Menu
Busca domingo, 19 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Obras em área nobre deverão pôr fim a enchentes, anuncia prefeitura

27 maio 2010 - 13h00Diego Alves
Três obras na região do Shopping Campo Grande, na Avenida Mato Grosso e Ricardo Brandão em frente ao residencial Cachoeirinha, poderão acabar em definitivo com o problema das enchentes nesta área nobre da cidade, segundo informações da prefeitura de Campo Grande. O prefeito Nelson Trad Filho esteve na manhã de hoje na Avenida Ricardo Brandão e detalhou como, quanto e quando serão feitas as obras. Trad, acompanhado do secretário municipal de Obras, João Antônio de Marco, informou que haverá instalações de galerias de concreto celular nos locais. Na Ricardo Brandão, além da instalação da galeria de concreto celular, está sendo realizado um represamento das águas. De acordo com a prefeitura, a galeria celular é uma tubulação quadrada que melhorará a drenagem e poderá acabar com o problema das enchentes na região. Além da Ricardo Brandão, também será instalada uma galeria celular na região do cruzamento da Avenida Mato Grosso com a Via Park, no córrego Sóter. Outra galeria será colocada na região do Shopping Campo Grande que vai do córrego Prosa, na praça das Àguas, até a Rua Paulo Coelho Machado. Segundo o secretário De Marco, para que isso seja feito, a tubulação passará por parte do estacionamento do Shopping e prejudicará por um tempo o trânsito na rua Paulo Coelho Machado. Gastos e Previsão De acordo com o prefeito e o secretário, as obras custarão R$ 22 milhões, sendo que desse valor, R$ 20 milhões são investimentos do governo federal, por meio do Ministério da Integração. Os outros R$ 2 mi são referentes à contrapartida da prefeitura. Dos R$ 20 mi do governo federal, a metade foi liberada na semana passada, o restante do dinheiro será liberado durante as obras que devem acabar em novembro, para que se aproveite o período em que as chuvas dão uma trégua. Urgência Por se tratar de obras emergenciais, não haverá o processo de licitação, mas sim por carta-consulta. Dessa forma, a empresa apresenta o seu plano de trabalho e cabe à prefeitura decidir qual é o mais benéfico para a administração pública.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Vídeo - Hélices de helicóptero colidem com caminhão na BR
Geral
Morador se assusta com a visita noturna de um jacaré
Geral
Detran-MS fará leilão de 403 veículos no primeiro certame de 2020
Geral
Ajude: Enzo tem leucemia e 21 dias para comprar remédio de R$ 160 mil
Geral
Detran inicia primeiro leilão de 2020
Geral
Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório
Geral
Reinaldo lançará "pacotão de obras", resultado do Governo Presente
Geral
Dona de Alf quer justiça depois de sacrifício no CCZ, “sem autorização”
Geral
Valor de renovação de vistoria será reduzido em até 5 vezes
Geral
Colégio Adventista nega ter rejeitado aluno com síndrome

Mais Lidas

Polícia
Morte da florista Regiane choca capital no fim de semana
Polícia
Vídeo - Motorista discute no trânsito e arrasta motocicleta da vítima
Economia
Receita Federal recupera R$ 5,2 bilhões em dívidas de empresas
Polícia
Cerca de 100 presos participam de fuga em massa em Pedro Juan Caballero