Menu
Busca sexta, 23 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Governo - Dengue Fev24
Geral

Reinaldo sanciona lei que amplia prazo para renegociação de dívida com Agehab

22 dezembro 2016 - 17h58Assessoria de Imprensa

Os mutuários em situação de inadimplência com a Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) têm mais uma oportunidade de renegociação da sua dívida, com a prorrogação do prazo de concessão de descontos e alongamento do período de pagamento das prestações em até 240 meses. Os benefícios estão previstos na Lei nº 4.957, de autoria do Poder Executivo e sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja, após aprovação pela Assembleia Legislativa.

A nova lei, publicada na edição desta quarta-feira, 21, do Diário Oficial do Estado, altera a anterior, de nº 4.715, de 9 de setembro de 2015, e atende a grande demanda de beneficiários que não conseguiram legalizar a dívida por causa do valor das prestações, bem como aumentar para 240 meses o prazo que, atualmente, limita a 120 meses, o período para o pagamento das prestações mensais e consecutivas, no caso de renovação por pactuação.

A norma prorroga até maio de 2018 o prazo para a concessão dos descontos de até 100% dos juros e multas contratuais e também altera o artigo 18 da Lei nº 4.857, de 6 de maio de 2016, que institui o Programa de Regularização de Contratos de Imóveis, denominado Morar Legal, haja vista a necessidade de este vigorar concomitantemente com o Programa Morar Legal, instituído pela Lei nº 4.715.

Quitação

Na avaliação da secretaria estadual de Habitação, Maria do Carmo, o Governo está dando uma nova oportunidade para as famílias que não estão em dia com as parcelas, para que possam regularizar sua situação e para quem tem mais de cinco anos e esteja em dia, de quitar a casa.

Segundo ela, serão beneficiadas diretamente 11 mil famílias que hoje estão em atraso com as parcelas. No total, as dívidas somam cerca de R$ 55 milhões. “Todo o dinheiro recebido nas negociações vai para o Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (FEHIS) e será revertido para a construção de novas casas”, explicou a secretária.

As parcelas originais (sem juros e multas) das casas construídas pela Agehab variam de R$ 50 a R$ 90. O mutuário poderá obter 100% de descontos dos juros e multas contratuais, optando pelo pagamento total da dívida, bem como desconto que variam de até 60% quando o pagamento parcial.

Outra novidade é para os beneficiários que estiverem adimplentes. Esses poderão solicitar a quitação do seu saldo devedor, com 20% de desconto, para pagamento à vista, depois de transcorrido cinco anos da data constante no termo de recebimento.

Serviço: O beneficiário morador de Campo Grande deverá procurar os práticos de atendimento e requerer a análise para pagamento desta dívida, posteriormente a Agehab terá até 60 dias para analisar o pedido, deferindo ou indeferindo o requerimento, contatando o beneficiário para finalização do processo. Já para os demais beneficiários, de outros municípios, o contato deve ser na prefeitura ou no telefone 0800-647-3120.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Usuários terão mais facilidade ao buscar por benefícios sociais no Google
Geral
JD1TV: Motociclista é multado por carregar cachorro na "gAUrupa" de moto no DF
Geral
Caixa fará leilão online em março; MS terá três imóveis disponíveis
Geral
Filho de Eliza Samudio assina 1º contrato com clube no dia em que mãe faria 39 anos
Geral
URGENTE: Estudante é morto a tiros após criminosos invadirem escola em Teresina
Geral
JD1TV: Objeto de luz misterioso é registrado no céu em Rio Grande do Sul
Brasil
Deputado federal tem sigilos bancário e fiscal quebrados por suposta 'rachadinha'
Brasil
Cerimônia de posse de Flávio Dino como ministro do STF acontece hoje
Justiça
TJMS reduz pena de homicida para 12 anos por crime no Jardim Centenário
Política
"Queda da Bastilha", diz Delcídio após ataque de Gilmar

Mais Lidas

Polícia
Filhos gritaram por socorro ao ver a mãe sendo esfaqueada e morta na Capital
Polícia
Mulher pressentiu que iria morrer em conversa com a filha: 'Ele vai voltar e me matar'
Polícia
AGORA: Homem não aceita fim do casamento e mata ex com facada no peito em Campo Grande
Polícia
JD1TV AGORA: Polícia prende homem que matou a ex-mulher em Campo Grande