Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Gestão de Nova Alvorada tem 40% de ruim e péssimo em pesquisa Ranking

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Ranking, que divulgou a avaliação da administração municipal e intenções de voto

18 fevereiro 2019 - 10h53Rayani Santa Cruz

O Instituto Ranking divulgou no sábado (16), uma pesquisa com dados sobre a avaliação da população em relação a administração municipal, Poder Legislativo, qualidade dos serviços públicos e intenções de voto para as eleições 2020.

Conforme o indicado 40.33% dos sul-nova-alvoradenses apontam a administração do prefeito Arlei Barbosa como ruim ou péssima. Enquanto que 30.66% avaliaram como regular; 20.33% disseram que a gestão está boa ou ótima; 8.68% dos entrevistados não souberam responder.

Quando perguntados sobre os maiores problemas do município, 45.33% indicaram o setor de emprego - falta de geração de renda, novas industrias e novas empresas. A administração - como a troca de prefeito e secretários foram apontadas por 41.66%. E terceiro lugar ficou o setor da saúde com 35.33%.

Sobre intenção de votos espontânea para eleições em 2020, 65.68% dos entrevistados responderam que votariam branco ou nulo. Enquanto que 12.33% votariam em José Paulo Paleari e apenas 8% votariam no atual prefeito Arlei Barbosa.

Na pesquisa estimulada, votos brancos e nulos caem para 38.08% e sobem as intenções para voto em José Paleari com 22.66%. Arlei Barbosa fica com 14.33%.

Em relação a rejeição dos possíveis candidatos a prefeitura de Nova Alvorada, Juvenal Neto disparou com 19.33%, seguido do prefeito Arlei Barbosa 16.66% e Vanderlei Bueno com 9.33%. O menos rejeitado é José Paleari com 1.66%.

Legislativo de Nova Alvorada do Sul

Os 300 entrevistados avaliaram os trabalhos da Câmara e 29.33% disseram que está boa/ótima, 26.33% foram contrários e indicaram ruim/péssima sobrando 21.66% que indicaram regular. 22.68% não souberam responder.

Na pesquisa espontânea as intenções de voto para possíveis candidatos a vereador apontaram que 69.75% da população não soube ou não quiseram responder. Os 11 nomes que poderiam ocupar cadeiras na Casa de Leis seguem nas seguintes posições: 

Mônica Furtado com 4.00%
Vanderelei Bueno com 3.33%
Deborah Colato com 2.66%
Milton Gomes 2.33%
Rogério Andrade 2.00%
Aninha 1.66%
Israel Leiteiro 1.66%
Nélio 1.66%
Nahomi Duani 1.33%
Nei Negreiro 1.33%
Janio Barrios 1.00%

A pesquisa de opinião pública entrevistou 300 pessoas no dia 14 de fevereiro e, segundo o Instituto, o índice de confiança é de 95% com margem de erro de 3.50 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Irmã Dulce passa a ser Santa Dulce dos Pobres após canonização
Geral
MS 42 anos: Mato Grosso do Sul é referência do Ecoturismo brasileiro
Geral
Eletrobras lança plano de demissão para 1.681 funcionários
Geral
Irmã Dulce será reconhecida como Santa Dulce dos Pobres
Geral
Aeroporto Internacional de Corumbá será leiloado em 2º lote do governo
Geral
Petrobras vende campos terrestres no ES por US$ 9,4 milhões
Geral
Abraço Solidário visa fortalecer reestruturação da Seleta neste sábado
Geral
Sesc Cultura terá lançamento de livro sobre patrimônio histórico e bate-papo com autoras
Geral
Comerciante terá que pagar R$ 2,2 mil por transporte ilegal de caranguejos
Geral
Asa Branca relata sofrer ameaças, após revelar maus-tratos de animais

Mais Lidas

Polícia
Adolescentes são apreendidos por necrofilia com cadáver de idosa
Geral
Irmã Dulce passa a ser Santa Dulce dos Pobres após canonização
Oportunidade
Prefeitura seleciona jovens para curso de voluntariado
Polícia
PMA apreende arma usada em caça ilegal