Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS outubro21
Geral

Sejusp determina bloqueio imediato de sinal de celular em Complexo Penitenciário de Segurança Máxima

03 outubro 2012 - 10h42Reprodução

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) determinou nesta segunda-feira (1º), através de ofício expedido à operadora de telefonia Vivo, que a empresa adote medidas cabíveis para imediata interrupção / suspensão do sinal de telefonia móvel que incide no Complexo Penitenciário de Segurança Máxima do Noroeste (CPE-MS), na capital.

A determinação foi tomada em decorrência da solicitação da empresa em prorrogar o prazo, em 120 dias, para retirada da Estação Rádio Base, denominada estação CPE-MS Penitenciária, de propriedade da operadora de telefonia móvel, diante do cancelamento da licença e da solicitação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Desenvolvimento Urbano (Semadur).

“O sinal que esta torre emite vai para dentro do presídio e isto prejudica não somente a segurança pública como também a saúde dos internos que estão cumprindo pena no local. O nosso bem maior é a vida e não o direito de utilização do telefone”, disse o secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini, em entrevista à imprensa nesta terça-feira (02).

Ele ressaltou ainda que mesmo a questão ambiental sendo de responsabilidade da prefeitura e a questão pública da segurança de competência estadual, a solicitação da retirada da torre e o sombreamento imediato do sinal devem ser cumpridos pela operadora, já que o equipamento está instalado em terreno de propriedade do estado.

Jacini lembra que é possível a concessão de prazo no que se refere à estrutura da torre condicionado ao bloqueio do sinal para dentro do presídio. “A nossa preocupação é este sinal entrando no presídio. Para que o estado faça este bloqueio seria necessário um investimento muito alto, em torno de R$ 4 milhões, e não podemos arcar com os custos operacionais de uma concessionária de serviços públicos, mas que visa lucro”, ressaltou.

De acordo com o secretário, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) tem realizado fiscalizações rotineiras e constantes para coibir a utilização e entrada de aparelhos celulares dentro dos presídios no estado. Mesmo com estas ações, diferentes formas são adotadas, durante as visitas dos presos, que chegam a receber cerca de mil pessoas por mês, para entrada dos aparelhos. “Os celulares acabam entrando no presídio, muitas vezes no interior do corpo humano de homens e mulheres e também de diferentes formas possíveis. Com isso, dentro das nossas fiscalizações, estamos fazendo apreensão de aparelhos celulares. Só vamos impedir a utilização destes equipamentos se impedirmos a entrada do sinal”, pontuou Wantuir Jacini.

Os estudos mostram que a torre emite sinal potente e os equipamentos existentes no mercado para dificultar a comunicação são apresentados de duas formas, um que fará uma “briga de sinais” - que nenhum outro equipamento existente no mercado pode fazer frente a ele - e outro que tem valores muito altos, que atualmente tem custo superior a R$ 4 milhões, e que apenas um fabricante faz o fornecimento. Este equipamento tem a função de absorver o sinal e não dissipá-lo.

Via Notícias MS

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Você tem alguma história de terror real legal para contar? Mande para o JD1 Notícias
Geral
Trecho da Rui Barbosa será interditado durante uma semana
Geral
Shoppings da Capital se unem à CDL para ajudar famílias afetadas pelo temporal
Geral
Para custear exame de filho com DMD, mãe faz barras de chocolate para vender
Geral
Com oito filhos, mãe anuncia gravidez de gêmeos e dispara: 'queremos mais'
Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge
Geral
Procon-MS e Detran notificam autoescolas por práticas contra clientes
Geral
Governo muda data da prova de seleção de estagiários
Geral
Para não cuidar de idoso, família procura filhos do primeiro casamento em MS
Geral
Com pandemia, religiosos evangelizam até por ligação

Mais Lidas

Geral
Para não cuidar de idoso, família procura filhos do primeiro casamento em MS
Polícia
Motorista de transporte escolar é preso por estuprar menina de 12 anos dentro do ônibus
Brasil
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
Geral
Mulher manda currículo para asilo e é ofendida por erros de português