Menu
Menu
Busca quarta, 28 de fevereiro de 2024
Geral

JD1TV: Entregador é flagrado abrindo e comendo marmita no centro da Capital

Motoboys de Campo Grande disseram ao JD1 que ações como essa 'queimam' a categoria

06 fevereiro 2023 - 13h51Brenda Assis     atualizado em 07/02/2023 às 11h14

Um motoboy, identificado apenas como ‘Bira’, foi flagrado abrindo a marmita de alguns clientes e comendo alguns alimentos na Rua Pedro Celestino, no centro de Campo Grande. Um trabalhador, que preferiu não se identificar, disse ao JD1 Notícias que ‘pessoas como ele queimam a categoria’.

As imagens foram encaminhadas ao perfil no Instagram ‘SOU EU NO MS’ (@soueunoms), mostra o exato momento em que Bira abre a mochila e come parte da marmita. Assista:

Os trabalhadores, que seguem fazendo o seu trabalho de maneira correta para atender da melhor maneira os clientes estão preocupados com a atitude mostrada no vídeo acima. O JD1 foi procurado por um deles. “Eu sou motoboy também, ganho minha vida com isso. Esse cara queima a categoria desse jeito, não são todos que são assim”, diz.

Por medo de sofrer represálias, o rapaz preferiu não se identificar, disse ter procurado a nossa reportagem para fazer um alerta a quem contrata o Bira. “Nós damos um ‘ralo’ danado para vim um cara desses e queimar todo mundo. Só quero que quem contrata ele esteja ciente da pessoa que estava chamando para trabalhar”, finaliza.

Colegas chegaram a entrar em contato com o motoboy, para entender o que teria acontecido. De imediato Bira se defendeu dizendo que cometeu a infração apenas uma vez e que já teria sido ‘perdoado’ pela dona do restaurante.  Veja:

Aplicativos de entrega e alguns restaurantes vem utilizando o ‘lacre de segurança’ para evitar que situações como esta ocorram. Ele serve para proteger e garantir a integridade de diversos produtos, garantindo que se tornem invioláveis no processo logístico ou mesmo na gôndola do ponto de venda.

Lei –

Já existe em muitos estados e municípios Brasil a fora, uma lei que regulamenta o uso do lacre. Aprovada pela Câmara Municipal em agosto de 2021, o projeto de lei 10.368/21 de autoria do vereador Betinho (Republicanos), nunca chegou a ser sancionada pela prefeitura de Campo Grande.

A medida prevê que pizzarias, restaurantes, lanchonetes, quiosques e demais empresas que fazem entrega de alimentos para consumo imediato sejam obrigados a usar lacres invioláveis nas entregas.

 

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
TRE manda fazer recontagem que deve colocar Duarte na Assembleia
Geral
Cachorro é resgatado em situação de maus-tratos em Ivinhema e ONG pede ajuda
Geral
PGE fala de inovação e desenvolvimento em seminário do SEBRAE
Geral
Volume de cabos de telecomunicação furtados em 2023 chegou a 5,4 milhões
Polícia
Neta tenta reanimar avô, mas idoso morre após queixar-se de dores em Campo Grande
Geral
Influencer é agarrada por homem durante gravação de um vídeo
Geral
Faustão é internado e pode passar por novo transplante
Geral
Pesquisa aponta que gás de cozinha pode variar de R$ 94 a R$ 125 na Capital
Geral
Vai tentar a sorte? Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 120 milhões
Geral
Prefeitura abre inscrições para seleção de entrevistador social

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Travesti bate em jovem e tribunal a pune
Justiça
Ex-secretários de saúde de Glória de Dourados são condenados pelo TCE-MS
Geral
Mulher de 33 anos morre após se queimar fritando ovo em casa
Justiça
Camila Jara enfrenta batalha jurídica no TRE