Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS outubro21
Geral

Gestão de Nova Alvorada tem 40% de ruim e péssimo em pesquisa Ranking

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Ranking, que divulgou a avaliação da administração municipal e intenções de voto

18 fevereiro 2019 - 10h53Rayani Santa Cruz

O Instituto Ranking divulgou no sábado (16), uma pesquisa com dados sobre a avaliação da população em relação a administração municipal, Poder Legislativo, qualidade dos serviços públicos e intenções de voto para as eleições 2020.

Conforme o indicado 40.33% dos sul-nova-alvoradenses apontam a administração do prefeito Arlei Barbosa como ruim ou péssima. Enquanto que 30.66% avaliaram como regular; 20.33% disseram que a gestão está boa ou ótima; 8.68% dos entrevistados não souberam responder.

Quando perguntados sobre os maiores problemas do município, 45.33% indicaram o setor de emprego - falta de geração de renda, novas industrias e novas empresas. A administração - como a troca de prefeito e secretários foram apontadas por 41.66%. E terceiro lugar ficou o setor da saúde com 35.33%.

Sobre intenção de votos espontânea para eleições em 2020, 65.68% dos entrevistados responderam que votariam branco ou nulo. Enquanto que 12.33% votariam em José Paulo Paleari e apenas 8% votariam no atual prefeito Arlei Barbosa.

Na pesquisa estimulada, votos brancos e nulos caem para 38.08% e sobem as intenções para voto em José Paleari com 22.66%. Arlei Barbosa fica com 14.33%.

Em relação a rejeição dos possíveis candidatos a prefeitura de Nova Alvorada, Juvenal Neto disparou com 19.33%, seguido do prefeito Arlei Barbosa 16.66% e Vanderlei Bueno com 9.33%. O menos rejeitado é José Paleari com 1.66%.

Legislativo de Nova Alvorada do Sul

Os 300 entrevistados avaliaram os trabalhos da Câmara e 29.33% disseram que está boa/ótima, 26.33% foram contrários e indicaram ruim/péssima sobrando 21.66% que indicaram regular. 22.68% não souberam responder.

Na pesquisa espontânea as intenções de voto para possíveis candidatos a vereador apontaram que 69.75% da população não soube ou não quiseram responder. Os 11 nomes que poderiam ocupar cadeiras na Casa de Leis seguem nas seguintes posições: 

Mônica Furtado com 4.00%
Vanderelei Bueno com 3.33%
Deborah Colato com 2.66%
Milton Gomes 2.33%
Rogério Andrade 2.00%
Aninha 1.66%
Israel Leiteiro 1.66%
Nélio 1.66%
Nahomi Duani 1.33%
Nei Negreiro 1.33%
Janio Barrios 1.00%

A pesquisa de opinião pública entrevistou 300 pessoas no dia 14 de fevereiro e, segundo o Instituto, o índice de confiança é de 95% com margem de erro de 3.50 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
JD1TV: Homofobia é crime! Jovens são vítimas de ataques dentro de ônibus na capital
Geral
Buh! História da "boneca da Xuxa assassina" assusta as pessoas até hoje
Geral
Grave acidente na BR-262 deixa motorista morto
Geral
Prefeito solicita em Brasília, recursos para infraestrutura da Capital
Geral
Novo trecho é interditado para obras no Parque dos Poderes
Geral
Pesca amadora vai até dia 5 de novembro nos rios de Mato Grosso do Sul
Geral
Marquinhos fará reunião para decidir uso de máscaras
Geral
Solidariedade: CUFA-MS pede ajuda para famílias desabrigadas pelos temporais recentes
Geral
Jovem desaparecido é encontrado e mãe diz ser “situação com drogas”
Geral
Trabalhador tem parte do corpo soterrado durante obra

Mais Lidas

Brasil
Crianças de 2 e 4 anos morrem carbonizadas; irmão de 16 anos assumiu o crime
Polícia
Homem de 31 anos morre após se engasgar com pedaço de carne
Saúde
“Aqui não é lanchonete”, diz médica a paciente em hospital da Capital
Brasil
Crime manda baixar gasolina