Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 99647-9098
Geral

PM inicia operação para preservar a ordem nas eleições

28 outubro 2010 - 21h02
Teve início nesta noite, em Campo Grande, uma operação da Polícia Militar para manter a ordem antes, durante e após as eleições. A preocupação é garantir o flagrante porque até o encerramento da eleição nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto em casos específicos: flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto. Por turno, mais de 100 homens de três batalhões trabalham na operação, que teve início em três pontos, Dom Aquino, Jóquei Clube e Praça Aquidauana. “O objetivo é manter a calmaria no período que antecede as eleições, mas vamos ter o policiamento reforçado até a comemoração pós-eleição”, afirma o sub comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, Major Estevão. Ele explicou que por se tratar de uma eleição nacional e por Mato Grosso do Sul ter um eleitorado reduzido em relação ao resto do País, neste segundo turno não existe nenhuma preocupação especial com a possibilidade de compras de votos. Fonte: CG News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Superlua poderá ser vista hoje nas américas do Sul e Norte
Geral
Representantes de TV aberta discutem novas tecnologias na Fertel
Geral
DeMolay’s serão homenageados quinta-feira, na Assembleia
Geral
PSDB Mulher cobra posição da bancada feminina no Congresso
Geral
Três vítimas do massacre em Suzano continuam hospitalizadas
Geral
Ex-governador do Paraná, Beto Richa, é preso pela terceira vez
Geral
Mais de três toneladas de materiais são recolhidos em ação contra o aedes
Geral
Estado “bate o martelo” e oito horas volta em 1º de julho
Geral
IEL e Sesi fazem parceria para atender empresa
Geral
PDV chega amanhã à Assembleia; Conheça os detalhes

Mais Lidas

Polícia
Orgia em motel vira caso de polícia
Polícia
Imagens fortes - Mais um é executado em menos de 24 horas na fronteira
Polícia
Vídeo - Um morre e outro fica ferido em execução na fronteira
Polícia
Adolescente é estuprada por quatro homens em Aquidauana