Menu
Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2024
Geral

"Sumiço" de vacinas revela gestão caótica

26 maio 2016 - 10h42Danilo Costa

 O desaparecimento de vacinas contra o vírus H1N1 revela um dado tão ou mais grave ainda que o episódio em questão, a desorganização completa do gerenciamento da saúde em Campo Grande.

No centro do problema um intocável, o secretario municipal de saúde Ivandro Fonseca, queridinho do prefeito Alcides Bernal, que o considera um dos  seus melhores quadros.

Ivandro se envolve seguidamente em polêmicas negativas, nas quais sempre transmite a imagem de incompetente, passando a ser conhecido pela mídia, como um "embromador" sempre evasivo em suas respostas.

Em março, ele se recusou a utilizar veneno vencido para borrifar nas ruas contra o mosquito da dengue, apesar do mesmo estar sendo utilizado em todo o país, amparado por laudos de liberação do ministério da saúde e de laboratórios. Foi duramente criticado, se expondo a um desgaste desnecessário, bastaria apenas direcionar a responsabilidade ao Estado, e  manter a continuidade do serviço com reservas. Com isso na ocasião, e no auge de um surto, Campo Grande perdeu três semanas  de prevenção contra o mosquito Aedes Aegipty.

Agora após ter denunciado o desaparecimento de vacinas H1N1 , Ivandro atacou primeiro o estado por não disponibilizar a quantidade necessária  foi retrucado e se calou, após isso o disparo foi em direção ao  Instituto Butantan  que foi acusado por ele de fraude, por supostamente  enviar frascos com quantidade inferior de vacina, o que foi desmentido tanto pelo ministério da saúde, quanto pela própria entidade . Acuado Fonseca desta feita se saiu ainda pior, postou no aplicativo whatsapp um texto vexatório, acusando a imprensa de ser "marrom" e insistindo na própria versão.

Há uma série de agravantes, porém, que mostram que muito mais do que qualquer fraude, a saúde de Campo Grande virou uma zorra . Pelo menos dois órgãos de comunicação,  TV Morena e o Site CG News, mostraram pessoas que não faziam parte dos grupos de risco e foram imunizados.

O militante político de oposição ao prefeito Bernal , Carlos Roberto Pereira , denunciou nas redes sociais, que assessores e amigos do prefeito, foram imunizados fora das normas, a versão foi desmentida pela assessoria da prefeitura, mas surgiram dezenas de depoimentos nas redes sociais, atestando  e dando vigor a denúncia.

Depois de tudo isso, o secretario desapareceu, e teria viajado, deixando seu adjunto, entregue "aos leões".

Ivandro segue sendo um símbolo,  reflexo do modelo de gestão, da Campo Grande dos dias atuais, usando muito mais a boca e o fígado , que a calculadora e o bom senso ,em suas decisões, sobre a nossa saúde.  

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Entregas podem ser feitas no SAC ou na Sala de Acolhimento Espiritual da Santa Casa
Geral
Santa Casa pede ajuda com doações de roupas, fraldas e kit maternidade
Riedel se solidariza com militares e familiares de Capitão Mense do Choque
Geral
Riedel se solidariza com militares e familiares de Capitão Mense do Choque
Observação
Geral
'Cometa do Diabo' fica visível em todo o Brasil neste domingo
Mani e Davi
Geral
Mani Rego se pronuncia sobre separação com Davi
Sindicato das Empresas de Transporte cobra duplicação da BR-163 e fiscalização da ANTT
Geral
Sindicato das Empresas de Transporte cobra duplicação da BR-163 e fiscalização da ANTT
Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul
Geral
Imasul divulga concurso público com salários que vão de R$ 2.886 a R$ 7.501
Davi e Mani Rêgo
Geral
"Vai procurar outro assunto", diz Davi sobre boatos de separação com a esposa
Trabalhador da coleta de lixo é atropelado durante o serviço no Aero Rancho
Geral
Trabalhador da coleta de lixo é atropelado durante o serviço no Aero Rancho
Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News
Geral
Breja pra todo lado: Carreta tomba e espalha cerveja no anel viário de Dourados
Ainda dá tempo; Mega-Sena sorteia R$ 100 milhões neste sábado
Geral
Ainda dá tempo; Mega-Sena sorteia R$ 100 milhões neste sábado

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Emocionados, vários miliares acompanharam o velório do Capitão
Polícia
Velório de Capitão do Choque arrancou lágrimas até dos mais "durões"
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital
Polícia
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital