Menu
Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2024
Geral

Marcelo Odebrecht confirma ter dado R$ 9 milhões para campanha de Humala no Peru

16 maio 2017 - 10h12Agência Brasil

O interrogatório do empresário Marcelo Odebrecht nesta segunda-feira (15), em Curitiba, por supostas contribuições irregulares à campanha de Ollanta Humala para as eleições presidenciais de 2011 no Peru foi muito satisfatório, afirmou o procurador peruano Germán Juárez ao jornal Correo, de Lima. A informação é da Agência EFE.

Em entrevista à publicação, Juárez afirmou que o interrogatório foi "muito satisfatório, não somente para o Ministério Público peruano, como para todas as partes". Estiveram presentes ao depoimento os advogados de Humala e da ex-primeira-dama Nadine Heredia, Julio Espinoza e Wilfredo Pedraza, respectivamente.

Juárez disse que não podia revelar o conteúdo das respostas de Odebrecht porque o processo é reservado, mas ressaltou que "cumpriu todas as garantias que deve reunir um processo".

Segundo o Correo, Odebrecht ratificou, no interrogatório, ter dado US$ 3 milhões (R$ 9,2 milhões) para a campanha presidencial de Humala. Ele e a esposa, como principais dirigentes do Partido Nacionalista, são alvo de um inquérito no Peru pelo crime de lavagem de dinheiro.

Jorge Barata, ex-diretor da Odebrecht no Peru, declarou ao procurador peruano que investiga os desdobramentos da Lava Jato em Lima Hamilton Castro que deu o dinheiro, efetivamente, a Heredia, mas que essa contribuição não estava condicionada a uma troca de favores.

Durante o mandato de Humala, a Odebrecht ganhou a concessão, junto com a espanhola Enagás e a peruana Graña y Montero, da construção do Gasoduto Sul Peruano, uma obra de US$ 7 bilhões. O contrato foi anulado pelo governo do Peru após conhecer os casos de corrupção ligados à Lava Jato.

O advogado Wilfredo Pedraza, entrevistado por vários veículos de imprensa, negou que as declarações de Odebrecht compliquem a situação de Humala e sua esposa, e afirmou que, como defensor, se considerou "satisfeito" com o interrogatório. Seu colega Julio Espinoza disse que "não há razão para que o senhor (Jorge) Barata, que tem a mesma condição, esteja sendo processado no Peru, e o senhor (Marcelo) Odebrecht não".

Para Espinoza, também "deveria ser processado no Peru o senhor (Marcelo) Odebrecht".

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Para o deputado Gerson Claro, MS está na "vanguarda na ressocialização dos encarcerados"
Geral
Em inauguração de reforma em escola, Gerson destaca trabalho de reeducandos
Assembleia e OAB-MS integram Grupo de Trabalho que discute reforma tributária
Geral
Assembleia e OAB-MS integram Grupo de Trabalho que discute reforma tributária
Prefeitura de Campo Grande
Cidade
Prefeitura abre chamamento público para projeto de R$ 2,3 milhões destinado à pessoa idosa
Presídio de Segurança Máxima em Campo Grande
Justiça
Promotoria quer mais 'rigidez' na apuração de faltas disciplinares em presídios de MS
Ex-delegado-geral, Roberto Gurgel é oficializado como adjunto da SAD
Geral
Ex-delegado-geral, Roberto Gurgel é oficializado como adjunto da SAD
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
MPMS investiga fraude em concurso da prefeitura de Sonora e recomenda suspensão
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 22/04/2024
Geral
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 22/04/2024
Foto: TJMS
Geral
Saiba onde encontrar atendimento da Justiça Itinerante nesta semana
O corpo da vítima foi encontrado carbonizado, com algemas nas mãos e marcas de tiros -
Justiça
'Vitinho do Carandiru' é julgado por assassinato brutal em Campo Grande
Entregas podem ser feitas no SAC ou na Sala de Acolhimento Espiritual da Santa Casa
Geral
Santa Casa pede ajuda com doações de roupas, fraldas e kit maternidade

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Emocionados, vários miliares acompanharam o velório do Capitão
Polícia
Velório de Capitão do Choque arrancou lágrimas até dos mais "durões"
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital
Polícia
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital