Menu
Busca segunda, 26 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Geral

TJMS é destaque no Prêmio CNJ de Qualidade com o selo prata

A honraria foi entregue nesta terça-feira (6) durante o 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado na cidade de Salvador/BA

06 dezembro 2023 - 18h09Caroliny Martins, com TJMS

Na tarde desta terça-feira (5), o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul foi agraciado com o Prêmio CNJ de Qualidade 2023. A honraria foi entregue durante o 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado na cidade de Salvador (BA).

Com novos critérios de avaliação, a condecoração promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) reconhece, por meio do acompanhamento das políticas judiciárias, as principais ações dos tribunais brasileiros nos eixos governança, produtividade, transparência, dados e tecnologia. Os tribunais de cada um dos cinco segmentos de Justiça são classificados nas categorias Diamante, Ouro e Prata. 

“A avaliação mostrou a proximidade de pontuação entre os tribunais e comprovou que estamos no caminho certo, por isso não posso deixar de cumprimentar cada um dos tribunais, nas pessoas dos seus respectivos e respectivas presidentes, pelo trabalho realizado por magistrados e servidores, que cumprem suas missões diariamente, com dedicação e afinco”, disse o presidente da Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do CNJ, conselheiro Richard Pae Kim, durante a entrega do prêmio.

Para o presidente do TJMS, Des. Sérgio Fernandes Martins, a premiação é o resultado da busca incessante por ações que promovam melhorias na prestação jurisdicional e na atividade fim do Poder Judiciário. “A conquista mostra que seguimos na direção correta e que a união de esforços resulta em uma prestação jurisdicional mais eficiente”, afirmou o presidente. 

Saiba mais - Criado em 2019 em substituição ao Selo Justiça em Números, o Prêmio CNJ de Qualidade contempla todos os tribunais, com exceção do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Em 2023, a premiação considerou princípios como a simplificação de alguns critérios, a redução no número de capacitações exigidas, a retirada de itens já cumpridos, mudança na quantidade de premiados e fim do recurso pós-entrega da premiação. Além disso, foram implementados critérios para avaliar a participação feminina.

O Des. Fernando Mauro Moreira Marinho, Corregedor-geral de Justiça, participou do 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Riedel sanciona lei que assegura matrícula de irmãos na mesma escola em MS
Geral
Obra de pavilhão militar em Campo Grande custará mais de 4 milhões de reais
Justiça
Justiça mantém preso homem que cometeu duplo homicídio por ciúmes em Campo Grande
Geral
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 26/02/2024
Geral
Ponta Porã recebe mais de R$ 100 mi para rodovias e restauração de prédio histórico
Geral
E vai subindo: Ninguém acerta e prêmio da Mega-Sena sobe para R$ 120 milhões
Geral
Quer aprender a tocar instrumentos musicais? Projeto está com inscrições abertas
Geral
Condenado pela morte da filha, Alexandre Nardoni pode sair da cadeia em abril
Geral
Gente, vamos apostar? Mega-Sena sorteia R$ 110 milhões hoje
Política
Rose Modesto abre série com pré-candidatos a prefeito

Mais Lidas

Polícia
AGORA: Casal morre após carro bater em carreta na BR-163, em Campo Grande
Polícia
Corpo é encontrado em pesqueiro no Jardim Pênfigo
Polícia
Cantor apanha após dançar com mulher durante baile em chácara do Bonança
Polícia
Cadeirante é encontrado morto em avançado estado de decomposição