Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS nov21
Geral

Reinaldo acredita em solução após apresentar demandas em Brasília

Na capital federal, o governador tratou de Lei Kandir, duplicação de rodovia e rio Taquari

22 fevereiro 2019 - 12h42Da redação com informações da assessoria

Depois de cumprir agenda em Brasília, o governador Reinaldo Azambuja retorna a Mato Grosso do Sul crendo solução favorável para as demandas relacionadas à Lei Kandir, à duplicação da BR-163 e à recuperação da Bacia do rio Taquari.

Junto a outros 11 governadores, o gestor sul-mato-grossense conseguiu no Supremo Tribunal Federal (STF) a garantia de intermediação do ministro Gilmar Mendes em busca de acordo com a União sobre a compensação de impostos da Lei Kandir, que isenta o pagamento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), as exportações de produtos primários e semielaborados ou serviços.

O governante seguiu trabalhando em consonância com a bancada federal do estado para assegurar a retomada das obras de duplicação da BR-163, que estão sob a responsabilidade da CCR MSVia. A companhia assumiu administração da rodovia em 2014 com direito de exploração de pedágios em troca de investimentos na duplicação, que não foi concluída.

Em audiência com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Múcio Monteiro, que contou com as presenças do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e dos governadores de Goiás e Mato Grosso, Ronaldo Caiado e Mauro Mendes, ficou definida uma força tarefa do Governo Federal para uma revisão contratual com a empresa concessionária da rodovia.

Reinaldo Azambuja conseguiu ainda a abonação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles para a recuperação da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari, assoreada há mais de 40 anos, com grave dano ambiental ao Estado. Em reunião com o governador, Salles afirmou que é prioridade da pasta regenerar a região e disse que recursos de multas ambientais, já disponíveis em caixa, serão utilizados no projeto.

Com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia), Reinaldo Azambuja deixou claro que a proposta de reforma da Previdência da União deve incluir interesses de estados e municípios.

Asa - anestesistas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Laudo aponta que pilotos do avião que caiu com Marília Mendonça não usaram drogas
Geral
Prazo para pagamento da taxa de inscrição do Revalida 2021 termina hoje
Geral
STJ alerta sobre tentativas de golpes em e-mails falsos
Geral
Reinaldo anuncia redução da tarifa mínima de água e esgoto de R$ 58 para R$ 13
Geral
Levamos iludidos, trazemos arrependidos: anúncio de frete inova no mercado
Geral
Detran da agência Fácil Coronel Antonino atenderá apenas despachantes
Geral
Sem risco de morte, amante baleado em motel por PRF segue internado
Geral
Obras deixam acesso ao Aeroporto uma "bagunça"
Geral
Fácil Aero Rancho terá atendimento suspenso para readequação
Geral
Após dois anos preso acusado de matar o filho de 8 meses, homem é inocentado

Mais Lidas

Brasil
Carteiro é baleado ao fazer entrega em condomínio; assista
Vídeos
Homem se masturba na frente de crianças em condomínio; assista
Polícia
Mulher encontra corpo de bebê escondido em sacola ao descongelar geladeira
Internacional
Perereca suicida? Modelo atira na própria vagina ao gravar vídeo erótico