de uma fábrica de celulose, estava separado de Halley há três meses e não aceitava o fim do relacionamento.

No dia do crime, ele foi até a casa da vítima e efetuou disparos que atingiram as costas e o rosto da ex. As filhas do casal, de 3 e 5 anos, presenciaram o assassinato.

O assassino fugiu e foi encontrado morto dois dias depois.  

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Pais devem verificar "abusos" em lista de materiais escolares, diz Procon
Geral
Porta voz de Bolsonaro foi comandante de regimento em MS
Geral
“Não compensa”, diz sindicalista sobre tempo integral no governo
Geral
Cachorro tem boca "selada" com fita adesiva, em Rio Brilhante
Geral
Abelhas matam idosa de 81 anos
Geral
Serviços do Detran estão fora do ar nesta segunda
Geral
Sargento morre após helicóptero da PM cair durante patrulha
Geral
Alvará ambiental para bares da capital é tema de discussão
Geral
Bolsonaro comemora prisão de Battisti e diz que “Justiça será feita”
Geral
Mega acumula e pode pagar R$ 25 mi na terça-feira

Mais Lidas

Polícia
Após corte de energia em “região proibida”, dois funcionários são executados
Polícia
Suspeito de matar merendeira já foi preso por morder genitália de vizinha
Geral
“Não compensa”, diz sindicalista sobre tempo integral no governo
Cidade
Motorista de ônibus morre em acidente na BR-163