Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Internacional

Beirute: Com cerca de 100 mortos, hospitais enfrentam superlotação

De acordo com a Cruz vermelha, até o momento foram contabilizadas 4 mil pessoas feridas após a explosão

05 agosto 2020 - 12h50Sarah Chaves, com informações da Jovem Pan e CBN

Após a explosão que ocorreu em Beirute, no Líbano, na tarde de terça-feira (4), a Cruz Vermelha  Libanesa, especula que pelo menos 100 pessoas morreram na catástrofe e mais de 4 mil ficaram feridas.

Na manhã desta quarta-feira (5), horas depois da explosão, cuja potência se equiparou a um terramoto de magnitude 3.3, a fumaça ainda saía do porto da cidade. As principais ruas da parte baixa da capital acumulam destroços e veículos danificados, assim como fachadas de edifícios destruídas pelo impacto

Conforme informações da Jovem Pan, o presidente da instituição Cruz Vermelha afirmou a Agência Reuters que o número de vítimas pode subir. “Ainda estamos verificando a área. Podem existir mais vítimas. Espero que não”, afirmou George Kettani.

A Cruz Vermelha, que atua em coordenação com o Ministério libanês da Saúde, afirmou que o grande número de feridos levou a uma superlotação dos hospitais de Beirute. O presidente do Líbano anunciou que o governo vai disponibilizar o equivalente a US$ 66 milhões em fundos de emergência em decorrência da explosão. Até o momento, várias pessoas continuam desaparecidas. 

A brasileira Karla Jaalouk, que vive há 22 anos no país, conta que a superlotação dos hospitais da capital,  tem obrigado os feridos a se deslocar para outros municípios.

Karla, que é presidente do grupo Amizade Brasil no Oriente Médico e está atuando como voluntária em um hospital da região, conta que a explosão devastou a capital. “Da varanda da minha casa vemos o porto de Beirute, amanhecemos com muitas casas destruídas e os hospitais lotados. Na parte da urgência está faltando materiais. Agora, os hospitais pedem que os feridos sejam transferidos para outros hospitais que não sejam na capital”, relata a brasileira.

Além da explosão e do avanço da Covid-19, o país enfrenta desde setembro do ano passado uma crise econômica “muito grande” e que “está piorando”, comenta Karla. Por conta da crise, intensas manifestações populares vinham tomando conta do Líbano, com críticas a forma de atuação do governo.

Explosão

A  explosão aconteceu pouco depois das 18h, horário local, na terça-feira e abalou a capital libanesa. As causas ainda não foram confirmadas, mas o presidente Michel Aoun informou que durante os últimos seis anos estiveram armazenadas, sem condições de segurança, em um armazém do porto, 2.750 toneladas de nitrato de amônia, produto químico utilizado em fertilizantes e bombas.

Conforme o portal CBN, o armazenamento irregular do nitrato de amônio seria, possivelmente, a causa do desastre. No entanto, outras hipóteses não são descartadas, considerando até mesmo a possibilidade de atentado.

A explosão em Beirute, sentida a 240 quilômetros de distância, ocorreu em um período em que o Líbano vive crescente crise econômica e divisões internas, enquanto lida com os danos provocados pela pandemia da Covid-19.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Vídeo: Mulher dança reggaeton sobre caixão do namorado
Internacional
Sede de Igreja Universal é fechada na Angola pela justiça
Internacional
Vídeo - The Rock arranca portão com as mãos para não se atrasar
Internacional
Preso com cocaina em comitiva do Bolsonaro cumprirá pena na Espanha
Internacional
Mulher decepa a própria mão para receber seguro milionário
Internacional
Imagens fortes: vídeo mostra músico sendo esmagado por caminhão
Internacional
Residencial é “engolido” por plantas na China
Internacional
Peão sequestrado com ex-vice-presidente do Paraguai é libertado
Internacional
Rato desmaia após comer folhas de maconha por dois dias seguidos
Internacional
Ataque as Torres Gêmeas completa 19 anos

Mais Lidas

Geral
"O corpo é o de menos”, diz jovem no Dia Nacional da Luta PCD
Geral
“Só sintomas leves”, diz Reinaldo ao JD1
Internacional
Vídeo: Mulher dança reggaeton sobre caixão do namorado
Vídeos
Vídeo: Pedagoga leva soco durante abordagem policial racista