Menu
Menu
Busca quarta, 24 de julho de 2024
TJMS Jul24
Geral

PMA faz balanço do desmatamento ilegal em 2018

Foram mais de R$ 4 milhões em multas pelo desmatamento de 3.653 hectares

10 janeiro 2019 - 14h57Da redação com assessoria    atualizado em 10/01/2019 às 15h00

Durante o ano de 2018 foi desenvolvida a operação de prevenção e repressão ao desmatamento ilegal denominada Cervo-do-Pantanal, realizada em parceria entre a Polícia Militar Ambiental (PMA) e o Ministério Público Estadual (MPE).

Vistorias estão sendo realizadas em possíveis locais de desmatamentos ilegais que foram levantados por imagem de satélites, nas bacias do rio Paraguai e Paraná.

As equipes da PMA das 25 subunidades iniciaram as vistorias relativas à operação nas propriedades rurais dos municípios sob suas responsabilidades. Em cada local, a polícia verificou toda documentação dos desmatamentos.

Não havendo as licenças, é procedida a autuação administrativa, que é a multa aplicada e que será julgada pelo órgão ambiental estadual (Imasul), depois da defesa do autuado. A multa é de R$ 1.000,00 por hectare ou fração e R$ 5.000,00 se for em área protegida de Preservação Permanente, mata atlântica, ou Reserva Legal. Se não se caracterizar desmatamento a corte raso, a multa é por exploração ilegal da flora, com valor de R$ 300,00 por hectare ou fração.

Balanço da operação Cervo-do-Pantanal – janeiro a dezembro/2018

Até o momento foram 109 proprietários rurais autuados no ano passado, na operação Cervo-do-Pantanal, sendo verificado um total de 2.665,46 hectares de desmatamentos ilegais em 23 municípios. Foram aplicadas multas que perfizeram o valor de R$ 3.056.028,00

Desmatamentos não vinculados à operação Cervo-do-Pantanal

Apesar do trabalho na operação Cervo-do-Pantanal, a PMA continua atuando em todas as fiscalizações de proteção à fauna e flora e combate à poluição, às infrações contra o ordenamento urbano e o patrimônio cultural e prevenção aos desmatamentos não incluídos nas vistorias da Operação Cervo-do-Pantanal.

Com relação aos desmatamentos não vinculados à operação, foram autuadas 46 pessoas por desmatamentos ilegais, em 20 municípios diferentes (tabela 3 – demonstrativo por mês e município e, Tabela 4 - Demonstrativo geral de janeiro a dezembro). Foram aplicadas multas em um total de R$ 973.274,50, para desmatamentos de 987,78 hectares, sendo várias ocorrências de degradação em áreas protegidas de preservação permanente (APP).

Balanço total dos desmatamentos entre janeiro a dezembro/2018

 Entre a operação Cervo-do-Pantanal e as autuações por desmatamentos não vinculados a esta operação, nesses 12 meses de 2018 foram 155 pessoas autuadas, com aplicação de R$ 4.029.032,50 e 3.653,24 hectares degradados.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos
Geral
Sistema Eletrônico de Informações do governo é hackeado e está fora do ar
Bilhete deixado pela mulher ao abandonar o bebê
Geral
JD1TV: Mulher abandona bebê com bilhete em hospital
Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Jerson Domingos recorre ao TJ para manter ação da Operação Omertà na Justiça de MS
Aviso do dia 19 de julho no Aeroporto Internacional de Hong Kong
Geral
'Apagão cibernético' mundial foi causado por bug, diz CrowdStrike
Vereador Claudinho Serra
Interior
Ex-chefe de gabinete de Claudinho Serra contesta acusações da Operação Tromper
Ainda dá tempo: Artistas têm prazo maior para se inscrever no concurso do TJ
Geral
Ainda dá tempo: Artistas têm prazo maior para se inscrever no concurso do TJ
Prefeito de Ladário, Iranil de Lima Soares  -
Interior
MP investiga possível nepotismo na nomeação de companheira do prefeito em Ladário
Bilhete da Mega-Sena em Casa lotérica
Geral
Ninguém acerta e Mega-Sena acumula subindo para R$ 65 milhões
Giroto e Rachel apostam em perícia para comprovar origem lícita de patrimônio milionário -
Justiça
Perita se defende sobre laudo que Giroto diz ser "imprestável"
Foto: Álvaro Rezende
Geral
Com clima instável, Pantanal tem 'suspiro' com nova diminuição de focos de incêndios

Mais Lidas

Cabo da PMMS é condenado por realizar "bicos" durante licença médica
Justiça
Cabo da PMMS é condenado por realizar "bicos" durante licença médica
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Educação
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Lulu Oliveira
Comportamento
Aos 41 anos, Lulu Oliveira representará MS no Miss Universo Brasil 2024
Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital