Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Internacional

Guaidó diz ter apoio de militares para derrubar Maduro

O autoproclamado presidente da Venezuela gravou vídeo com militares

30 abril 2019 - 09h36Joilson Francelino, com informações da Agência Brasil

Em mensagem de vídeo acompanhado de vários militares dissidentes, o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou nesta terça-feira (30) que militares deram "finalmente e de vez o passo" para acompanhá-lo e conseguir "o fim definitivo da usurpação" do governo de Nicolás Maduro. Enquanto isso, o governo chavista disse estar "enfrentando e desativando" um plano de golpe de "militares traidores".

"Hoje, valentes soldados, valentes patriotas, valentes homens apegados à Constituição acudiram ao nosso chamado", disse Guaidó num vídeo de três minutos divulgado no Twitter, aparentemente gravado pouco antes do amanhecer na base militar La Carlota, no leste Caracas. "O momento é agora. A cessação definitiva da usurpação começou hoje."

"São muitos os militares. A família militar de uma vez [por todas] deu o passo. A todos aqueles que estão nos ouvindo: é o momento, o momento é agora, não só de calma, mas de coragem e sanidade para que chegue a sanidade à Venezuela. Deus os abençoe, seguimos adiante. Vamos recuperar a democracia e a liberdade na Venezuela", disse o líder da oposição.

"As Forças Armadas tomaram a decisão correta e podem contar com o apoio do povo da Venezuela, o apoio da nossa Constituição, a garantia de que estão do lado certo da história. Hoje, como presidente da Venezuela, como legítimo comandante em chefe das Forças Armadas, convoco todos os soldados, toda família militar, a nos acompanhar nesta façanha como sempre fizemos, no marco da Constituição, no marco da luta não violenta", afirmou Guaidó.

Na mensagem, Guaidó convocou às ruas todos os venezuelanos que se comprometeram nas últimas semanas a se manifestar para exigir a saída de Maduro.

"Povo da Venezuela, é necessário que todos saiamos às ruas, apoiemos a democracia e recuperemos nossa liberdade. Organizados e unidos, devemos nos deslocar às principais instalações militares. Povo de Caracas, todo mundo para La Carlota", convocou Guaidó.

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Ex-presidente peruano é preso nos EUA
Internacional
Reviva é apresentado na Ásia Ocidental
Internacional
Estrela da Disney, Cameron Boyce morre aos 20 anos
Internacional
O Terremoto mais potente que já ocorreu em 20 anos
Internacional
Agricultores de Portugal vão cobrar do governo prejuízos causados por javalis
Internacional
Militares brasileiros vão à Espanha ouvir sargento preso com drogas
Internacional
Passageiro clandestino morre após cair de avião
Internacional
Vídeo - Queda de avião particular em hangar mata dez pessoas
Internacional
Trump propõe encontro a líder da Coreia do Norte neste fim de semana
Internacional
Foto de pai e filha afogados na fronteira mexicana retrata crise migratória

Mais Lidas

Polícia
Família encontra adolescente que estava desaparecida
Polícia
Homem é morto a tiros dentro de casa enquanto fumava narguilé
Educação
Desligamento de professores da educação especial preocupa pais
Geral
Sem a OAB sociedade fica desprotegida, diz Mansour Karmouche