Menu
Menu
Busca quarta, 17 de abril de 2024
Geral

Intensificação das ações de controle garante redução nos índices de raiva em Mato Grosso do Sul

Em 2015, o Estado registrou o menor índice de focos de raiva

27 junho 2016 - 12h16Notícias MS

O ritmo intenso empregado nas ações de controle da raiva realizadas pela equipe da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) sinaliza que os resultados do balanço, que será fechado no próximo mês, devem superar positivamente os obtidos no mesmo período do ano passado. Segundo o coordenador do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, médico veterinário Fabio Shiroma de Araujo, o controle da população destes transmissores é realizado através de visitas às propriedades rurais.

Organizadas com base em análise de risco da Raiva em todo o Estado, as ações de captura são direcionadas às regiões mais propensas à ocorrência da enfermidade, para busca de possíveis abrigos e realização da captura. O principal ponto que colaborou para uma redução significativa dos índices de raiva em Mato Grosso do Sul nos últimos anos foi o constante trabalho de orientação e educação sanitária com os produtores e trabalhadores do campo.

Em 2015, o Estado registrou o menor índice de focos de raiva com redução de 57% nos casos em relação à media dos últimos 8 anos, com a captura de 2.292 morcegos hematófagos.

Somente nos dois primeiros meses deste ano a equipe contabilizou a captura de 307 morcegos hematófagos, em 27 municípios do Estado, resultado de 211 visitas às propriedades com maior risco de ocorrência da doença e 109 vistorias de abrigos. Neste mês de junho, já foram vistoriados 25 abrigos com captura e controle de 263 morcegos hematófagos.

Causador de enormes prejuízos à pecuária, em Mato Grosso do Sul a ocorrência da doença é favorecida pela sua posição geográfica, em consequência de fatores como a topografia e o clima favoráveis ao desenvolvimento de diversas espécies de morcegos, principalmente do morcego vampiro (hematófago) – principal transmissor nos Herbívoros (bovídeos, equídeos, ovinos, caprinos).

Por se tratar de um animal silvestre e que se alimenta basicamente de bovinos e equinos, esses morcegos habitam geralmente locais de difícil acesso, tais como: casas e poços abandonados, regiões de morros e serras, tubulações sob rodovias, entre outros. Por isso é imprescindível que toda vez que o produtor e ou responsável tiver conhecimento de animais sendo espoliados por morcegos hematófagos e tenham conhecimento de possíveis abrigos para estes que comuniquem o Escritório da Iagro mais próximo.

Fábio faz questão e ressaltar que a raiva é uma doença fatal transmitida dos animais para o homem. “Por isso é tão importante podermos contar com a participação do produtor rural na comunicação dos casos de animais com sintomatologia nervosa, conhecimento de abrigo com morcegos e presença de animais com sugaduras por morcegos hematófagos”. Essa comunicação poderá ser feita no Escritório da Iagro mais próximo da propriedade.

Nos casos de animais suspeitos, o médico veterinário explica que em hipótese alguma se deve manusear estes animais sob o risco de adquirir a doença. “Caso qualquer pessoa entre em contato com animal suspeito ou venha a ser agredido por morcegos, cães, gato, de procurar imediatamente o Posto de Saúde mais próximo”, orienta.

Para mais informações, o contato pode ser feito por telefone, no (67) 3901-2728, na Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro).

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Emoção toma conta durante reencontro de irmão internados a 20 dias na Capital
Geral
Emoção toma conta durante reencontro de irmão internados a 20 dias na Capital
Lançamento da 12ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, realizada pelo Sistema Famasul e a Reflore-MS
Geral
Combate a incêndios: Corpo de Bombeiros terá 13 bases em propriedades rurais no Pantanal
Remessas de compras online caíram no Brasil
Geral
Remessas de compras online caíram no Brasil
geraldo 2 1
Justiça
Dispensa de licitação de R$ 2 milhões rende condenação a Geraldo Resende
Fachada da Câmara Municipal de Campo Grande -
Política
Câmara Municipal e TJMS firmam convênio para transmissão de conteúdo na TV aberta
Expogrande 2024: Acrissul fecha balanço e revela faturamento de R$ 576,8 milhões
Geral
Expogrande 2024: Acrissul fecha balanço e revela faturamento de R$ 576,8 milhões
Votação no Senado aconteceu na noite de quarta-feira
Política
Senado vota PEC que criminaliza posse de qualquer quantidade de droga ilícita
Fachada do TCE-MS
Justiça
Ex-prefeito de Paranhos é condenado por irregularidades em contas do FUNDEB
TJMS mantém prisão de "Lobinho" por homicídio em Campo Grande
Justiça
TJMS mantém prisão de "Lobinho" por homicídio em Campo Grande
BBB 14 - Final terá figurino especial e todos os brothers de volta na casa
Geral
BBB 14 - Final terá figurino especial e todos os brothers de volta na casa

Mais Lidas

Acidente aconteceu no Monte Castelo
Polícia
Motociclista que morreu após bater em muro no Monte Castelo pilotava sem CNH
Janaina tinha 40 anos e trabalhava na Semed
Polícia
Identificada motociclista morta que bateu em muro de condomínio no Monte Castelo
Agetran divulga lista de multas aplicadas de 21 a 31 de março
Cidade
Multas de trânsito: saiba se você foi "canetado" entre 21 a 31 de março
Diogo Nantes morreu na hora
Polícia
JD1TV: Jovem morre após carro ser atingido pela haste da lona de um caminhão na MS-164