Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Presidente da França anuncia medidas antiterror após morte de atirador

22 março 2012 - 11h14Reuters

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou nesta quinta-feira (22) que deseja instituir medidas penais para reprimir a apologia ao terrorismo ou o apelo ao ódio e à violência na internet, em viagens ou nas prisões.

"Estes delitos serão castigados penalmente", afirmou o presidente em uma declaração à televisão, logo depois da morte do atirador que estava entrincheirado em Toulouse, decorrente da ação da tropa de elite francesa.

"A partir de agora, qualquer pessoa que consultar páginas na internet que promovam a violência será castigada penalmente", afirmou Sarkozy no palácio do Eliseu.

"Qualquer pessoa que se deslocar para o estrangeiro para seguir trabalhos de doutrinamento de ideologias que levam ao terrorismo será castigada penalmente", acrescentou.

"Com o primeiro-ministro (François Fillon), pedi ao ministro da Justiça que realize uma reflexão profunda sobre a propagação destas ideologias no âmbito carcerário", acrescentou.

Via G1

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bebê ganha tratamento domiciliar, mas equipamentos não chegam
Geral
CCZ retoma dia 20 agendamento online para castração de gatos
Geral
Estudante fica em coma após ser picado por naja
Geral
Com suspeita de coronavírus, Paulo Corrêa pede afastamento da Assembleia
Geral
PMA captura jiboia de quase 3 metros nas obras do Aquário do Pantanal
Geral
Banda V12 realiza live nesta quinta, com músicas escolhidas pelo público
Geral
Indústria de chocolate mantém otimismo, apesar da pandemia
Geral
Com operação Pátio Zero, Detran-MS esvazia agência em Corumbá
Geral
Final feliz: Emilly é encontrada e está bem
Geral
Vídeo - Blogueira acusa ex, famoso na capital, de calote e de ter sido abusivo

Mais Lidas

Esportes
AO VIVO: Flamengo e Fluminense na final da Taça Rio
Polícia
Trio é detido com R$ 400 mil em prata granulada clandestina
Política
Dourados fecha bares e academias por dez dias
Polícia
DNA aponta preso de São Paulo como autor de estupro em MS