Menu
Busca sexta, 17 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Pague Menos faz promoção enganosa e é pega pelo Procon-MS

A autuação foi realizada após fiscalização identificar que cliente pagava mais, segundo Procon-MS

05 dezembro 2019 - 08h51Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

O nome da farmácia é Pague Menos, mas na hora do consumidor pagar é "Pague Mais", segundo fiscais da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS) devido várias divergência de preços e promoções enganosas ofertadas no estabelecimento.

Durante fiscalização, a farmácia autuada rua da Divisão, no Jardim Parati, oferecia ao cliente um kit de produtos para proteção solar e limpeza de pele.

A mensagem promocional dizia "Compre 1 Neostrata Minesol Oil Control Serum por R$ 83,98 e ganhe 1 Neostrata Oil Control Intensive Cleanser". Mas, na gôndola o protetor solar tinha valor individual de R$ 79,99, e não existia gratuidade na unidade de gel de limpeza, que saia por mais R$ 3,99.

Já, o kit promocional "Cuidado com a pele oleosa" oferecido por R$ 79,99, prometia "compre 01 Protetor Solar Episol FPS60 com cor e ganhe 01 sabonete líquido Epidac OC", mas de acordo com o preço da gôndola a unidade do protetor solar deveria custar apenas R$ 68,49.

Foram identificadas também divergência no preço individual do protetor solar registrado no caixa por R$ 78,73, em lugar dos R$ 68,49.

Na linha de barbear um kit de aparelhos de barbear descartáveis, apresentava na embalagem a oferta "04 aparelhos de barbear + grátis 01 aparelho Vênus", custou no caixa R$ 34,99, enquanto uma embalagem de 04 aparelhos descartáveis do mesmo tipo custava apenas R$ 25,99.

A colocação de produto em promoção devido ao vencimento na mesma prateleira de itens com valor tradicional também induzia o consumidor em erro, por informações confusas e sem clareza.

Uma solução bucal, que fora da promoção deveria custar R$ 24,49, foi registrada no caixa como R$ 29,49. O produto estava para vencer, mas não tinha a etiqueta diferenciada do preço promocional de R$ 17,14.

A equipe também encontrou creme dental de 70g, ofertado por R$ 8,29, porém registrado no caixa a R$ 11,99. Gluconato de zinco com 90 comprimidos, ofertado a R$ 23,99, custou no caixa R$ 48,65. Pomada de bepantrix, com 30g, ofertada a R$ 12,65 foi precificada no caixa por R$ 18,06. Sachês de sal de frutas sabor limão, com valor de R$ 3,05, foram registrados a R$ 3,08.

A equipe do Procon-MS também verificou a venda de produtos para alimentação infantil com prazo de validade expirado, que foram descartados no local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Ajude: Enzo tem leucemia e 21 dias para comprar remédio de R$ 160 mil
Geral
Detran inicia primeiro leilão de 2020
Geral
Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório
Geral
Reinaldo lançará "pacotão de obras", resultado do Governo Presente
Geral
Dona de Alf quer justiça depois de sacrifício no CCZ, “sem autorização”
Geral
Valor de renovação de vistoria será reduzido em até 5 vezes
Geral
Colégio Adventista nega ter rejeitado aluno com síndrome
Geral
Agepen determina novas regras para visitação em unidades prisionais
Geral
Missa de 7º de Struck será nesta quarta, em Sidrolândia
Geral
Vídeo - Cão não aceita ficar no carro e buzina até ser "resgatado"

Mais Lidas

Cidade
Odilon Júnior participa de ato para regularização fundiária na “Favela do Linhão”
Economia
Campo Grande é campeã em novas empresas em 2019
Polícia
Quatro homens foram autuados em R$16 mil por exploração ilegal de madeira
Cidade
“Precisamos de eficiência para atrair grandes empreendimentos”