Menu
Menu
Busca segunda, 24 de junho de 2024
UEMS Pantanal Tech - Jun24
Geral

Voltado ao interesse turístico em MS, PMA investiga alimentação de onças-pintadas

A Polícia Militar Ambiental reforça que a atitude, além de ser crime, é perigosa

19 junho 2023 - 15h53Brenda Leitte

A PMA (Polícia Militar Ambiental) investiga a alimentação de onças para interesses turísticos em Mato Grosso Sul. A atitude, além de ser crime, é perigosa tanto para as pessoas quanto para os animais.

Segundo divulgou a PMA, a decisão por investigar o caso é voltado após uma série de imagens de avistamentos de onças-pintadas na região pantaneira de Miranda, no interior do Estado, circularem nas redes sociais. Nas imagens é possível ver os animais, que são habituados com a presença humana, esperando serem alimentados.

A capitã da PMA, Thamara Moura, explicou que o ato de alimentar animais silvestres para atraí-los é conhecido como ceva, uma ação criminosa que traz riscos para as pessoas, assim como para o animal.

“Nos vídeos, fotos e relatos que recebemos, é possível ver os animais habituados com a presença humana e aguardando serem alimentados às margens do rio Miranda. Isso para atrair turistas. Essa é uma atitude nada inteligente e totalmente criminosa e arriscada, o animal acaba associando a presença humana ao alimento, e com isso deixa de lado o instinto de caça. Isso aumenta o risco de ataques, caso o animal não receba comida”.

Segundo a Associação Onçafari, a prática da ceva diminui a distância de conforto das onças-pintadas com os seres humanos e elas começam a chegar cada vez mais perto. O problema é que as onças podem ficar dependentes dessa relação e deixar de caçar ou procurar alimento de forma natural.

Alimentar mamíferos silvestres de médio e grande porte em vida livre para atrair e aumentar a chance de observação ou garantir sua permanência em determinada localidade é proibido em MS desde 2015.

A prática de ceva é considerada crime ambiental e ato de maus tratos animal, com pena de três meses a um ano de detenção, além de multa. Para evitar a prática criminosa, a PMA tem realizado monitoramento da região com ajuda de drones.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lei cria Campanha que mobiliza homens pelo fim da violência contra as mulheres
Geral
Lei cria Campanha que mobiliza homens pelo fim da violência contra as mulheres
TJMS mantém condenação de 18 anos para assassino de policial civil na fronteira
Justiça
TJMS mantém condenação de 18 anos para assassino de policial civil na fronteira
Aparecida Graciano de Souza é acusada de homicídio qualificado -
Justiça
TJ nega liberdade a idosa acusada de matar e esquartejar marido em MS
Mandado de prisão contra Maquito é válido até julho de 2063
Justiça
Audiência sobre homicídio de 'Leo' no Nova Lima acontece nesta segunda-feira
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 24/06/2024
Geral
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 24/06/2024
Av. Pres. Ernesto Geisel e Afonso Pena -
Cidade
Justiça condena prefeitura a pagar mais de R$ 250 mil por morte de ciclista em bueiro
Mandado de prisão contra Maquito é válido até julho de 2063
Justiça
Trio vai a júri por assassinato de detento em presídio de Campo Grande
Ex-guarda civil municipal Marcelo Rios -
Justiça
Marcelo Rios insiste em julgamento presencial no caso Playboy da Mansão
Divulgação/GCM
Geral
Mais de duas mil pessoas participaram da 2ª edição do Arraial da Alems
Um grupamento do Corpo de Bombeiros trabalha durante a noite protegendo os terrenos das chamas
Geral
Governo Federal atende pedidos de MS e enviará aeronaves e Força Nacional ao Pantanal

Mais Lidas

Cantor Diogo Nogueira
Cultura
MS Ao Vivo: Diogo Nogueira fará show gratuito na Capital no dia 14 de julho
Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policial morto estaria envolvido em esquema de tráfico e roubo junto com o sargento
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Polícia
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policiais militares escoltavam caminhão roubado com drogas em Campo Grande