Menu
Menu
Busca quinta, 29 de fevereiro de 2024
Geral

Mais de 11 mil condutores podem ter habilitações suspensas este ano

12 julho 2016 - 10h49Rafael Belo

Mais de 11 mil condutores de Mato Grosso do Sul podem ser proibidos de dirigir este ano. Nesta terça (12), há uma média de 1,4 mil novas notificações publicadas no Diário Oficial do Estado somando com os números de ontem (11), que já havia ultrapassado mil notificações, são 3,5 mil condutores. O excesso de velocidade é a principal causa seguido de embriaguez, pontuação na CNH, conduzir motocicleta sem capacete e se recusar a utilizar o bafômetro.

De acordo com a diretora de habilitação do Detran-MS, Rosilda da Silva Melo, são feitos levantamentos anualmente que comprovam que excesso de velocidade e embriaguez ao volante são as causas de mortes, além de graves seqüelas.  Para ela o Detran de Campo Grande é um dos mais rígidos nos exames de direção. “Dificilmente alguém passa no primeiro exame, mas quando passa o que acontece é que no primeiro ano a pessoa obedece, tem cuidado porque não quer perder a habilitação provisória, depois, com a definitiva, ela começa a infringir a lei de trânsito, ou seja, ela é consciente até onde tem interesse”, analisa.

A diretora explica que são tantas campanhas de todos os órgãos e ainda há pessoas sem habilitação. “Por amostragem, podemos dizer que 30% dos condutores parados nas blitzes em 2016 não tinham CNH. Além disso, faltam gentileza, educação e respeito ao próximo no trânsito da Capital. As pessoas não tem conscientização. Não respeitam as leis nem sinalização.”

A solução está, então, nas crianças e adolescentes.  “As novas gerações são nossa esperança porque todos os meios já foram utilizados para conscientizar os condutores. Temos resultados com as crianças porque eles cobram dos pais e os ‘multam’. Temos trabalho contínuo nas escolas, além do Detranzinho onde recebemos duas escolas por dia e as crianças aprendem tudo sobre as leis de trânsito”, aponta Rosilda.

Suspensão

Os condutores que foram notificados são, a maioria, reincidentes, alguns aparecem pela primeira vez, mas o fato é que acabou a parte da multa. “Podemos dizer que nesta fase de notificação já está confirmada a multa é um prazo de legalidade. Aconteceu a infração. Passados estes 15 dias vai para julgamento, depois é publicada a portaria de suspensão e tem mais 30 dias. Ao todo demora de 3 a 4 meses”, explica a diretora de habilitação do Detran-MS, Rosilda da Silva Melo.

A maioria dos processos administrativos foram instaurados devido a aplicação da penalidade do art. 218, inciso II. O infrator tem até o dia 27 para recorrer ou o equivalente a 15 dias a partir de hoje.

No Edital de Notificação de Instauração de Processo Administrativo para Imposição da Penalidade n. 057, de 07 de julho de 2016 está previsto suspensão/cancelamento/cassação do direito de conduzir veículos automotores. A não apresentação da defesa implicará no prosseguimento do respectivo processo, nos termos da Lei. No decorrer das 53 páginas há a descrição das infrações, hora, local, processo, a CNH, além do nome dos condutores.

Para a defesa é necessário conter: a) nome do órgão de registro da habilitação a que se dirige; b) identificação do infrator: c) exposição dos fatos, fundamentação legal do pedido, documentos que comprovem a alegação; d) data e assinatura do requerente ou seu representante legal, mediante apresentação de procuração, na forma da lei.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Inscrições para o concurso Caixa 2024 já estão abertas; saiba como fazer
Justiça
Defensoria Pública da União nega integrar grupo para criar cadeia para indígenas em MS
Geral
É hoje! Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 135 milhões
Geral
Estado reconhece 'Situação de Emergência' em Iguatemi por danos causado pela chuva
Geral
Gerson Claro quer inclusão imediata da duplicação da BR-060 em projeto de obras
Geral
Ajuda: ONG da Capital pede doações para continuar com resgates
Geral
Homens ricos investem em média de R$ 3 a 7 mil em um encontro, aponta pesquisa
Interior
Erosão ameaça moradias em Amambai e MPMS investiga prefeitura
Justiça
TJMS decide se "Xande" vai a júri por matar adolescente com três tiros em Campo Grande
Geral
Faculdade Instead sediará o 2º Encontro de Mulheres Empreendedoras em março

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Travesti bate em jovem e tribunal a pune
Justiça
Ex-secretários de saúde de Glória de Dourados são condenados pelo TCE-MS
Polícia
Bêbadas, mulheres dizem ter sido abandonadas pela PM na BR-163 após suposta abordagem
Geral
Aposentado viaja de motor home com a esposa e já percorreu mais de 120 mil km