Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Geral

PRF apreendeu 38 milhões de maços de cigarro em 2018

Foram aproximadamente 77 milhões de maços de cigarro apreendidos por todas as forças policiais de MS

24 janeiro 2019 - 11h12Rayani Santa Cruz

Com 22 unidades espalhadas em Mato Grosso do Sul, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apresentou um balanço positivo para os trabalhos realizados em 2018. Apreensão de contrabando, redução de mortes nas estradas, veículos  recuperados e armas e munições apreendidas estão entre as ações nos 3.670 quilômetros de malha viária federal.

Ao JD1 Notícias o superintendente da PRF, Luiz Alexandre, disse que os resultados advém de esforços das equipes de fiscalização nas estradas, setor administrativo e trabalho em conjunto com forças da polícia militar, civil, Receita Federal, Exército, Marinha, Força Aérea, Polícia Federal e demais órgãos que colaboram com as ações. “Em Mato Grosso do Sul, somente em 2018, a PRF apreendeu 38 milhões de maços de cigarros, sem contar eletrônicos e demais produtos. Em trabalhos conjuntos com demais forças de Segurança Pública foram 77 milhões, totalizando aproximadamente R$ 400 milhões de reais”, disse.

Sobre a questão de atendimento a acidentes em rodovias federais, foi explicado que existe estrutura e que a PRF conseguiu reduzir os índices devido às múltiplas ações. O superintendente disse que o efetivo atua com apenas 50% do ideal e devido a isso, as vezes existe a demora para a equipe das bases operacionais chegarem ao local do acidente.

Os dados apresentados mostram que houve redução de 22% de acidentes em rodovias federais, diminuindo 33% de mortes se comparado a 2017. Os testes de alcoolemia foram realizados 94.822 vezes em fiscalizações. Sobre apreensão de drogas foram contabilizados 154 toneladas de maconha e 3,9 toneladas de cocaína. O efetivo apreendeu 24.719 munições e 123 armas.

Para Luiz Alexandre  quando o volume de contrabando é tão grande, o problema vai além da questão de segurança pública, “o prejuízo é social e econômico para o país, prejudica a saúde, educação e acaba causando transtornos muito mais do que imaginamos, até o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de algumas regiões são prejudicados; isso porque a geração de renda, divisas, emprego, em fim, o comércio a indústria são prejudicados e se torna um problema muito amplo”.

Devido a grande fronteira seca no estado, existe a passagem de veículos oriundos de furto e roubo, sobre isso, o superintendente da PRF Luiz Alexandre, salientou que foram 510 veículos recuperados em 2018. Para ele é fundamental que haja a integração e comunicação entre as forças policiais do estado, para apresentar as ocorrências as bases da PRF e facilitar a recuperação.

Questionado sobre melhorias requeridas para MS, Luiz Alexandre pontuou que o essencial é aumentar o efetivo. Ele destacou que a estrutura da PRF é boa, tendo 22 bases operacionais, 128 viaturas, um helicóptero, um caminhão e grupos de operações com cães. Para ele, o balanço apresentado foi positivo mesmo com a falta de policiais e com a e melhora no setor, os avanços serão mais rápidos.

“Hoje o que precisamos melhorar é o efetivo de policiais em Mato Grosso do Sul. Nós estamos bem estruturados, ou seja, estamos cumprindo o dever de casa. Eu quero aproveitar e parabenizar a todos os integrantes da PRF, porque o trabalho, seja nas estradas ou no administrativo é fundamental para o estado e para o país” concluiu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Dia Livre de Impostos ocorre em Campo Grande nesta quinta-feira
Geral
Auxílio: Caixa libera saques e transferências para nascidos em março
Geral
Mapa do Feminicídio é lançado nesta segunda e mostra dados alarmantes
Geral
Detran volta a aplicar exames práticos e teóricos no interior do MS
Geral
Governo de MS cria comitê para planejar retomada pós pandemia
Geral
Dois ganhadores da Nota MS Premiada levarão R$ 50 mil, cada
Geral
Mães menores de idade já podem pedir auxílio emergencial
Geral
Caixa libera saques e transferências da 2ª parcela para nascidos em fevereiro
Geral
Familiares de vítima do coronavírus lamentam enterro sem despedida na capital
Geral
Balada não seguiu normas de segurança, mostra vídeo de leitor

Mais Lidas

Política
Moro ficará seis meses recebendo salário de ministro sem poder advogar
Cidade
Famílias do "Linhão" começam a ser reassentadas
Saúde
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS, diz SES
Internacional
Soldados do Exército paraguaio estão na fronteira para barrar entrada de brasileiros