Menu
Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2024
Geral

Traficantes usam pessoas com doenças graves para transportar drogas no Estado

Organizações criminosas aliciam pacientes que precisam de tratamento médico

06 julho 2016 - 10h02Da redação com MPE/MS

O poder do tráfico de drogas na fronteira em Mato Grosso do Sul tem feito várias vítimas no Estado. O Ministério Público Estadual ofereceu denúncia contra quatro pessoas, que posteriormente foram presas, no Município de Corumbá, por estar colaborando com o tráfico de drogas.

De acordo com os autos, organizações criminosas aliciavam pacientes, ou seja, pessoas portadoras de doenças graves e que precisam realizar tratamento médico-hospitalar em Campo Grande, em ônibus fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde, para transportar drogas.

Dentre os vários réus, I.M.D possui Hanseníase e frequentemente viajava para Campo Grande, com passagem paga pelo Município ou em veículo da Secretaria Municipal da Saúde e, após ser abordado por um traficante, foi pego com 3 tabletes, totalizando 2,225kg de cocaína.

Já o segundo réu, W.D.Q possui câncer na boca e laringe e, ao viajar em busca de tratamento, também transportava consigo 9 tabletes, contendo 8kg de pasta-base de cocaína, mais 196 gramas de cocaína. Após o mandado de prisão, ele obteve o benefício de prisão domiciliar, tendo em vista a sua necessidade de tratamento contínuo na Capital.

Segundo o Promotor de Justiça, titular da 6ª Promotoria de Justiça de Corumbá, o que mais chamou atenção, foi a ousadia e a insensibilidade de algumas organizações criminosas que aliciam pacientes, pessoas acometidas de graves doenças, para transportar drogas.

“Tratam-se de pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social, muito abaladas psicologicamente pela doença que as acometem, além de problemas financeiros. As organizações criminosas procuram arregimentar essas pessoas, pois os ônibus da Saúde, como são conhecidos os veículos que transportam os pacientes para Campo Grande, tendem a passar despercebidos pelas barreiras policiais, imunes a qualquer fiscalização”, explica o Promotor de Justiça. 

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Entregas podem ser feitas no SAC ou na Sala de Acolhimento Espiritual da Santa Casa
Geral
Santa Casa pede ajuda com doações de roupas, fraldas e kit maternidade
Riedel se solidariza com militares e familiares de Capitão Mense do Choque
Geral
Riedel se solidariza com militares e familiares de Capitão Mense do Choque
Observação
Geral
'Cometa do Diabo' fica visível em todo o Brasil neste domingo
Mani e Davi
Geral
Mani Rego se pronuncia sobre separação com Davi
Sindicato das Empresas de Transporte cobra duplicação da BR-163 e fiscalização da ANTT
Geral
Sindicato das Empresas de Transporte cobra duplicação da BR-163 e fiscalização da ANTT
Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul
Geral
Imasul divulga concurso público com salários que vão de R$ 2.886 a R$ 7.501
Davi e Mani Rêgo
Geral
"Vai procurar outro assunto", diz Davi sobre boatos de separação com a esposa
Trabalhador da coleta de lixo é atropelado durante o serviço no Aero Rancho
Geral
Trabalhador da coleta de lixo é atropelado durante o serviço no Aero Rancho
Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News
Geral
Breja pra todo lado: Carreta tomba e espalha cerveja no anel viário de Dourados
Ainda dá tempo; Mega-Sena sorteia R$ 100 milhões neste sábado
Geral
Ainda dá tempo; Mega-Sena sorteia R$ 100 milhões neste sábado

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Emocionados, vários miliares acompanharam o velório do Capitão
Polícia
Velório de Capitão do Choque arrancou lágrimas até dos mais "durões"
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital
Polícia
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital